Voltar   BateristasPT.com > ENSAIO, APRENDIZAGEM E PARTILHA DE CONHECIMENTOS > Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual")
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") O local para debater aspectos técnicos sobre a bateria e percussão. Uma espécie de sala de aula conjunta online permanente! Rudimentos, Afinação, Exercícios, Postura, Prática, Truques, Esclarecimento de Dúvidas, Dicas e Partilha de Conhecimento! O verdadeiro Workshop Virtual!
ATENÇÃO: Não publiques divulgações/anúncios de concertos e/ou workshops nesta secção! Obrigado!


Resposta
Opções
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #1
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Boas bateristas de Portugal!

Ora bem, resolvi criar este tópico numa de debate para discutirmos os prós e os contras de seguir o rumo de músico profissional como baterista, tanto no contexto de portugal como no contexto internacional (afinal de contas hoje em dia com a internet e a facilidade de comunicação muitas portas até antes vedadas foram abertas), e ainda porque ultimamente descobri um amor por este instrumento que dantes não sabia que tinha, se calhar porque comecei a ter mais contacto com o meio da música, se calhar porque cresci como pessoa e apercebi-me do quanto realmente gosto estar em cima da "maria", e tenho começado a ponderar em sair do curso em que estou, mestrado integrado em engenharia informática na FEUP, 1º ano, e optar antes por seguir bateria profissionalmente.

Queria assim saber as vossas opiniões sobre o que é ou não preciso para ser um baterista profissional bem sucedido, os prós e os contras de decidir levar esta vida, e tudo o que achem que deva ser dito sobre o assunto.
Para isto não parecer uma cena de dúvidas, vou começar por apresentar a minha prespetiva deste assunto, infelizmente mais desinformada do que tenho orgulho em admitir, e as conclusões que tenho tirado à medida que vou pensando se será este ou não o meu rumo.

Em primeiro lugar vem o amor. Quando se ama fazer alguma coisa queremos estar sempre naquilo, e eventualmente chegamos ao ponto em que temos de trabalhar para continuarmos a evoluir e a explorar mais aquela paixão.
Em segundo lugar estará o chamado "talento". Nem todos fomos feitos para fazer a mesma coisa. Uma pessoa pode adorar tocar bateria e ser a todos os níveis um baterista fantástico e simplesmente não ter aquela coisa que o faz sobressair de todos os outros bateristas fantásticos que adoram tocar e não são internacionais mundialmente conhecidos nem referências de estudo, mas simplesmente bons bateristas.
E por fim o "terceiro lugar", que será a técnica. Sem técnica soberba não se vai a lado nenhum. Se não tivermos limitações técnica não vamos ter limitações a expressar-nos, logo a música vai soar melhor. Afinal de contas, a música é uma forma de expressão, para mim a mais bonita e verdadeira.

Para mim estas seriam as três coisas mais importantes. Considerei o talento mais importante que a técnica pois técnica é técnica. Qualquer pessoa, com trabalho e dedicação suficientes, consegue fazer doubles perfeitos a 200bpms. Já o talento não há forma de o treinar, ou se tem ou não se tem. E há e vai sempre haver uma diferença em quem tem talento e quem não tem, por mais trabalhoso e dedicado que seja o que não tem. Simplesmente soa diferente.

E, por último mas não menos importante, os contactos. Sem bons contactos ninguém vai a lado nenhum. Uma boa estratégia de marketing também é fundamental, visto que quanto mais gente souber o quão bem tocamos mais probabilidades temos ser chamados para um projecto adicional (isto assumindo que são inteligentes e têm a noção que só com uma banda ninguém vai a lado nenhum. nome individual também é muito importante) ou de arranjarmos um concerto. Os contactos são indispensáveis visto que ajuda sempre ter alguém conhecido dentro dos meios. Um número de um agente de uma promotora, um amigo antigo que agora trabalha num bar com música ao vivo, um baterista conhecido que tem uma banda já com nome e pode precisar de alguém para abrir, tudo isto faz a diferença entre chegar a algum lado ou nunca sair da garagem.

E pronto, comentem, critiquem, dêm-me as vossas opiniões sobre o que aqui foi dito e ajudem-me a decidir o que fazer da minha vidinha. Boas batucadas

Última edição de Spl4SH : Qui, 19 de Dezembro de 2013 às 03:10.
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #2
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Bateria profissionalmente

Este assunto já foi por aqui falado por diversas vezes, mas está sempre actual e pode sempre ser debatido porque há sempre perspectivas novas, novas experiências, etc. Mais tarde ver se deixo aqui a minha perspectiva mais alargada, mas por agora deixo a nota que os contactos são mais importantes que a técnica e que ter jeito ou não.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #3
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Re: Bateria profissionalmente

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
mas por agora deixo a nota que os contactos são mais importantes que a técnica e que ter jeito ou não.
Cheira-me que vamos ter uma EXCELENTE resposta por parte do Martinho, mas digo também desde já que esse abreviação aí em cima deve resumir 75% da possibilidade em vir-se a ser baterista 'profissional'...
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #4
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Alongando um pouco mais a minha ideia - que no passado já gerou confusão suficiente mas que até hoje ninguém me demonstrou que estou errado.


Primeiro ponto:
Clarificar o que é ser baterista/músico profissional.
É alguém que ganha a vida com esta profissão, cujos rendimentos desta profissão chegam para se ter uma vida estável e independente.
Dizer que é músico profissional mas quem sustenta a sua vida são os pais ou a outra pessoa da sua família (p.ex., ser a companheira(o) a pagar as contas), isto não é ser profissional, é ter um hobbie pago por terceiros.
Profissional significa ter ganhos suficientes para ser independente.


Agora vem a parte complicada!
Como ter talento e ser muito bom em tudo não paga as contas por si só, a parte mais importante é ter trabalho remunerado - óbvio né?! Para alguns nem por isso.

Aqui no forum temos inúmeros exemplos de excelentes bateristas, com enorme talento, com muita técnica, inteligentes, etc. Com tudo o que é preciso para ganhar muito dinheiro na música, pelo menos teoricamente.
Porque é que não estão ricos e famosos?!
Pois, não é assim tão fácil.


Como ganhar dinheiro em Portugal como músico / baterista profissional?!
E aqui gostaria que quem anda na estrada me corrija e que entre na conversa, porque eu estou afastado dessas lides há alguns anos.
  1. Saber tocar bateria, ser competente e profissional na maneira como trabalha (ser profissional no sentido de saber o que está a fazer, ter bons métodos, etc.)
  2. Estar disposto a tocar de tudo (que inclui pimba piroso)
  3. Contactos. Sem contactos sólidos o mais provável é passar a vida toda a tocar em bares por 50 euros
  4. Contactos. Conhecer bateristas das bandas que dão dinheiros é bom porque estes sabem quais a bandas que estão a precisar de bateristas. As bandas que dão dinheiro não colocam anuncios na net à procura de baterista. As audições são feitas atravéz de contactos (cunhas).
  5. Gastar dinheiro. Primeiro temos de semear, só depois é que se as cunhas ajudarem poderemos ganhar.
  6. Saber tocar, ter talento e técnica ajuda a que pelo menos as nossas cunhas nos respeitem e nos tenham no topo da sua lista de contactos - construir imagem de confiança que somos competentes para ganhar respeito dos outros
  7. Já falei nas cunhas?!
Outra coisa a reter é que não se entra no meio profissional com 2 ou 3 anos de bateria a tocar em garagens com os amigos.
Querem ser profissionais?! bandas de amigos, esqueçam.
Ah e tal, os Metallica eram amigos e hoje são milionários.
Ya... o Cristiano Ronaldo é mais rico e como ele há milhões de putos a sonhar em serem jogadores da bola e como ele não há mais nenhum.
Bandas de originais não pagam contas, pelo menos tão depressa... ou seja, pelos menos uns 10 anos a gastar dinheiro para depois, talvez, receberem algum.


Outra coisa importante:
O mercado da música está em forte declínio. Os cachets a diminuir, as bandas a tocarem por menos dinheiro, excesso de músicos para a procura e redução significativa de locais onde tocar.



Por onde começar então?!
Bem... gastar dinheiro numas aulas em escolas reconhecidas, tipo Hot Club, JB Jazz, Drum Academy, etc.
Para quê?! PAra aprendermos qualquer coisa mas, acima de tudo, arranjarmos contactos - sim, as escolas são um bom ponto para arranjarmos "cunhas" (normalmente os profs são bateristas conceituados, com nome, se eles gostarem de nós, algumas portas pequenas se abrem).

Fazer audições a todas as bandas que pareçam credíveis, em especial bandas de bares. Audições são outra forma de conhecer gente, mesmo que sejam recusados ou vocês recusem depois, ao menos já conheceram mais uns quantos músicos - repito, bandas de garagem de gajos que começaram a tocar ontem não nos interessam, temos de ir mais alto.


Resumindo:
Saber tocar bem, ser profissional na forma de trabalhar e conhecer muita gente.
Esta é a formula base que nem é sinónimo de sucesso, porque há uma variável que não controlamos: SORTE (de conhecer a pessoa certa, de estar à hora certa no local certo, etc.)




NOTA:
Este é o meu ponto de vista baseado no que conheci no passado. Nunca fui profissional porque nem sequer tentei (até conheci muita gente que me podia abrir algumas portas).
Não sou o dono da verdade e espero que haja gente mais optimista que eu e demonstre aqui que é mais fácil ser músico profissional do que aquilo que eu pinto aqui.


PS: Não há contratos efectivos/"pertencer ao quadro da empresa" na música. Hoje podemos estar a ganhar muito dinheiro e amanhã a ganhar zero e sem subsídios de desemprego, de despedimento e sei lá mais o quê.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom

Última edição de Miguel Martinho : Qui, 19 de Dezembro de 2013 às 14:28.
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #5
Hugo Ribeiro
 
Membro desde: 25-Set-2006
Local: Mars
Mensagens: 61
Hugo Ribeiro é uma quantidade desconhecida por enquanto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Bem.. acho que o Miguel ja disse praticamente tudo!
Hugo Ribeiro não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #6
SilverDrummer
 
Membro desde: 8-Jan-2009
Local: Coimbra
Mensagens: 514
SilverDrummer é uma jóia em brutoSilverDrummer é uma jóia em brutoSilverDrummer é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Bem... Que excelente resposta a do Miguel.

não é um mundo fácil, principalmente porque bateristas bons(que sejam suficientemente bons para tocar numa banda qualquer) há muitos.

De facto a forma como nos movimentamos no meio, e a criação de contactos acho que é isso que faz a diferença.

Mas eu sou um mero baterista amador. Gostaria de ouvir outras opiniões mais informadas, principalmente de quem faz o "tocar bateria" profissão
SilverDrummer não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #7
Hugo Ribeiro
 
Membro desde: 25-Set-2006
Local: Mars
Mensagens: 61
Hugo Ribeiro é uma quantidade desconhecida por enquanto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Outra coisa.. é importante ter uma identidade muito própria e diferente no instrumento. Não querendo dizer necessariamente ter os dotes técnicos do Weckl ou Colaiuta. Quem consegue ser muito diferente em que se distinga entre a "população" traz muitas vantagens. Dará mais nas vistas!
Hugo Ribeiro não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #8
Miguel Tavares
 
Membro desde: 4-Ago-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 759
Miguel Tavares será famoso em breveMiguel Tavares será famoso em breve
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Pelo que já vivi, o que não foi muito, concordo com tudo o que disseram até agora...
Dedicação/Estudo/Dinheiro, sorte, talento e principalmente contactos...

Também há que ter, na minha opinião, uma personalidade paciente, tanto em relação a estudos como em relação a pessoas.
Nos estudos ter um plano de estudos diário com que consigamos evoluir com ele, todos os dias, mesmo podendo ser chato. Aproveitar todos os bocados para estudar, aproveitar para quem ainda está a viver em casa dos pais e afins, para estudar o máximo que pode, aproveitar as aulas e os professores ao máximo.

Ah, e já agora, dormir? Não contar com muito disso.. eheh
Miguel Tavares não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #9
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Sim, quanto a bandas de garagem eu sei que é muito difícil ir a algum lado. Neste momento tenho o meu projeto com uns amigos, de originais, mas estamos a tentar levar isto com seriedade. Todos nós sabemos que há sempre alguém melhor para nos substituir, por isso estamos todos a trabalhar o máximo que podemos para evoluir como artistas. E se optasse por seguir bateria profissionalmente ia querer enveredar por outros projetos, manter grupos variados, de estilos variados, desde jazz a latino, a blues e a pimba, precisamente por causa dos contactos e porque, diga-se o que se disser, o nome individual também tem peso neste mundo

Miguel, concordo com a tua opinião, mas não completamente. Sim, os contactos, as cunhas, etc, ajudam e muito a começar a ganhar dinheiro, mas sinceramente acho que quando somos suficientemente bons acabamos sempre por sobressair da massa comum. E concordo que devemos sempre procurar projetos mais bem estruturados, mas levar a nossa bandinha de garagem com os nossos amigos de chavalos a rasto e tentar sair com essa bandinha também não faz mal nenhum. Quem não arrisca não petisca, e eu sei lá como é o futuro. Tal como nada nos garante que a nossa bandinha de garagem vai a algum lado, nada nos garante que nao vamos ser os proximos metallica não é?

BTW estão-se a esquecer da segunda parte da questão. Portugal não é o mundo e fronteiras internacionais hoje em dia reduzem-se a umas horas de avião daqui para ali. Algum baterista que esteja a tocar no estrangeiro pode dar a sua opinião sobre o assunto?

Miguel Tavares, falo por mim, mas acho que quando se considera tornar um hobbie a nossa profissão, independentemente das dificuldades que possamos encontrar, é porque o que queremos é passar o dia todo a malhar na bateria e a evoluir não é? Eu pelo menos penso um bocado assim, se vou fazer disto a minha vida vou trabalhar para ser o melhor baterista e músico que conseguir.

Última edição de Spl4SH : Qui, 19 de Dezembro de 2013 às 15:01. Razão: Mensagem automaticamente fundida/mesclada pelo sistema.
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #10
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Spl4SH Ver Mensagem
Miguel, concordo com a tua opinião, mas não completamente. Sim, os contactos, as cunhas, etc, ajudam e muito a começar a ganhar dinheiro, mas sinceramente acho que quando somos suficientemente bons acabamos sempre por sobressair da massa comum. E concordo que devemos sempre procurar projetos mais bem estruturados, mas levar a nossa bandinha de garagem com os nossos amigos de chavalos a rasto e tentar sair com essa bandinha também não faz mal nenhum. Quem não arrisca não petisca, e eu sei lá como é o futuro. Tal como nada nos garante que a nossa bandinha de garagem vai a algum lado, nada nos garante que nao vamos ser os proximos metallica não é?
Claro que a nossa bandinha pode vir a ser muito boa, pode vir a ter sucesso e ser rentável, a questão é: quantos anos consegues sustentar essa bandinha sem receitas?!

O tema é ser profissional, ganhar a vida a tocar. Portanto, a banda da garagem fica fora desta equação obrigatoriamente.
Como já referiram, o que não falta por aí são excelentes músicos, excelentes bateristas. Aqui no forum há "putos" que quanto a mim são melhores que muitos profissionais mais velhos que por aí andam. Mas estes "putos" conseguem o lugar dos mais velhos mesmo sendo melhores que eles?! Não, claro que não, jamais - Só quando os mais velhos se retirarem de cena.
Ser bom, inovador, ter a nossa marca própria a tocar é importante, sabermos como sobressair na multidão também obviamente, mas só isso não chega.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #11
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Não acho que a banda de garagem tenha de ficar fora da equação obrigatoriamente, nisso discordo. Acho que temos de ter noção que a bandinha não vai chegar se queremos ser profissionais, isso obvio, mas se tiveres vários projetos ao mesmo tempo provavelmente consegues na mesma manter a bandinha e até começar a fazer umas coisas com ela. E claro que nunca ia fazer uma banda de garagem com amigos a não ser que achasse que aquilo podia ir a algum lado xD Tenho mais que fazer ao meu tempo do que gastá-lo em projetos que acho que não vão vir a ser rentáveis nem têm pernas para andar o mínimo que seja
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #12
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Spl4SH Ver Mensagem
Não acho que a banda de garagem tenha de ficar fora da equação obrigatoriamente, nisso discordo. Acho que temos de ter noção que a bandinha não vai chegar se queremos ser profissionais, isso obvio, mas se tiveres vários projetos ao mesmo tempo provavelmente consegues na mesma manter a bandinha e até começar a fazer umas coisas com ela. E claro que nunca ia fazer uma banda de garagem com amigos a não ser que achasse que aquilo podia ir a algum lado xD Tenho mais que fazer ao meu tempo do que gastá-lo em projetos que acho que não vão vir a ser rentáveis nem têm pernas para andar o mínimo que seja
Estás a ir ao encontro do que eu disse sem dares por isso!
Sim, claro que podes ter as "bandinhas" que quiseres desde que tenhas forma de as sustentar, porque elas não se sustentam.

Todos pensamos que as nossas bandas de originais vão dar alguma coisa. Eu comecei com a minha primeira banda aos 15 anos! Era o maior e a minha banda também... pelo menos na minha rua!
Depois tive outra, e outra, e outra que era a maior do bairro, outra que tocou em palcos grandes, e outra apareceu na TV, outra com contrato discográfico com uma editora de topo no estílo...
Muitas bandas. Todas elas tinha a ideia que esta é que é A BANDA! Vamos arrasar.
Bem, pelos menos a minha carteira ficou meia arrasada em alguns momentos.


Na tua zona quantas bandas há?
Certmente todas elas vão dar alguma coisa, né? Pelo menos assim pensam.
Se calhar aí na tua zona já tens uma enorme concorrência... agora multiplica isso a nível nacional... Upa, upa... puxadote.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #13
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Ná, na minha zona não temos assim tantas quanto isso. E as que temos eu conheço os elementos, se não forem todos pelo menos um, e o pessoal nisto está numa de se inter-ajudar. Já tive 2 ou 3 propostas para abrirmos concertos, já me perguntaram se queria contactos de promotoras, e isto tudo com 2 meses de trabalho a ensaiar 1x por semana por isso é que acho que a minha bandinha vai a algum lado, porque as coisas até estão a correr bem nesse sentido. Já tive muitas bandas, só cheguei aos palcos com duas e não fiquei nelas muito tempo (atritos pessoais, muito bom músico tem a mania que é o deus do seu instrumento e que toda a gente se deve vergar à sua vontade), por isso acho que já tenho um bocadinho mais de noção das dificuldades que uma pessoa enfrenta e do difícil que é levar uma banda a algum lado do que muita gente que anda praí a sonhar com estádios cheios :b eu neste momento sonho com o palco do HardClub

Nem é com o HardClub cheio, é só com o palco xD
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #14
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Na minha zona são às centenas (num raio de 10 km). Portanto, quando saires da tua zona tens de ganhar terreno em zonas como a minha, onde dás um pontapé numa pedra e aparecem uns quantos músicos.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #15
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Ya, o objectivo é um bocado ir crescendo e ir mudando de zona. Inicialmente queriamos arranjar forma de ganhar que chegue para pagar um apartamento no Porto para vivermos todos lá e transformar um quarto numa sala de ensaios. Depois fazer a mesma coisa mas em lisboa, e depois eventualmente mandavamo-nos para o estrangeiro e vamos lá tentar ganhar terreno internacionalmente

E acho que não vai ser complicado, porque sinceramente acho que a maior parte das bandas de hard rock/metal portuguesas são muito cruas, e nós estamos a tentar ter uma aproximação mais melodiosa e musical a estes estilos, tanto em riffs como em bateria (tem sido um exercício interessante passar de caixa de ritmos que acompanha para uma parte integrante e melodiosa da música, que não está lá só para o pessoal não perder os tempos. deu para ver que ainda tenho muito que trabalhar dentro das dinâmicas xD). Acho que é esse tipo de aproximação mais melodiosa que nos vai fazer sobressair
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #16
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Spl4SH Ver Mensagem
Ya, o objectivo é um bocado ir crescendo e ir mudando de zona. Inicialmente queriamos arranjar forma de ganhar que chegue para pagar um apartamento no Porto para vivermos todos lá e transformar um quarto numa sala de ensaios. Depois fazer a mesma coisa mas em lisboa, e depois eventualmente mandavamo-nos para o estrangeiro e vamos lá tentar ganhar terreno internacionalmente
Mas espera aí, como é que vão pagar isso?



Atenção que eu não tenho nada contra "bandinhas", nem contra a tua ideia e motivação! Estou a tentar manter-me no assunto - ser músico profissional.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #17
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Concertos, discos, merchandise, vídeos no youtube, aulas. Há muitas maneiras de ganhar dinheiro como músico hoje em dia. É preciso é manter a mente aberta e ter um bocado de originalidade

E estás á vontade para questionares, eu se fiz o tópico foi para ter opiniões diferentes, para aprender mais sobre como chegar ao topo e para eu próprio pensar sobre as minhas possiveis escolhas
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #18
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Não posso... Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
O tema é ser profissional, ganhar a vida a tocar.
A questão é mesmo saber o significado do termo "profissional". Creio que a definição do Miguel neste caso é exemplar: ser-se profissional é viver-se / sustentar-se de uma certa atividade. (nesta caso, a música / o batuque)


Sobre o apartamento no Porto, que tal começarem a pensar NO CONCRETO?
Tipo:

- Renda mensal de um T3: 550 Euros / mês - o que dá 6.600 Euros / ano

- Comida para quatro: 300 Euros / mês (comprando no hipermercado e cozinhando em casa!) - o que dá 3.600 Euros / ano

- Roupa para quatro: 300 Euros / mês (partindo do princípio que compram sempre na Modalfa / hipermercados - o que dá 3.600 Euros / ano

- Água, gás e eletricidade: 250 Euros / mês (partindo do princípio que são poupadinhos... - o que dá 3.000 Euros / ano

- Manutenção de instrumentos: 150 euros / mês (incluíndo cabos, palhetas, baquetas, tripés, etc. e pensando MUUUUITO por baixo...) - o que dá 1.800 Euros / ano

- Website / promoções / mailings / Facebook / etc.: 20 euros / mês (isto assim um pouco por alto) - o que dá 240 euros / ano


Resumidamente, por ano necessitariam de uns 18.840 Euros só para funcionarem como banda... (sem considerarmos gastos com viagens, tabaco, bebida, espetáculos / concertos, luxos e afins...)

(creio que isso será equivalente ao cachê dos Xutos para um concerto no Pavilhão Atlântico / Meo Arena, certo?)
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <

Última edição de Madeira : Qui, 19 de Dezembro de 2013 às 16:10. Razão: Adicionando cachê dos Xutos
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #19
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Eu já pensei no concreto. Neste momento os meus gastos mensais com luz/água/comida e etcs rondam os 340-360€/mês. Tomar essa decisão de nos mudarmos só mesmo se tivessemos em posição de ganhar a volta de 500€ mensais cada um. Ora bem, 500*5=2500*12=30k/ano, portanto acho que cobre :b
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #20
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Spl4SH Ver Mensagem
Concertos, discos, merchandise, vídeos no youtube, aulas. Há muitas maneiras de ganhar dinheiro como músico hoje em dia. É preciso é manter a mente aberta e ter um bocado de originalidade

E estás á vontade para questionares, eu se fiz o tópico foi para ter opiniões diferentes, para aprender mais sobre como chegar ao topo e para eu próprio pensar sobre as minhas possiveis escolhas
Vamos então por partes:

Concertos: quanto esperas receber por concerto? Qual o lucro? (lucro é diferente de receita bruta).
Actualmente há muita banda a pagar para tocar.

Merchandise: só os amigos compram e requer um enorme investimento inicial à cabeça

Discos: só os amigos compram e mesmo assim nem todos. Enorme investimento à cabeça, ainda maior que o merchandise.

Youtube: não dá dinheiro

Aulas: Sim dá dinheiro, se tiveres alunos suficientes.


Ganhar dinheiro com concertos e merchandise só acontece a bandas já com algum nome - que não será o vosso caso nos próximos anos.

Ganharem 500 euros cada um por mês com banda de originais e aulas parece-me que não irá acontecer facilmente (espero estar enganado e ficaria contente se chegasses aqui daqui a uns tempos e dissesses "Miguel, estavas enganado")
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #21
ThunderDrum
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Sintra
Mensagens: 587
ThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Acho que a questão aqui, e sem querer ofender ninguém, é:
Qual a tua idade, Spl4sh?

Não leves a mal, mas esse tipo de raciocinio tinha eu com 16/17 anos quando comecei a tocar...esse tipo de coisas que falas, simplesmente não acontece.

Já tive muitas bandas, umas com mais "sucesso" que outras e nunca ganhei dinheiro que se visse. Pelo contrário, sempre gastei e bastante. Mesmo com pouca xp em covers, tambem não fiz mais €€€ do que desse para pagar o material e ensaios.
Só a titulo de exemplo, com originais, praticamente não arranjas sitio onde tocar sem ser a receber à % das entradas. Mesmo que metam 100 pessoas num bar com 5eur de entrada, não vão receber mais do que 250eur. E estes concertos são uma raridade. Neste momento, pelo que sei desde sempre, originais não recebem ou recebem muito pouco. Covers tens bandas a tocar por 150eur, embora o cachet normal seja por volta dos 250/300. Assumindo uma banda com 5 elementos, tinham que fazer 10 concerto/mês. E isso não aparece assim, mesmo mexendo-se nos circulos certos é dificil. Claro, tens bandas que ganham mais por concerto e os festivais motard rendem sempre mais, mas é preciso enquadrarem-se no género e terem conhecimentos e já alguns anos de rodagem.

Quanto à questão inicial, acho que o Madeira e o Miguel já disseram tudo.
__________________
"And if you hear me talking on the wind, You've got to understand, We must remain...Perfect Strangers"
http://www.facebook.com/ThundrDrum
ThunderDrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #22
Senra
 
Membro desde: 1-Jul-2011
Local: Barcelos
Mensagens: 2
Senra é uma quantidade desconhecida por enquanto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Boas, pode vir a ser possível sobreviveres e viveres com pouco mas é muito complicado seres independente financeiramente, muito mais em Portugal!
Teres o conforto financeiro que permita teres uma vida digna de esse nome é complicado...a cena é tu apostares na tua banda e nunca te arrependeres dessa opção, pode correr mais ou menos, bem, muito bem ou não dar em nada e voltas à estaca zero mas com algumas histórias de vida e momentos fantásticos que ninguém te tira. Ser profissional não deve ser um objectivo fundamental, mais vale teres um trabalho ou part-time conciliado com a bateria/banda e quem sabe não consegues atingir a tal cena profissional. Conheço muitos bons músicos portugueses estrangeiros que não vivem muito bem financeiramente e tocam bastante mas são pessoas muito felizes e não são profissionais...
Senra não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #23
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Ou então simplesmente vamos dar à conclusão inicial: "Com a DEVIDA cunha, até podes começar a pensar em sonhar, caso contrário, é mesmo melhor pensar em tocar pimbas e afins..."
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #24
ThunderDrum
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Sintra
Mensagens: 587
ThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Outra coisa, que acho que estamos a desviar do assunto inicial:
A questão é ser baterista (ou alargando o espectro, músico) profissional em PT e não se vai ter sucesso como banda profissional (originais ou tanto faz).
Não querendo dizer que não seja possivel fazer ambas, sugiro que te concentres, se é mesmo isso que queres, em ser músico (no teu caso baterista) profissional.
O resto depois virá.
Tens vários exemplos de bateristas mais jovens (na casa dos 30) que têm aparecido, que são profissionais e não ficaram conhecidos por terem formado uma banda de originais. Tou me a lembrar do Miguel Casais e do "Grande" David Jerónimo, por ex, eles não ficaram conhecidos por tocarem nos Icon&BlackRoses e Concealment (respectivamente), apenas quando fizeram os seu trabalho como baterista profissional nos D'zrt e FF.
__________________
"And if you hear me talking on the wind, You've got to understand, We must remain...Perfect Strangers"
http://www.facebook.com/ThundrDrum
ThunderDrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #25
Spl4SH
 
Membro desde: 20-Jul-2010
Local: Esmoriz
Mensagens: 48
Spl4SH está no bom caminho
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Sim, eu se optasse por seguir musica profissionalmente não me ia dedicar só à banda. Se optar por isso quero tirar um curso de bateria em conservatório e 8º grau em formação musical, para depois tirar um curso superior relacionado com a música. Eu falei em ser baterista profissional, não rockstar. Claro que ia levar os meus projetos em paralelo, fossem quantos tivessem de ser. Claro que é e sempre será um sonho levar a bandinha de garagem ao topo, mas não estou a confundir ser baterista profissional com ser rockstar.
Thunder, relativamente à idade, tenho 17, vou fazer 18 anos, já tenho alguns anos de experiência e tenho a noção que não é fácil e que provavelmente vou ter de tocar muita coisa que não gosto se quiser seguir isto. Claro que quero que a bandinha que tenho cresça, e gostava muito que me desse rendimento suficiente para viver dela, mas eu estou a falar de viver de música, não só de uma banda.

Quanto ao merchandise, não é preciso fazer assim tanto investimento. Vendes as coisas online, gastas apenas a fazer o modelo de exibição e quando receberes encomendas. Não sei como é por aí, mas aqui na minha zona à muito pessoal a lançar-se ao mundo com projetos próprios (isto em todas as áreas), por isso uma pessoa arranja maneira de fazer as coisas com boa qualidade e a preços comportáveis. As aulas, sim, é preciso ter alunos, mas ia dá-las (e já estou a tentar começar, já sei que chegue para ensinar os putos da cidade ) em casa, ou no meu estúdio ou onde fosse, por isso o preço ia ser uma cena bastante atrativa, especialmente em tempos de crise. Acho que mais facilmente um pai diz "sim" a ter aulas a 20€ por mes em casa de um gajo do que a ter aulas a 40/50 numa escola de música qualquer se um filho de repente se lembrar de dizer que gostava de aprender a tocar bateria

Em suma, eu estou a falar da banda porque a conversa caiu para aí. Para mim decidir isto não é uma questão entre dedicar-me à banda ou não, é uma questão entre formar-me para ser músico profissional ou não
Spl4SH não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 19 de Dezembro de 2013   #26
João Cabrita
 
Membro desde: 17-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 1.200
João Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Belo Tópico!!! parabéns Miguel.
Passo a relatar a minha experiencia:

1) comecei por tocar piano com 12 anos
2) tinha "ritmo" nas aulas de música na escola
3) o Alexandre Manaia, que andava na minha escola, precisava de um baterista para fazer a banda da escola
4) a professora de musica convidou-me e eu aceitei
5) fiz a banda da escola, e tocava regularmente na sala de ensaios do Manaia com um baixista
6) estudei 1 ano no Hot Club
7) esse baixista, anos mais tarde, foi tocar com a Nucha
8) O Bruno Pedroso, baterista da Nucha nessa altura, saíu e o baixista convidou-me para tocar na banda
9) toquei com a Nucha por todo o país: bares, concertos, etc...
10) a Nucha saíu da banda para se dedicar ao Festival da Canção
11) fiz outra banda e continuei a fazer bares
12) fui convidado para tocar com o Marco Paulo
13) desisti da musica e dediquei-me à engenharia... lol

Abraços
__________________
Sou o JoCab1969 mas alterei o meu nick para o meu nome real.
João Cabrita não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #27
LEONEL RODRIGUES
 
Membro desde: 5-Jan-2010
Local: Porto
Mensagens: 1.316
LEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Boas a todos.
Acho que levantei um tópico destes á uns tempos atrás mas se não fui..peço desculpa.

Ora bem....ser profissional.

Como eu já sou meio velho, no meu tempo chamavam profissional a um individuo que era mestre no seu trabalho. Claro que essa terminologia estava errada porque profissional será sempre aquele que subsiste á custa da sua profissão e não da sua mestria. Claro que aqui se põe a permissa...bom ou mau profissional.
Mas ambos são profissionais atendendo ao significado da palavra e não do adjectivo.

Agora bateristas ou músicos profissionais, num universo de 100, 2 ou 3 serão profissionais e não vamos ter muitas ilusões.

Ser um grande baterista não implica ser profissional pelo menos neste país. Além dos Gurus musicais (individuais ou bandas) todos os outros neste preciso momento terão de recorrer a outros tipos de trabalho para subsistirem.

Mais....
Os verdadeiros e substanciais verdadeiros profissionais (na correcta veracidade da palavra) são os maratonistas anuais de alguns conjuntos de baile que fazem entre as 100 e as 200 actuações, praticando preços "razoáveis" mas que na quantidade perfazem "enormes fortunas" anuais.

Já referi aqui que conheço grandes músicos da área do Jazz que tocam em hotéis 2 a 3 vezes semana por 35€ e a recibo verde (electrónico).
Mas outros existem que se não fosse a tal profissão diurna viveriam debaixo da ponte.

Por vezes aparecem profissionais efémeros do tipo....pertencer a uma banda que teve a sorte e a sagacidade de ter um hit discográfico e vão ser "profissionais" durante 2 ou 3 anos enquanto o tal hit durar, o publico e/ou o produtor/editora não se fartar deles ou até eles próprios não arranjarem maneira de se auto-destruirem com egos e vaidades, que é o que acontece frequentemente.
Um exemplo disto, não sei se viram aquelas reportagens na SIC acerca dos Excesso e outras Boys Bands. Alguns são motoristas de distribuição de bebidas, dj's etc...

Numa coisa concordo com este governo.....Emigração.
Mas com os músicos isto não vem de agora...vem de sempre.
Para ser alguém na música ou se emigra ou fica-se na expectativa de que algo aconteça....
Exemplos de sucesso por emigração....José Eduardo...em Portugal era um contrabaixista de Jazz acho que formado no HOT CLUBE, que fazia os circuitos dos bares de Lisboa e Porto que por cá não "prestava" mas para os espanhóis serviu para ser o Reitor da Universidade de Música de Barcelona.
Maestrina Joana carneiro....Filha do antigo ministro da educação.....dirige a Sinfónica de Boston e está prestes a ir dirigir a Sinfónica de Nova Iorque.
Já sei que não são bateristas mas são motivo de grande orgulho.

Para terminar...se com figuras de 1º plano (cantores, pianistas, etc) é dificil atingir o profissionalismo...como bateristas então......
É PRECISO GOSTAR MESMO MUITO DESTE MARAVILHOSO INTRUMENTO!!!!!!!!!!!!!

Abraço
LEONEL RODRIGUES não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #28
ThunderDrum
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Sintra
Mensagens: 587
ThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Spl4SH Ver Mensagem
Sim, eu se optasse por seguir musica profissionalmente não me ia dedicar só à banda. Se optar por isso quero tirar um curso de bateria em conservatório e 8º grau em formação musical, para depois tirar um curso superior relacionado com a música(...)
Eu falei em ser baterista profissional, não rockstar(...)
Thunder, relativamente à idade, tenho 17, vou fazer 18 anos, já tenho alguns anos de experiência (...)
Quanto ao merchandise, não é preciso fazer assim tanto investimento. Vendes as coisas online, gastas apenas a fazer o modelo de exibição e quando receberes encomendas(...)
Acho que mais facilmente um pai diz "sim" a ter aulas a 20€ por mes em casa de um gajo do que a ter aulas a 40/50 numa escola de música (...)
é uma questão entre formar-me para ser músico profissional ou não
-Então se já tens isso delineado, força, mas não mistures as coisas, como ias conciliar isso com o ir morar com a banda para um apartamento e tal? E pagar propinas e material e etc's...?
-Ninguém aqui falou em seres rockstar...
-Tens quase 18, boa! Tens alguns anos de xp? Boa! Não leves a mal, mas eu, o Miguel e o Madeira juntos devemos ter + de 60 anos de xp. Acredita naquilo que escrevemos, principalmente neles os dois
-Merchandise-Isso não funciona assim. Podes até ter um modelo apenas, até pode ser só em formato digital para exibição, mas depois se mandas fazer apenas quando tens encomendas não tens lucro suficiente. É muito menos rentável fazer 10 Tshirts em vez de 100.
-Aulas a 20eur por mês, esse é praticamente o preço de uma aula individual! Quantas horas/mês dás por esse valor? Ganhas algum que se veja? Compensa o teu tempo? E depois quando o aluno começa a precisar de evoluir mais e vai embora? E mais uma vez desculpa, porque nunca te vi tocar, mas tens o conhecimento que é necessário para dar aulas?

Se a questão é seres musico profissional, então atira-te de cabeça e projecta o teu futuro, mas sempre com informação e com os pés na terra. E alguma sorte.
Não quero com isto dizer que não possas arriscar, até deves, porque como até diz o ditado, quem não arrisca...


Só para esclarecer a minha posição, para mim um baterista profissional é um músico que é contratado para tocar com variados projectos e é pago para isso. Pode ou não ter banda(s) fixa(s). Pode até dar aulas, mas aí já será um professor ou musico?
Um baterista que tenha 4 ou 5 bandas de covers ou originais e ganhe dinheiro para (sobre)viver todos os meses, apenas de tocar bateria, para mim não é profissional, apenas faz dinheiro com um hobby, por mais sério e profissional que ele seja.
Mas isto são opiniões e não é o que está a ser discutido.
__________________
"And if you hear me talking on the wind, You've got to understand, We must remain...Perfect Strangers"
http://www.facebook.com/ThundrDrum
ThunderDrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #29
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Estes tópicos normalmente têm duas frentes:
- os mais velhos com histórias e experiências para partilhar
- os mais novos cheios de sonhos

No fundo, é como na vida.

Os mais velhos com discursos que parecem ser demasiado pessimistas, quase que de pessoas algo frustradas (atenção que não é uma crítica a ninguém, até porque eu próprio escrevi assim). Muitos dos jovens nos chamam (aos mais velhos), de frustrados mesmo e que porque nós não conseguimos não quer dizer que eles não consigam.

E aqui pego na ideia do Leonel: em 100 músicos se calhar só 2 ou 3 são profissionais.
Isto é a pura da verdade.
Também pego na deixa do Cabrita que desistiu de ser músico profissional. Conheço muitos casos assim. Após anos a andarem a ganhar dinheiro como músicos (muitas vezes não tão dignificante como isso), desistem e "tornam-se engenheiros" (ou seja, ganham dinheiro e não comem pó)
Oh Cabrita, achas que o Marco Paulo te "dava" essa carro azul?! eheheh


Como referi logo no início, este assunto já foi falado por aqui mais que uma vez (talvez uma delas o Leonel tenha começado), e tal como referi ainda estou à espera que me demonstrem que a minha visão que para alguns é uma visão pessimista e frustrada, me mostre na realidade que eu estou enganado e que só não é profissional quem não quer e que é possível ter uma vida estável e independente com uma banda de originais - claro que há bandas que dão muito dinheiro, que permitem os seus músicos uma boa vida, etc., mas estou a falar na perspectiva de que todos pensam que a sua banda vai ser o seu ganha pão.

Falarem de nós que somos os maiores, que a minha banda é espectacular, que toda a gente gosta de nos ver tocar e todos nos acham dos melhores é fixe. Mas isso paga as contas?! Não.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom

Última edição de Miguel Martinho : Sex, 20 de Dezembro de 2013 às 12:45.
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #30
ThunderDrum
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Sintra
Mensagens: 587
ThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em brutoThunderDrum é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
(...)E aqui pego na ideia do Leonel: em 100 músicos se calhar só 2 ou 3 são profissionais.
(...)Falarem de nós que somos os maiores, que a minha banda é espectacular, que toda a gente gosta de nos ver tocar e todos nos acham dos melhores é fixe. Mas isso paga as contas?! Não.
Eu acho que essa percentagem ainda é menor...acho que ultimamente vemos bastantes musicos como freelancers, independentes, etc. que não encaixam bem na categoria de profissionais, por mais profissionais que sejam ou se sintam. Mas tambem há muitos que até tocam instrumentos mas nem são musicos, mas isso são outras contas.

Isso da banda ser falada e até ter pessoas nos concertos é fixe, é giro, mas dessas pessoas, quantas conhecem a banda? Ter 100 amigos num concerto a dizer que foi brutal é muito giro no inicio e até nos massaja o ego, mas ter 10 pessoas que não conhecemos de lado nenhum a aplaudir e a gostar é ainda melhor. E se em cada concerto vires pessoas que não conheces mas que no concerto seguinte tambem lá estão, isso é de valor. Mas isso vai pagar as tuas contas? Não. Pelo menos num curto/médio prazo.

Musico profissional? Ok, investe nisso com cabeça e dou toda a minha força.
Não te esqueças que dá "n" vezes mais trabalho do que o que estás a imaginar agora.
Acima de tudo, vais precisar de força de vontade, apoio da familia e amigos de certeza, e não te esqueças das "cunhas" ou contactos...
__________________
"And if you hear me talking on the wind, You've got to understand, We must remain...Perfect Strangers"
http://www.facebook.com/ThundrDrum
ThunderDrum não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #31
João Cabrita
 
Membro desde: 17-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 1.200
João Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em brutoJoão Cabrita é uma jóia em bruto
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Miguel:

...Oh Cabrita, achas que o Marco Paulo te "dava" essa carro azul?! eheheh



hahaha... Miguel, boa! não, claro que não dava.
Nem conseguia ter o carro azul com a música.

Mas não deixou de ser uma decisão difícil pois os chachés eram bons e o trabalho (embora sasonal) era muito e por toda a parte no país e comunidades no estrangeiro.

Simplesmente cheguei à conclusão que não era o estilo de vida que queria...

Não deixo de salientar que o tempo que tocava (semi profissionalmente) pois não me dedicava em exclusivo à musica mas ganhava bom dinheiro.... foi talvez das melhores alturas da minha vida.

Claro que falei na Nucha e no Marco Paulo, mas durante esses anos houve gigs com brutais musicos que aínda hoje estão no activo a tempo inteiro em bandas conhecidas.

há bem pouco tempo pensei: pois, até nem tinha sido mau ter aceite (quando vi o André Sousa Machado a tocar com o Toni Carreira...) que não é nenhuma vergonha, bem pelo contrário. Mas de certeza que nos tempos mortos lá está ele caído no Hot...

Conclusão: tal como nas outras profissões, nunca é tudo bom. tem muita vez que se fazer o que se gosta e o que se gosta menos...


Abrejos a todos e um bom Natal!!!!
__________________
Sou o JoCab1969 mas alterei o meu nick para o meu nome real.
João Cabrita não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 20 de Dezembro de 2013   #32
Dylan Dog
 
Membro desde: 10-Mai-2009
Local: Lisboa
Mensagens: 159
Dylan Dog está no bom caminho
Gosto Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Não acham a questão demasiado fácil?!!!
Profissional?
Eu acho que profissional é todo aquele que têm como profissão a actividade em causa músico,seja de banda,de orquestra,de baile,etc.
Mas se elevar-mos a fasquia um pouco mais alta, tem que se procurar o profissional encartado, que possua um curso que lhe atribua esse estatuto.Podes ser profissional e nem tocares com ninguém.....Aí existe e resulta diferença entre os dois ( para mim claro ). Mas sim é um assunto interessante que bem aprofundado, dou razão a todos os comentários já feitos........se quiserem ser profissionais mesmo com a banda de garagem, têm de ser como os burros, saber o caminho é bom os exemplos ou os conselhos são outra empresa
Aprendam a ser burros e vão ver.....eheheheheheheh
Bem haja a todos.
Dylan Dog não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 21 de Dezembro de 2013   #33
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Debate: Que é necessário para ser baterista profissional em Portugal? Pros e Contras

Citação:
Mensagem Original de João Cabrita Ver Mensagem
Não deixo de salientar que o tempo que tocava (semi profissionalmente) pois não me dedicava em exclusivo à musica mas ganhava bom dinheiro.... foi talvez das melhores alturas da minha vida.
Isso acho que é comum a muitos de nós.
Quando andava pelos bares a tocar, nos festivais, nas bandas originais, jams, etc., etc., também foi uma das melhores fases da minha vida. Depois lá chegou o momento de assentar arraiais.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum

Assuntos Semelhantes
Assunto Autor do Assunto Fórum Respostas Última Mensagem
[Entrevista] Anthony King - Baterista norte-americano a trabalhar no Brasil Felipe Basilio Bateristas e Percussionistas 2 Qua, 30 de Junho de 2010 16:24
[Entrevista] Lars Ulrich - Baterista de Metallica (Set 1999) Leodreammer Bateristas e Percussionistas 32 Ter, 18 de Maio de 2010 01:32
[Entrevista] Chad Smith - Baterista de Red Hot Chili Peppers (Set 2002) Leodreammer Bateristas e Percussionistas 11 Sáb, 27 de Fevereiro de 2010 20:17
Debate: O que é um baterista PRO? O que é preciso fazer para se ser um 'PRO'? Participa! Madeira Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") 66 Sex, 20 de Junho de 2008 12:42
[Entrevista] Dave McClain - Baterista de Machine Head (Fev 2000 - "batteur magazine") Leodreammer Bateristas e Percussionistas 6 Qua, 11 de Outubro de 2006 10:48



São agora 21:26. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2019, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2019, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it