Voltar   BateristasPT.com > ENSAIO, APRENDIZAGEM E PARTILHA DE CONHECIMENTOS > Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual")
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") O local para debater aspectos técnicos sobre a bateria e percussão. Uma espécie de sala de aula conjunta online permanente! Rudimentos, Afinação, Exercícios, Postura, Prática, Truques, Esclarecimento de Dúvidas, Dicas e Partilha de Conhecimento! O verdadeiro Workshop Virtual!
ATENÇÃO: Não publiques divulgações/anúncios de concertos e/ou workshops nesta secção! Obrigado!


Resposta
Opções
Não lido Qui, 29 de Março de 2007   #36
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Boas!
Gostava de deixar aqui o meu contributo neste tópico, até porque de alguma forma os testemunhos deixados poderão incentivar futuros bateristas (ou músicos em geral).
Comecei a tocar bateria no dia 1 de Janeiro de 2007. Tudo surgiu muito de repente, quando um dia estava casualmente a ver uma loja de musica na net e vi os preços de umas baterias (Pearl, salvo erro) que me agradaram.
Entenda-se naturalmente por agradar o facto de eu ter os euros necessários para a aquisição de um set e não o facto de ser um bom negócio...
O gosto pela bateria vem desde sempre (como gostar de música sem gostar do ritmo da percussão?) mas foi á guitarra que desde cedo me dediquei. Esta opção é a mais natural pra toda a gente. Uma viola clássica para aprender custava 10 contos e uma bateria era um pouquinho mais...
Isto foi por volta dos meus 15 anos de idade, e desde então fui tendo algumas guitarras (uma clássica, uma electro-acustica, uma eléctrica, uma portuguesa) mas sempre admirando a bateria.
Cheguei mesmo a tocar numa bateria muito ranhosa que um amigo meu tinha, mas confesso que esse primeiro contacto directo com o instrumento foi mau. A minha tentativa de sacar uns ritmos falhou totalmente e o que me lembro ainda hoje foi da dor de pulsos nos dias a seguir.
Sempre fui practicante de "airdrum"! lol
A determinada altura fiquei com a noção que o que sairia da minha bateria imaginária seria algo de muito parecido ao que imaginariamente tocava.
Só recentemente consegui realizar um sonho que tinha: ter e tocar uma bateria!!!
Sinceramente não me interessa que tenha 31 anos e que veja pessoal que começou a tocar aos 5 ou aos 10 anos. Eu comecei aos 31 e ainda bem!
Acredito que tudo na vida vale a pena desde que se queira muito e se acredite.
Comprei uma Premier new Cabria Pk. Comprei porque achei um bom negócio, ou porque na loja me convenceram de que era. Entretanto descobri este forum e ás tantas hoje iria eventualmente para outra marca...
Mas também é verdade que não me sinto mal servido, aliás adoro a minha Premier. Adoro-a porque sei que vai ser com ela que vou aprender e evoluir. E porque para mim é a melhor do mundo!!! É a minha!
Quanto a influências posso dizer que acompanhei mais ou menos de perto a evolução do Pedro Guedes (Blind Zero) e claro que me marcou. Actualmente o meu baterista de referência é o Matt Cameron dos Pear Jam e dos extintos Soundgarden.
Estou de saída para comprar um crash Paiste alpha 18" e respectivo tripé.
A próxima compra será umas peles á maneira! E sábado começo um projecto musical com uns amigos!
Assim vale a pena!!!

Abraços a todos!!!
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!

Última edição de xano : Qua, 30 de Maio de 2007 às 12:24.
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 7 de Abril de 2007   #37
P.Alex
 
Membro desde: 13-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 239
P.Alex está no bom caminho
Bem eu acerca de mim nao tenho muito a dizer, este enorme interesse e prazer pela bateria começou há uns anos era eu puto e ia assistir aos ensaios da banda de metal do meu irmao e começei a levar com aquele som na cabeça,e depois nao quis outra coisa! Heh pah tambem adoro guitarra electrica mas a bateria foi mesmo o que me apaixonou! E quando via o baterista a esgalhar na bateria tambem eu queria fazer o mesmo, hoje sento-me na bateria com a mesma ansiedade de sempre! Oxala perdure pra sempre!! Always!! Tenho alguns bateristas de varios estilos musicais que me influenciaram e que me influenciam, mas talvez na altura em que começei, dos bateristas de bandas portuguesas que mais se destacaram pra mim foram o Mike Gaspar (Moonspell) e o Paulo Martins (Ramp)!
Fiquem bem.
Comprimentos bateristicos.

Última edição de P.Alex : Sáb, 7 de Abril de 2007 às 21:15.
P.Alex não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 26 de Abril de 2007   #38
João Pomarolla
 
Membro desde: 25-Abr-2007
Local: Bragança Paulista
Mensagens: 2
João Pomarolla está no bom caminho
Exclamação

Eae pessoal...maneira a história de vcs...
Bom, eu fui baixista por 4 anos...sempre fui apaixonado por contra-baixo e ainda hj estudo um pouco e uso para compor....mas minha iniciação na bateria, foi repentina, eu tinha uma banda no ano de 2001, e chamei um baterista amigo meu para toca...ele tocava mto bem e acho q por tocar mais q oresto da banda ele desistiu...foi apenas um ensaio e deixou a banda, só q a bateria q a banda usava era emprestada de um outro amigo meu....então num belo dia resolvi sentar na bateria para descontrair, pois nunca havia tebtado sequer tocar....no primeiro contato com as baquetas saiu uma musica....daí em diante virei batera da banda e essa banda durou tres anos sem baixista...rs....e até hj toco bateria, é claro q hj um pouco melhor e com um pouco mais de estudo... ..abraço a tds e sucesso galera....
João Pomarolla não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 9 de Maio de 2007   #39
Rúben Pedro
 
Membro desde: 27-Mar-2007
Local: S. Miguel,Açores Portugal
Mensagens: 24
Rúben Pedro está no bom caminho
foi assim...assim como Musica, bateria e o tocar bateria sempre foi uma coisa que me cativou muito mesmo. Portanto, este feeling acentua se de maneira quase transcendente pelos 14 15 anos. Um apanhadim completo pelo instrumento, por telo, por formar uma banda. ya, muito fechado em musica pesada e classic rock,dentro disso.
contudo money (get back!)lol para arranjar uma nessa idade, xi so papa e mama, mas achavam a coisa tipo brincadeira, pois pensavam eles.
Comeco a tocar violao, a minha evolucao tanto tecnica, como paixao que criei ao instrumento assustavam toda a gente, amigos, familiares, Eu inclusive, era um vicio tremendo! ainda tenho um bocado! e afirmo que envergonho muita gente que se faz de esperta, tipo, toco guitarra e sou o maior...bla bla
entao ja com 18anos, sou convidado a tocar numa banda, de gajos um bkad mais velhos do que eu, que ja os tinha visto ao vivo e pensado...Porra, banda do ca*ai, e um sonho tocar ali, sem duvida, e fui tocar Baixo.toquei perto de 1 ano, nunca conseguimos arranjar baterista, (os Acores sao belos, mas as vezes tem dessa coisas...) e numa noite que a espera de um suposto futuro baterista e este nao aparece, viram se para mim e dizem,com letras grandes: Tu e que vais tocar bateria! (sim, porque eu ja tinha a fama entre muita gente que, na primeira vez em que me sentei a frente duma bateria toquei com uma nocao surpreendente, tanto para os outros como pra mim, e de rir!)
foi uma coisa pela espinha acima..irrra! responsabilidade enorme, comecei logo no momento a fazer contas pra comprar uma, comprei a, ainda continuo a artilha la com todo o prazer , o gosto e enorme, e a minha banda esta em excelente erupcao.
...salut minha gente
Rúben Pedro não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 29 de Maio de 2007   #40
nunomiguel
 
Membro desde: 21-Mai-2007
Local: Linhó, Sintra
Mensagens: 166
nunomiguel é uma quantidade desconhecida por enquanto
foi numa festa de natal pai do 5º ou do 6º anos onde nós fizemos uma musica e tinhamos uns instrumentozitos pa tocar tipo pandeiretas, flautas, caixinhas chinesas e havia tambem um bombo... aqueles de meter ao pescosso
eu era o gajo da pandeireta, so que o meu colega que tava no bombo nao acertava nenhuma pa caixa... por isso eu decidi exprimentar e pah quando fiz aquilo curti bue e fiquei todo maluquinho porque eu tava a conseguir fazer o ritmo na boa. troquei de lugar com o meu colega que foi pa pandeireta e eu fiquei no bombo.
aseguir a festa de natal era tudo a perguntar: "nuno, eras tu que tavas a tocar ou era so a fingir?"
apartir dai fiquei-me pelos batucos com os dedos e com as maos nas mesas.
eu costumava ir imensas vezes a casa de um amigo meu que toca guitarra desde que nasceu quase e ele tinha (tem) uma estudio em casa dele com imensas guitarras do pai dele e catano ate que um dia o pai dele comprou uma bateria po estudio e eu decidi exprimentar... ele ensinou-me os basicos da bateria... eu praticava em todo o lado a toda a hora com os pes e com as maos nas mesas, almofadas etc... eu tava mmo vidrado
nas duas ou 3 primeiras vezes vala que ainda nao sabia tocar aquilo muito bem mas quando aprendi o ritmo basico ele propos-me o desafio de tocar um mais dificil (na altura) que e mais ou menos o do smells like teen spirit
como ja disse eu tava sempre a praticar em todo o lado e na semana aseguir, quando la voltei ja tocava o ritmo de tras pa frente e de frente pa tras... comecei a pensar que tinha encontrado o meu talento e peguei no dinheiro que tinha na minha conta de nascimento (500€) e como tava perto do natal e dos meus anos (muito proximos) pedi $$ ao pai natal e la me sairam mais uns 500€€+.
ja com 1000€ comprei uma digital porque os meus pais nao me deixavam ter uma acustica (por causa do espaço e do barulho), comecei a praticar muito mais em casa,
nas ferias do verao tocavamos quase todos os dias em casa dele e foi sempre assim ate ao principio deste ano que arranjamos mais um guitarrista e mais um baixista e dai surgiu a minha banda
ha poucos meses atras arranjamos mais um guitarrista
hoje em dia estamos a espera das ferias do verao pa tocarmos outra vez!!
o baterista que mais influenciou a minha maneira de tocar foi tambem o Lars Ulrich dos Metallica que sao a minha banda perferida

e uma historia interessante
__________________
Myspace Backstabber

Última edição de nunomiguel : Ter, 29 de Maio de 2007 às 20:40.
nunomiguel não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 30 de Maio de 2007   #41
migueld3o
 
Membro desde: 7-Mai-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 27
migueld3o está no bom caminho
Estou parvo!

Oi,
Pois, eu comecei em 1994, tinha mais ou menos 14 anos, fui a um concerto de Tedio Boys (banda já extinta de Coimbra, minha terra natal), e fiquei deslumbrado.. Na altura eu e os meus amigos quisemos formar uma banda, e foi mais ou menos aí que se decidiu que instrumento iriamos tocar.. fiquei com bateria reagrupámos uma banda que estaria para acabar os "Garbage Catz".. Aprendi a tocar ouvindo música, tipo chegava da escola, punha os livros em cima da cama com a disposição de Tarola, timbalão de chão, e á frente da tarola a simular o timbal (tom) punha uma almofada!! que é certo que nesses anos (talvez 2 anos seguidos) fiz isto todos os dias.. punha uma cassete dos The Clash a tocar, e com as baquetas derretia os Livros!!
Nos ensaios com Garbage Catz, tinha uma Century que Xasso era aquele..? mas deu para o gasto.. Posso dizer que nunca tive aulas, sou aquilo a que se costuma chamar, AutoDidata!!, os Garbage Catz cresceram, gravámos duas maquetas, e chegámos a tocar em sitios como Ritz Club (Clube já extinto de Lisboa), Expo98, entre muitos outros.. enfim a banda durou até 2001 mais ou menos.. Como os Tedio Boys acabaram mais ou menos na mesma altura, e nós sendo todos amigos, resolvemos não parar.. Falei com o Toni (ex vocalista dos tedio), e seria ele na voz e eu na bateria.. não era preciso mais nada.. no dia em que combinámos ele trouxe uma guitarra emprestada com amplificador (atenção que ele não sabia tocar um "**") mais umas Cervejas o que é certo é que fizemos nessa tarde 4 musicas!! enfim, as coisas correram de tal forma que hoje existem os d3ö, temos 3 discos no mercado, estivemos a gravar á coisa de um mês (nos estudios Namouche em Lisboa) para o próximo trabalho, já tocámos em Espanha, Inglaterra, corremos Portugal todos os anos de Norte a Sul.. Enfim o que eu acho é que para se tocar qualquer instrumento que seja, o mais importante é ter vontade, porque sem esta vontade, por muitas aulas que se tenha, nunca se chega a lado nenhum, não concordam?
E é Assim, muito resumidamente, a minha Historia como baterista..

Bateristas que mais me influênciaram:

Topper Headon - The Clash
Kaló - Tédio Boys
Russel Simons - Jon Spencer & Blues Explosion

Fiquem bem!!
migueld3o não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 30 de Maio de 2007   #42
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de migueld3o
Oi,
Pois, eu comecei em 1994, tinha mais ou menos 14 anos, fui a um concerto de Tedio Boys (banda já extinta de Coimbra, minha terra natal), e fiquei deslumbrado.. Na altura eu e os meus amigos quisemos formar uma banda, e foi mais ou menos aí que se decidiu que instrumento iriamos tocar.. fiquei com bateria reagrupámos uma banda que estaria para acabar os "Garbage Catz".. Aprendi a tocar ouvindo música, tipo chegava da escola, punha os livros em cima da cama com a disposição de Tarola, timbalão de chão, e á frente da tarola a simular o timbal (tom) punha uma almofada!! que é certo que nesses anos (talvez 2 anos seguidos) fiz isto todos os dias.. punha uma cassete dos The Clash a tocar, e com as baquetas derretia os Livros!!
Nos ensaios com Garbage Catz, tinha uma Century que Xasso era aquele..? mas deu para o gasto.. Posso dizer que nunca tive aulas, sou aquilo a que se costuma chamar, AutoDidata!!, os Garbage Catz cresceram, gravámos duas maquetas, e chegámos a tocar em sitios como Ritz Club (Clube já extinto de Lisboa), Expo98, entre muitos outros.. enfim a banda durou até 2001 mais ou menos.. Como os Tedio Boys acabaram mais ou menos na mesma altura, e nós sendo todos amigos, resolvemos não parar.. Falei com o Toni (ex vocalista dos tedio), e seria ele na voz e eu na bateria.. não era preciso mais nada.. no dia em que combinámos ele trouxe uma guitarra emprestada com amplificador (atenção que ele não sabia tocar um "**") mais umas Cervejas o que é certo é que fizemos nessa tarde 4 musicas!! enfim, as coisas correram de tal forma que hoje existem os d3ö, temos 3 discos no mercado, estivemos a gravar á coisa de um mês (nos estudios Namouche em Lisboa) para o próximo trabalho, já tocámos em Espanha, Inglaterra, corremos Portugal todos os anos de Norte a Sul.. Enfim o que eu acho é que para se tocar qualquer instrumento que seja, o mais importante é ter vontade, porque sem esta vontade, por muitas aulas que se tenha, nunca se chega a lado nenhum, não concordam?
E é Assim, muito resumidamente, a minha Historia como baterista..

Bateristas que mais me influênciaram:

Topper Headon - The Clash
Kaló - Tédio Boys
Russel Simons - Jon Spencer & Blues Explosion

Fiquem bem!!
Pá... concordo totalmente! Acima de tudo tem de haver muita força de vontade!
Já agora podias era colocar o myspace dos d3o prá malta curtir!
Abraço
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 30 de Maio de 2007   #43
migueld3o
 
Membro desde: 7-Mai-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 27
migueld3o está no bom caminho
então.. para quem quiser visitar

www.myspace.com/d3orock

Obrigado..
migueld3o não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Dom, 3 de Junho de 2007   #44
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
epa.. ha uma cena que acho 'estranha'. hoje em dia vejo muito o caso:
um gajo que toca bateria (ou outro instrumento) há menos de um ano, e já tem banda e não sei quê Isto vê-se N vezes um pouco por todo o nosso Portugalito...

Ou é um sério interesse em aplicar ideias? ou então acha-se que já se tem capacidades para entrar numa banda com os amigos e tal? até pode ser aí uma enxorrada de talentos por herança genética? ou então é a sede da fama e da estupidez que começam logo a corroer os comuns mortais que querem logo partir a loiça toda no palco e vão tocar umas covers, ou vão tocar uns originais 'coiso e tal' mais p'ra lá do que p'ra cá... lol..

Recomendo a quem esteja a começar ou até já avançado, que dê uma vista de olhos nas FAQ's do site do Danny Carey. Leiam, e depois se quiserem pensem no que vos aqui falei!

Toquem e não se estraguem!
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 4 de Junho de 2007   #45
nickmason
 
Membro desde: 22-Mai-2007
Local: porto
Mensagens: 140
nickmason está no bom caminho
a tokar bongós no coro da igreja...hehe
nickmason não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 4 de Junho de 2007   #46
paranoid
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: torres novas<->lisboa
Mensagens: 164
paranoid será famoso em breve
Boas!
a meu ver acho que não há problema nenhum de se ter uma banda quando se está a começar. Desde que todos os elementos estejam ao mesmo nível para irem evoluindo como banda também. Porque se há um elemento em iniciação no seu instrumento pode até estar atrapalhar os outros.
Conheço muita gente (inclusive eu) que primeiro arranjou banda com os amigos e depois é que começou a tocar.

cumps!


Citação:
Mensagem Original de warlike
epa.. ha uma cena que acho 'estranha'. hoje em dia vejo muito o caso:
um gajo que toca bateria (ou outro instrumento) há menos de um ano, e já tem banda e não sei quê Isto vê-se N vezes um pouco por todo o nosso Portugalito...

Ou é um sério interesse em aplicar ideias? ou então acha-se que já se tem capacidades para entrar numa banda com os amigos e tal? até pode ser aí uma enxorrada de talentos por herança genética? ou então é a sede da fama e da estupidez que começam logo a corroer os comuns mortais que querem logo partir a loiça toda no palco e vão tocar umas covers, ou vão tocar uns originais 'coiso e tal' mais p'ra lá do que p'ra cá... lol..

Recomendo a quem esteja a começar ou até já avançado, que dê uma vista de olhos nas FAQ's do site do Danny Carey. Leiam, e depois se quiserem pensem no que vos aqui falei!

Toquem e não se estraguem!
paranoid não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 4 de Junho de 2007   #47
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de warlike
(...) Ou é um sério interesse em aplicar ideias? ou então acha-se que já se tem capacidades para entrar numa banda com os amigos e tal? até pode ser aí uma enxorrada de talentos por herança genética? ou então é a sede da fama e da estupidez que começam logo a corroer os comuns mortais que querem logo partir a loiça toda no palco e vão tocar umas covers, ou vão tocar uns originais 'coiso e tal' mais p'ra lá do que p'ra cá... lol..

(...)
Pois, e mesmo que seja alguma dessas não percebi onde está a estranheza da coisa, mas tá tudo...
Aliás até acho que entrar numa banda é do melhor para se começar a evoluir rápidamente. Eu também tenho a minha banda a qual formei com uns amigos quando tocava á dois meses (claramente menos de um ano...) e olha, ninguém achou nada estranho.

Estranho é esse teu raciocínio, especialmente ali na parte da sede de fama e mais não sei o quê...

cumpts
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!

Última edição de xano : Seg, 4 de Junho de 2007 às 21:34.
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 4 de Junho de 2007   #48
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
(ya sou pessimista porque só me fiz claro acerca dos aspectos maus de se começar a tocar)
há por aí putos que nem largaram as fraldas e já têm a mania que ensinam o Papa a rezar, se ainda não te encontraste com nenhum deles, não queiras! lol...

claro que começar com uns amigos, todos ao mesmo nível, na boa, saudável e tal. mas nem é por isso que vou deixar de ter a ideia que tenho. eu com o tempo que tenho e nem é de bateria, mas de música em geral, já vi uns quantos exemplares rock-star wannabe's que ... enfim .. palavras p'ra quê...

Mais uma vez, se tiverem com tempo e disponibilidade, dêm uma vista de olhos nas FAQ's do site do Danny Carey. Bastará dizer que não estou a mencionar isto por acaso.

E mais, não estou a desencorajar ninguém a perseguir um objectivo no mundo da música, mais concretamente da bateria e percussão. Só espero que tenham principalmente CONSCIÊNCIA do que estão a fazer. E queria acima de tudo, realçar a importância do significado do trabalho desenvolvido desde o inicio. Trabalhar em música só para fazer lucro acho e há também quem ache que será uma perda de tempo, e acaba por corromper mentalidades.. A qualidade e dimensão da mensagem e da sonoridade da música por vós criada virá por acréscimo da qualidade do tempo em trabalho que tiveram.

Só queria fazer passar isto: " You either have a chemistry that taps into the current or you don't. There is nothing wrong with playing heart felt music that is not trendy or popular but there is nothing worse than someone bastardizing or compromising their art for the sake of popularity and money. " (Danny Carey, http://www.dannycarey.org/page2.html)

Para finalizar, a 'mania da superioridade' ao começar pode fazer chegar a este ponto: da busca desenfreada pelo lugar do topo, sem conteúdos coerentes, da maneira mais estúpida possível.

conversa de padre ou o krl!

Última edição de warlike : Seg, 4 de Junho de 2007 às 23:02.
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 5 de Junho de 2007   #49
wizdrum
 
Membro desde: 1-Mai-2007
Local: Lx
Mensagens: 88
wizdrum está no bom caminho
Concordo com o warlike em algumas partes, mas não me revejo de todo no que dizes.
Eu comecei a tocar á bem pouco tempo, para aí há 6 meses, apesar de já ser um apaixonado do instrumento há algum tempo e já tocar outros instrumentos (baixo e guitarra) penso que a parte de começar a tocar com um amigo meu que também tinha começado há pouco tempo a tocar guitarra foi essencial, não só para mim mas também para ele, como parte de uma evolução que ainda hoje, obrigatóriamente, toma lugar em todos os 'ensaios'. Duvido que estivesse no nivel em que estou hoje, ainda que medríoque ou de noob, se não fosse devido a esses momentos, visto não ter recursos para pagar aulas nem ter um instrumento como a bateria em casa.

Já vão muitos ensaios e muitas horas a ver videos no youtube e a praticar aqui em cima do pano de rato (LOL, enquanto não houver dinheiro para uma TD-6 vai ter de continuar a ser assim) e sinto que a minha técnica apesar de rudimentar e ainda muito básica/iniciante melhora cada vez que lá vou, e quando consigo tocar melhor obrigo o meu amigo a tocar melhor, e se for ele vejo-me eu obrigado a praticar mais para o poder acompanhar, felizmente vale-me a formação musical que tive a nivel de guitarra e a paixão que tenho pela musica.

Se queres um exemplo de banda que começaram assim tens por exemplo os offspring que também eram um grupo de amigos que não faziam ideia de nada a nivel musical e acabaram por chegar onde chegaram independentemente de se gostar da sua musicalidade deles, e o baterista deles é muito bom, certamente haverão mais bandas de 'topo' com este tipo de percurso mas só conheço esta .


Sinceramente não toco bateria, nem tenho a 'banda' (ás vezes um amigo meu baixista vai e parece uma banda quase lol) para ganhar fama ou wtv, mas também conheço quem o faça para tentar atingir algo como isso, e sinceramente, esses são sempre os piores musicos.

ON TOPIC:

Comecei a tocar porque desde pequeno apesar de andar a aprender outros instrumentos sempre tive aquele bixo pelo batuque, pelo ritmo e poder que a bateria tem numa musica, seja numa musica de jazz, rock, metal, pop, o que quer que seja, está lá sempre uma bateria a marcar o ritmo. Entretanto o ano passado com o concerto de tool no sbsr senti-me ainda mais inspirado, pelo danny carey, a aprender mais sobre a arte de batucar e a explorar esta paixão que já tinha há muito tempo. sei que ainda me faltam uns bons anos e montes de formação musical a nivel de percursão mas espero lá chegar em breve.

abraços
__________________
This is where we hold them. This is where we fight. This is where they die.
wizdrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 5 de Junho de 2007   #50
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de warlike
(ya sou pessimista porque só me fiz claro acerca dos aspectos maus de se começar a tocar)
há por aí putos que nem largaram as fraldas e já têm a mania que ensinam o Papa a rezar, se ainda não te encontraste com nenhum deles, não queiras! lol...

claro que começar com uns amigos, todos ao mesmo nível, na boa, saudável e tal. mas nem é por isso que vou deixar de ter a ideia que tenho. eu com o tempo que tenho e nem é de bateria, mas de música em geral, já vi uns quantos exemplares rock-star wannabe's que ... enfim .. palavras p'ra quê...

Mais uma vez, se tiverem com tempo e disponibilidade, dêm uma vista de olhos nas FAQ's do site do Danny Carey. Bastará dizer que não estou a mencionar isto por acaso.

E mais, não estou a desencorajar ninguém a perseguir um objectivo no mundo da música, mais concretamente da bateria e percussão. Só espero que tenham principalmente CONSCIÊNCIA do que estão a fazer. E queria acima de tudo, realçar a importância do significado do trabalho desenvolvido desde o inicio. Trabalhar em música só para fazer lucro acho e há também quem ache que será uma perda de tempo, e acaba por corromper mentalidades.. A qualidade e dimensão da mensagem e da sonoridade da música por vós criada virá por acréscimo da qualidade do tempo em trabalho que tiveram.

Só queria fazer passar isto: " You either have a chemistry that taps into the current or you don't. There is nothing wrong with playing heart felt music that is not trendy or popular but there is nothing worse than someone bastardizing or compromising their art for the sake of popularity and money. " (Danny Carey, http://www.dannycarey.org/page2.html)

Para finalizar, a 'mania da superioridade' ao começar pode fazer chegar a este ponto: da busca desenfreada pelo lugar do topo, sem conteúdos coerentes, da maneira mais estúpida possível.

conversa de padre ou o krl!
Boas!

Naturalmente entendo onde queres chegar e no limite estarei também de acordo. Embora para mim, onde começa a ganância acaba a arte e por isso é algo a que não dou particular importância.
Também assisti a situações que descreves, embora também tenha visto o contrário (e bem de perto por sinal) tal como é referido no post do wizdrum.
Quanto ao caminho que cada um toma pra chegar ao sucesso,pá, eu ainda acredito que se pode lá chegar por se ter realmente qualidade no nosso trabalho! Enfim, se calhar sou um sonhador...
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!

Última edição de xano : Ter, 5 de Junho de 2007 às 02:25.
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 5 de Junho de 2007   #51
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
Parte-se do principio que o sonho é meio caminho andado para se atingir o que se quer. Acho que sonhar não faz mal a ninguém, muito pelo contrário.
As ilusões é que podem estragar o que já foi feito para atingir o 'sonho' que se pretende.
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 5 de Junho de 2007   #52
migueld3o
 
Membro desde: 7-Mai-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 27
migueld3o está no bom caminho
Boas..
Pois eu concordo com grande parte das coisas que o Warlike diz.. penso que resumindo em muito o que ele disse, é que há prái uns quantos cromos, que perdem a Humildade toda, logo que conseguem ter algum protagonismo e projecção.. Penso que quem anda nestas coisas da musica tem sempre muito para aprender.. além de aprender a "Falar" com o respectivo instrumento, tem também que aprender a lidar com as situações, onde normalmente "esses cromos se revelam" da pior forma!!

Também já assisti á "ascensão" de algumas pessoas, que mudaram totalmente a postura (para pior).. é bem revoltante!! Mas pronto.. também quem tudo quer tudo perde né!! É deixá-los Ir!!!!

Hasta Breve
migueld3o não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 5 de Junho de 2007   #53
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
ya.. já que a maior parte das vezes a atitude de pessoal assim nem permite uma (fácil) mudança de mentalidade.

Mas de qualquer forma, cada um tem o seu tempo, como se costuma dizer. Pode ser que ao longo do tempo se venha a conseguir, de forma de geral, encarar a 'superioridade', a 'prepotência', a 'mania' como algo prejudicial tanto para o pessoal que assim age, como para o resto que não tem nada a ver com aqueles 'ideais'.

Por isso, em termos de talhar a personalidade em termos musicais:
Quanto mais cedo melhor!
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #54
Jef
 
Membro desde: 16-Jul-2007
Local: Pinhal Novo
Mensagens: 164
Jef está no bom caminho
No meu caso comecei a tocar bateria aos 15 anos de idade,presentemente ja vou fazer 34 e aprendi tudo practicamente sozinho,antes disso toquei clarinete e saxofone e devo salientar que o solfejo me ajudou bastante na minha aprendizagem e evolução como baterista,não no sentido de o ler presentemente ao tocar mas sim no facto de ter uma noção ritmica e de tempo a nivel de execução..Practicamente comecei a tocar porque eu mais uns amigos decidimos começar uma banda,nenhum tinha practicamente experiencia nenhuma a tocar mas realmente foram uns tempos porreiros de aprendizagem e conhecimento...Desde aí que toco bateria por gosto ao instrumento em si e todos os dias se aprende sempre algo novo,tenho pena é de praticar pouco tempo,infelizmente só toco ao domingo umas 3 ou 4 horas e se tocasse mais sempre poderia evoluir mais..penso que é tudo...mais ao menos

Última edição de Jef : Seg, 16 de Julho de 2007 às 05:10.
Jef não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #55
Zull
 
Membro desde: 1-Mar-2007
Local: Aveiro
Mensagens: 39
Zull está no bom caminho
A minha história sobre como tudo começou resultou de um triste acontecimento na minha vida, de um acidente. Tocava flauta desde os 8 anos, e aos 13 anos tive um acidente com electricidade de alta tensão que me deixou sem dois dedos da mão esquerda ( mindinho e anelar ) o que me impossibilitou de continuar a tocar flauta, e foi aí que pensei, vou deixar de ser um músico e passar a ser um mero ouvinte, ou vou tentar dar um jeito ??? E meus amigos, após ter pensado durante uns dias sobre as várias opções que alguém com o meu ""handicap" poderia tocar, desde tocar guitarra só com palheta, baixo de maneira limitada, decidi que com fisioterapia (depois do acidente não conseguia agarrar um copo de agua) e força de vontade, seria possível agarrar numas baquetas e tocar bateria. E assim foi ! Tudo bem, as minhas aulas eram com um professor que dava aulas a 20 alunos com varios instrumentos, tudo ao mesmo tempo, tudo ao molho ! Anti-pedagógico, não aprendi nada ! Mais uma vez, o desenrasque ! Ver videos de concertos ( antigamente a RTP transmitia muitos), ficar atras se bateristas que tocassem ao vivo, etc...
Enfim, perdi dois dedos mas ganhei um amor para toda a vida !!


Fiquem bem !
Zull não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #56
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de Zull
A minha história sobre como tudo começou resultou de um triste acontecimento na minha vida, de um acidente. Tocava flauta desde os 8 anos, e aos 13 anos tive um acidente com electricidade de alta tensão que me deixou sem dois dedos da mão esquerda ( mindinho e anelar ) o que me impossibilitou de continuar a tocar flauta, e foi aí que pensei, vou deixar de ser um músico e passar a ser um mero ouvinte, ou vou tentar dar um jeito ??? E meus amigos, após ter pensado durante uns dias sobre as várias opções que alguém com o meu ""handicap" poderia tocar, desde tocar guitarra só com palheta, baixo de maneira limitada, decidi que com fisioterapia (depois do acidente não conseguia agarrar um copo de agua) e força de vontade, seria possível agarrar numas baquetas e tocar bateria. E assim foi ! Tudo bem, as minhas aulas eram com um professor que dava aulas a 20 alunos com varios instrumentos, tudo ao mesmo tempo, tudo ao molho ! Anti-pedagógico, não aprendi nada ! Mais uma vez, o desenrasque ! Ver videos de concertos ( antigamente a RTP transmitia muitos), ficar atras se bateristas que tocassem ao vivo, etc...
Enfim, perdi dois dedos mas ganhei um amor para toda a vida !!


Fiquem bem !
Excelente maneira de contornar o azar! O importante é nunca parar!!
Fica bem!
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #57
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
já agora :p comecei a tocar com 15 anos. nos primeiros anos confesso que quase me arrependi de ter comprado a bateria. não tinha sitio para tocar onde não incomodasse ninguem, não tinha sequer motivação para tocar e o que tocava ou era baixinho para ninguem ouvir, ou não tocava nada, simplesmente. nunca tive aulas, mas por opção própria. percebo minimamente pautas mas não as leio como deve de ser, lol. nestes ultimos anos tenho conseguido evoluir graças a um local onde finalmente posso fazer barulho, e também à dedicação, que já nem conto nem vejo a passar, à bateria. tento tocar de tudo um pouco, mas acima de tudo trabalho para conseguir um estilo próprio. se realmente gostam de tocar bateria, existem formas de conseguirem o que querem, a começar pela forma como praticam até à realização dos vossos objectivos. Não deixar de acreditar, motivação, dedicação e força!
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #58
raging_metalhead
 
Membro desde: 11-Mar-2007
Local: Somewhere, but not here
Mensagens: 454
raging_metalhead será famoso em breve
Tudo começou kando andava na primária, n faço a menor ideia pk, sempre kis tocar bateria. Já nesse tempo os professores faziam a tipica pergunta - "o k keres ser kando fores grande?" e eu dizia "Baterista!!"
Contudo, n conhecia ninguem k tivesse uma e o meu irmao optou pela guitarra, coisa com k nunca m dei mt bem
Aos 14 com grande gosto por musica precisava d fazer alguma coisa, e cmo n tinha bateria nem m dava bem com cordas, optei pelas cordas vocais.
Comecei entao aos 15 a berrar e grunhir (termos técnicos). Pouco tempo dps entrei para o projecto do meu irmao como vocalista.
Em 2005 conheci um baterista (actual baterista da minha banda (a banda n é o projecto)), o kal convidamos a ingressar no nosso projecto. Como o local d ensaios era em minha casa, e ele morava longe d lá e keria vender a bateria, eu, o meu irmao e o outro guitarrista compramos a bateria.
Durante a primeira semana era horas por dia todos os dias, n sabia fazer grandes ritmos, o basico, mas ia aprendendo. Foi uma Thunder com Paiste 302, bateria k ainda tenho hj com algumas modificações.
Vai fazer kase 3 anos k toco, o ultimo a dar-lhe mais forte (kando sai do projecto), tb a trabalhar para comprar material, tenho uma banda mas sou vocalista e keria msm ter uma "banda" para alargar os meus horizontes como baterista. Mas lá s vai andando

Bateristas k m influenciaram... nenhum, akilo surgiu s n tou em erro d ver videos d bateristas n televisao kando era puto. Dicas peço sempre a bateristas conhecidos, pk cmo tb sou auto-didata (tou a ganhar pa material e n pa aulas), kantas mais melhor
raging_metalhead não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 16 de Julho de 2007   #59
Jef
 
Membro desde: 16-Jul-2007
Local: Pinhal Novo
Mensagens: 164
Jef está no bom caminho
..o que interessa realmente é o gosto pelo intrumento e por tocar o mesmo,sem complexos e sem ao mesmo tempo ter a "mania"..
__________________
https://www.facebook.com/AERNUS
Jef não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 4 de Agosto de 2007   #60
Luis Logrado
 
Membro desde: 27-Nov-2006
Local: Fernão Ferro
Mensagens: 426
Luis Logrado é uma jóia em brutoLuis Logrado é uma jóia em brutoLuis Logrado é uma jóia em brutoLuis Logrado é uma jóia em bruto
Eu começei aos 4-5 anos mas parei 2 anos devido a mudança de casa, nao tinha sitio para meter a bateria, os bateristas que sempre vi foi o Mike Portnoy, e agora tou a ouvir Akira Jimbo, devido a uma vez eu ter ido a um workshop dele e adorei.
__________________
Endorsed by Paiste Cymbals
O meu canal do tubas
http://www.youtube.com/user/licasjunior1
Luis Logrado não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 27 de Agosto de 2007   #61
tiagocampos
Aguarda confirmação de email
 
Membro desde: 6-Ago-2007
Local: cudjudas
Mensagens: 43
tiagocampos está no bom caminho
o que me fez comprar uma bateria e começar a aprender sozinho foi eu ter ido assistir a um ensaio da banda de uns amigos meus.. e o baterista nesse ensaio passou se e bazou.. e eles perguntaram me se eu keria tokar e ke.. e eu disse que nao sabia tokar..só tinha umas noçoes de ritmo

e opah.. eu tokei um bocadito la.. e ainda só tinha coordenaçao nas maos pq eu já desde os 4 anos que toko em congas, bongos, djembes,, mas nunca tinha tocado numa bateria

e eles disseram "pah tu tens ritmo em ti.. compra uma bateria..começa a treinar e pode ser que entres pra banda.. "

eu comprei uma Ranger xD
e passado 3 meses entrei pra banda.. ja sabia tokar varios ritmos rock e isso.. demos mts concertos assim em festas e escolas e cineteatros mas entretanto a banda acabou..
e agora tou num novo projecto, mas desta vez é Heavy Metal ehehe
parecido com Manowar. mas ainda estamos a começar..


The end! xD


bateristas que mais me influenciam

Jojo Mayer - nerve
John Otto - limp bizkit
Johnny Rabb
Tony Royster Jr
Travis Barker - blink182, +44, the transplants
Sully Erna - Godsmack
Tito Puente ( percurssão )
The Rev -Avenged Sevenfold
Larry Wright ( street drummer )


ehehe grande lista xD mas pronto, tudo o que eu sei tocar na bateria devo a esses mans!

Última edição de tiagocampos : Seg, 27 de Agosto de 2007 às 15:21.
tiagocampos não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 17 de Outubro de 2007   #62
azorane
 
Membro desde: 8-Out-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 26
azorane está no bom caminho
Bom, aqui vai o meu testamento.

O primeiro contacto que tive com este mundo da percussão foi aos 5 ou 6 anos. Aproximava-se o Natal e a minha cabeça só pensava numa bateria, insisti tanto tanto tanto que o pai natal não resistiu. Para meu espanto, numa noite de natal, vejo o instrumento perto da árvore e tcharam, é de plástico!!!! :| Fiquei desiludido , "Mas o que é isto! Eu quero uma bateria verdadeira!". Buááá! Mas não havia nada a fazer. Vai ter mesmo que ser com esta. Foi então aí que comecei a martelar por ali a fora. Lembro-me basicamente de usar o bombo com as baquetas e tocar muito Queen (we will rock you) , tum tum tá, tum tum tá, we will we will rock you. Foi a loucura total durante um certo tempo, mas depois parou. Desde aí e até agora aos 23 anos de idade nunca tomei contacto a fundo com uma bateria. Apesar disso sempre fui muito "batoqueiro" em tudo o que faço, desde batucar quando ouço música, quando vou comer com os talheres, na tuna que estou, fazer uns ritmos com bombo e pandeiretas, etc.

Tenho a minha bateria à cerca de uma semana e ideia de tocar surgiu espontâneamente. Uns amigos meus da tuna já estavam a pensar formar um grupo de covers há algum tempo e certo dia estavam na conversa e eu virei-me,
"vou-me juntar a vocês, posso ser vocalista?"
"Epá, e tal, podias era tocar bateria"
"Hum, boa ideia, tá feito"

E aí fui eu no dia a seguir comprar uma bateria (uma Pearl Forum Series). Rapidamente ficou a banda feita com um guitarrista, um solista, um baixista e eu, o baterista.

E pronto, foi assim que tudo começou. Vamos a ver se me safo na bateria. Sempre tive jeito para ritmos e ouvido pra música, por isso é que comprei a bateria, senão não me aventurava desta maneira.

Posso dizer que está a correr bem até agora apesar de alguns momentos de frustração por causa das diversas sincronias entre os quatro membros.

Bateristas que me influenciaram: Nenhum, não prestava muita atenção a isso, por isso....

Bateristas que me possa influenciar: Também e por enquanto também não tenho muito a dizer, mas posso adiantar que não sou grande amante de metaladas e ritmos "amalukados" (sei que não é correcto dizer isto assim, mas... a cena do tipo pedal duplo e velocidade estrema).
Sou um grande adepto de grooves, jazz, batidas ritmadas simples e com "feeling". Tipo Bernard Purdie e cenas desse género. O objectivo da banda é tocar, por agora, cenas do tipo, Jorge Palma, Sweet Home Alabama, Ordinary World dos Duran Duran, Pink Floyd, Mrs Robinson, Robert Palmer, etc...

Para concluir, estou a aprender muito com este forum, é altamente!


Força pessoal! Abraços

Última edição de azorane : Qua, 17 de Outubro de 2007 às 02:18.
azorane não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 17 de Outubro de 2007   #63
tiagop
 
Membro desde: 17-Mar-2007
Local: LISBOA
Mensagens: 1.161
tiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixetiagop é mesmo fixe
A minha historia eh curta...
Sempre curti musica, mas, como nunca me dei ao trabalho de ir aprender a tocar, sempre bati com as maos e com os pes a acompanhar tudo o que ouvia. Toquei bateria pela primeira vez em 94, no 1o ano da faculdade, pois havia um maluco por guitarra e U2. Nem acreditaram que nunca tinha senrado o cu numa bateria. Acompanhei tudo sem stress (ritmos basicos, claro). Isso durou umas 4 ou 5 idas a um estudio e, desde entao, nunca mais toquei. O ano passado, mudei-me para a minha casa nova, que tem bue espaco, e pude comprar entao uma bateria. Nao tenho nenhum projecto serio, pois ja tenho a vida suer preenchida com trabalho, familia e surf. Toco por curticao com uns colegas meus. Escolhemos umas musicas que todos curtimos e divertimo-nos. Divulgacao exclusiva: o nosso nome eh "The speedbirds". Podem procurar no youtube a nossa primeira ida a um estudio (ha um ano). Nao vale rir, nem gozar, han...?? Chegamos la e os ******* que diziam que faziam tudo e mais alguma coisa, nao conseguiam tocar e cantar ao memso tempo!! Tive eu de cantar!!! Tenho a folha a4 com a letra da musica pousada na tarola e estava a le-la e a tocar nela ao mesmo tempo!! So podia dar no que se viu! O baixista parte o strap. Eu parto uma baqueta. Uma tristeza pegada... Enfim...
Ja fizemos varias tournees mundiais, que passaram por minha casa, a casa do guitarrista e o Japestudios!! he he he
Abracos
tiagop não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 17 de Outubro de 2007   #64
ThunderDrum
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Sintra
Mensagens: 587
ThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em bruto
O começo...deixem-me puxar pela memória...

Comecei por volta de 1994, quando tinha uns 16/17 anos...sim, já comecei tarde...
Foi com bandas como Gn'R, Metallica, Sepultura, Iron Maiden, etc que o gosto pela musica se desenvolveu e na altura, com uns amigos e o meu irmão decidimos formar uma banda (atenção, ninguém sabia tocar absolutamente nada). Mesmo antes de comprar instrumentos ou aprender a tocar, definimos as posições na banda, quem cantava, quem tocava guitarra e baixo, etc. Na altura estava inclinado p o baixo, tinhamos outro q queria ser bateras, mas depois uma feliz coincidencia levou-me antes p a bateria. Tinha uns amigos que tinham um amigo (lol) que precisava de um sitio onde por a bateria q iria ainda comprar a outro gajo q era baterista. Como nós (a banda q ainda só tinha o meu irmão c guitar) precisávamos de uma bateria p o baterista (q ainda n se sabia quem era) cedemos o espaço (a garagem da minha avó, onde hoje ainda ensaio c FMC) e a bateria lá ficou, com a unica condiçao de o outro gajo q iria comprá-la aparecer lá de vez em quando p tocar (estranho, não é?).
Assim que o bacano se foi embora decidi experimentar a bateria e nunca mais quis outra coisa. Aquela magnífica Power Beat ainda me acompanhou por uns 10 anos, porque afinal quem a comprou fui eu...lol
Fui depois comprar pratos, pedal duplo, etc...
Nunca tive aulas, fui observando outros bateristas (n havia internet!), mas não tenho grandes influencias, quando comecei, talvez o Lars, o Igor, o Vinnie e o Chris Kontos me tenham dado bastante ajuda, lol
De seguida foi tocar c a banda do meu irmão, foi acabar essa banda, começar e juntar-me a outras, tocar c mais não sei qta gente, montes de concertos e tal...

Hoje tenho uma Pearl Forum, oferecida pela minha mulher, não há €€€ p mais...dá para os gastos e muito concertos já deu...

Com Fullmoonchild, tento divertir-me ao máximo e curtir cada momento!
__________________
"And if you hear me talking on the wind, You've got to understand, We must remain...Perfect Strangers"
http://www.facebook.com/ThundrDrum
ThunderDrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 20 de Outubro de 2007   #65
JP_
 
Membro desde: 10-Out-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 2.622
JP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luzJP_ é um glorioso foco de luz
Boas,
Em minha casa, na cozinha, o meu lugar ás refeições era sempre o mesmo: Mesa á frente, "suporte dos pés" da mesa, armário atrás... Suporte de pés servia de tarola com bordões, armário servia de bombo, cuja batente era o meu cotovelo direito (Sim.. tinha "pedal duplo"..), a mesa servia de timbaloes (lol) e os pratos da mesa serviam de...Pratos?!
Isto tudo começou com 4 anos...

Actualmente, com 13 anos, tenho uma Mapex Pro M Micro..
__________________
www.myspace.com/joaolpereira


JP_ não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 27 de Outubro de 2007   #66
Aly
 
Membro desde: 16-Out-2007
Local: Ilha Terceira - Açores
Mensagens: 1.113
Aly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em bruto
Bem...nao houve exatamente um inicio, mas vou tentar explicar

Um dia eu deito-me na cama e começo a ouvir uma musica dos Scorpions, daí pensei "meu, eu quero ser como estes gajos, vou ser um baterista do caraças" lol
Entao fui ter com um amigo meu e disse-lhe: 'bora formar uma banda' e ele 'tu és é tolo' ...mas depois la concordou e ele agora tem muito geito para teclas
tenho um amigo que está a aprender a tocar guitarra (ainda muito no principio) e talvez depois o meu irmao se junte a nos
agora o meu unico problema é arranjar um baixista, mas este vou arranjar um que ja saiba tocar

depois andei muito tempo a juntar dinheiro e a procurar baterias em lojas e acabei por comprar uma bateria baratinha (uma Jinbao) e agora ando a ver se compro uns pratos mas aqui o pessoal dos foruns nao me tem dito muito coisa num topico que eu tenho no forum de aconselhamento para compra de material LOL

E é mais ou menos a minha historia

Última edição de Aly : Dom, 28 de Outubro de 2007 às 15:35.
Aly não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Dom, 28 de Outubro de 2007   #67
Duarte Menezes
 
Membro desde: 25-Out-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 124
Duarte Menezes está no bom caminho
Não querendo parecer ridiculo, comecei a gostar de bateria à séria em 2003 quando fui ver um concerto de Scorpions a Albufeira. Gostei do estilo do baterista James Kottak e de alguma forma, influenciou-me. Não sei bem porquê, nunca tinha estado num "grande" concerto e ainda para mais da minha banda preferida. Juntando isto tudo ao facto de ter apanhado a baqueta do baterista no final do concerto, decidi juntar uns trocos e comprar uma Stagg (grande cócó), para ver se gostava mesmo de bateria. Actualmente já toco um bocdinho melhor e a paixão aumentou; espero comprar muito em breve uma Ludwig para que o som seja melhor e eu possa fazer grandes coisas com a bateria...
Duarte Menezes não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Dom, 28 de Outubro de 2007   #68
Aly
 
Membro desde: 16-Out-2007
Local: Ilha Terceira - Açores
Mensagens: 1.113
Aly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em brutoAly é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de Duarte Menezes
Não querendo parecer ridiculo, comecei a gostar de bateria à séria em 2003 quando fui ver um concerto de Scorpions a Albufeira. Gostei do estilo do baterista James Kottak e de alguma forma, influenciou-me. Não sei bem porquê, nunca tinha estado num "grande" concerto e ainda para mais da minha banda preferida. Juntando isto tudo ao facto de ter apanhado a baqueta do baterista no final do concerto, decidi juntar uns trocos e comprar uma Stagg (grande cócó), para ver se gostava mesmo de bateria. Actualmente já toco um bocdinho melhor e a paixão aumentou; espero comprar muito em breve uma Ludwig para que o som seja melhor e eu possa fazer grandes coisas com a bateria...

Uau...ja somos dois influenciados pelos Scorpions
Aly não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 21 de Novembro de 2007   #69
NBQ
 
Membro desde: 21-Nov-2007
Local: Silvalde
Mensagens: 3
NBQ está no bom caminho
Eu pessoalmente tive como referencia desde cedo Nick Menza (Megadeth) e Dave"The God" Lombardo (Slayer), a nivel nacional o Sr. Luis Barros (Tarantula) e o Sr. Rui Danin (Ex-Mindsnare e Ex-Web).
O gosto surgiu cedo, mas pegou a serio após ouvir o album Seasons in the Abyss dos Slayer em 1991, nunca tive liçoes ou dicas, os olhos e ouvidos foram os meus unicos professores, ainda há muito por explorar e acredito que nunca se "sabe tudo" e aprendo sempre em cada concerto que assisto ou partilho, e Portugal tem excelentes bateristas sem duvida!
__________________
Drummers do it better!
NBQ não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 14 de Julho de 2008   #70
weicap
 
Membro desde: 6-Jul-2008
Local: Campo Maior
Mensagens: 85
weicap será famoso em breveweicap será famoso em breve
Re: Como começaram? O que vos levou a tocar e quais os bateristas que vos influenciaram ma

Bem, eu comecei por tocar guitarra mais uns colegas meus, mas quando ia a algum concerto a pessoa que me despertava mais a atenção era o baterista, estao o fim de semana passado decidi comprar uma para começar a aprender a ver como me dava, um dos bateristas que mais me motiva é o Travis Barker dos blink 182,+ 44 actualmente, embora nunca o tive se visto ao vivo.
Não sei se é bom, se não simplesmento gostodo estilo com que toca.
Agora espero aprender bastante deste instrumento.....
Abraços, weicap
weicap não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum



São agora 23:12. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2019, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2019, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it