Voltar   BateristasPT.com > OS MÚSICOS E A MÚSICA QUE NOS 'TOCA' > Bateristas e Percussionistas
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Bateristas e Percussionistas Espaço para falarem sobre os vossos bateristas e percussionistas preferidos


Resposta
Opções
Não lido Seg, 16 de Abril de 2007   #1
Baronesa
 
Membro desde: 9-Mar-2007
Local: Lx
Mensagens: 244
Baronesa é uma jóia em brutoBaronesa é uma jóia em brutoBaronesa é uma jóia em bruto
[Biografia] Nick Mason - Pink Floyd

Nick Mason é baterista dos Pink Floyd e o único membro que se mantém no grupo desde o início da sua existência. Nascido Nicholas Berkeley Mason a 27 de Janeiro de 1944, em Downshire Hills, na area de Birmingham, Inglaterra., conheceu os futuros companheiros de banda Roger Waters e Rick Wright quando era estudante de arquitectura no Regent Street Polytechnic. Começou a tocar com eles nos Sigma 6, em 1963, depois nos Screaming Abdabs e, finalmente, em 1965, junta-se a eles Syd Barret.
Nascem os Pink Floyd. Apesar de tocar quase exclusivamente para os Floyd, Mason deambula por alguns projectos extracurriculares. Trabalhou com Robert Wyatt, Gong, e com Steve Hillage, mas também com o excêntrico Michael Mantler e com o grupo punk Damned.
Em 1981 lança o seu primeiro album a solo, Fictitious Sports. A música é uma mistura de jazz e rock composta por Carla Bley, e como convidados encontramos Wyatt, o trompetista Mantler, e o guitarissta Chris Spedding.
Mason tocou com Mantler durante os anos 80s, nos albuns Something Else (1982) eLive (1987) e ainda formou uma companhia de produção com o ex-membro dos 10cc Rick Fenn, companhia que produzia música para filmes, televisão e anúncios.
Ainda com Fenn lançou um album pop, chamado Profiles, onde podemos ouvir um tema cantado por David Gilmour "Lie for a Lie." Como as gravações e concertos com os Floyd foram escasseando, Mason dedicou-se ao seu hobbie favorite: é piloto de automóveis.Conseguiu completar, inclusivé, as 24 horas de Les Mans.
(VH1/Wikipedia)

Para promover o concerto histórico de 14 de Julho no circuito de Formula 1 de Magny Cours, a Federação Francesa de Desporto Automóvel promoveu nas suas instalações uma conferência de imprensa com o baterista mítico Nick Mason.
Segue-se um pequeno resumo da mesma:
Como surgiu a ideia de tocar na íntegra o “The Dark Side of the Moon” em concerto’
Nick Mason:
Quando lançámos o albúm, em 1973, tocámos o albúm na íntegra, nomeadamente no Rainbow Theater de Londres. Também tocámos versões com novos arranjos nas tours que fiz com o David (Gilmour) em 1992 e 1993, mas no próximo concerto, vamos tocar o mais fielmente possível ao que fizemos no albúm.
Falando do seu livro sobre os Pink Floyd, como é que geriu o problema das diferenças de pontos de vista?
Nick Mason :
Eu nem tentei, não é um problema meu. É impossível quarto pessoas estarem sempre de acordo sobre uma história tão longa e movimentada. Os outros três membros têm em comum não gostarem da versão que eu fiz, por isso penso que o trabalho que fiz está bem feito (risos).
Acha que há alguma coisa em comum com as suas duas paixões, a música e os carros?
Nick Mason :
Claro, mas é evidente que a música é mais perigosa! (risos). Acho que o ponto comum é quando por exemplo começo a compor, e nunca sei como vou acabar o tema, é uma das coisas que certamente mais me fascina. Em todo o caso é o casamento perfeito para mim – quando dou um concerto no dia de um Grande Prémio de F1 não posso saber logo os resultados, por isso não podia sonhar com melhor relação.
O que é que achou da sua actuação no concerto Live 8?
Nick Mason :
Foi fantástico. Foi um acontecimento fenomenal! O prazer de tocarmos todos juntos foi uma coisa, mais o facto de tocar por uma causa tão grande, uma boa causa, uma boa causa, isso duplicou o prazer de lá tocar. A causa transcendeu as diferenças entre o David e o Roger, fez com que pusessem as suas diferenças de lado. A comunicação voltou ao fim de tantos anos de bloqueio, e mesmo não estando prontos para voltar a fazer tornés todos juntos, aquele momento deu-se graças ao Live 8.
Há alguma hipotese de voltares a tocar com o Roger e o David? O que é que impede os Pink Floyd de serem novamente uma banda?
Nick Mason :
Acho que não irão acontecer concertos próximamente, mas o David convidou o Roger para tocar no seu concerto no Albert Hall de Londres, mas o Roger não pôde aparecer porque estava a preparar os seus concertos de verão. Eu sei que ele teria ido se pudesse.
Quanto à questão do estatuto dos Pink Floyd neste momento, o obstáculo é o David. Acho que ele neste momento está no ponto em que o Roger estava há vinte anos, tem necessidade de fazer a sua própria música fora de uma banda. Não é uma questão de personalidades ou de chegarem a acordo, é mais uma questão de quem quer fazer o quê. E o David tinha mesmo necessidade de fazer o seu projecto a solo (o album "On An Island"), por isso é preciso esperar até saber o que é quando o acabar acontecerá. Tudo é possível.
Então não rejeita a possibilidade de uma reunião da banda...
Nick Mason :
A minha posição é muito diferente da do resto da banda, porque, pessoalmente, não tenho qualquer problema de trabalhar com uns ou com outros. Tocarmos juntos ia exigir um processo bastante difícil, devido ao material que escolheríamos tocar e de saber quem iria comandar o navio.


Links:
http://www.metal-immortel.com/nick_mason_interview.htm

Última edição de Baronesa : Seg, 16 de Abril de 2007 às 22:35.
Baronesa não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Abril de 2007   #2
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Menosprezado por muitos e apreciado por outros.
Eu sou dos que aprecia o seu trabalho.

O Mason é muito simplista a tocar mas extremamente eficaz naquilo que faz. Não é um baterista a ter como referência devido à sua técnica, mas é um baterista que tem uma dinâmica e um toque muito seguro.

PArecendo que não, mas ele sustenta na perfeição ritmicamente Pink Floyd, que como sabemos, é uma banda musicalmente bem complexa.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum

Assuntos Semelhantes
Assunto Autor do Assunto Fórum Respostas Última Mensagem
Pink Floyd jrnarciso Videos e Músicas dos Membros 4 Ter, 29 de Abril de 2014 15:39
Comfortably Numb (Pink Floyd) [Paulo P. Drum cover] mp3 Paulo Pereira Videos e Músicas dos Membros 0 Seg, 9 de Julho de 2012 21:39
Como por a bateria a soar parecida à do Nick Mason dos Pink Floyd? RandyRhoads Baterias Acústicas 5 Sáb, 31 de Julho de 2010 14:39
Nick Mason e o seu bólide, ou melhor, e o seu livro! Pepito Esplanada dos Batucadores (Off Topic) 9 Qui, 1 de Julho de 2010 13:09
Que têm Charlie Watts, Ringo Starr e Nick Mason em comum? Jorge Cardoso Bateristas e Percussionistas 18 Qui, 17 de Junho de 2010 09:24



São agora 12:42. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2020, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2020, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it