Voltar   BateristasPT.com > ENSAIO, APRENDIZAGEM E PARTILHA DE CONHECIMENTOS > Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual")
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") O local para debater aspectos técnicos sobre a bateria e percussão. Uma espécie de sala de aula conjunta online permanente! Rudimentos, Afinação, Exercícios, Postura, Prática, Truques, Esclarecimento de Dúvidas, Dicas e Partilha de Conhecimento! O verdadeiro Workshop Virtual!
ATENÇÃO: Não publiques divulgações/anúncios de concertos e/ou workshops nesta secção! Obrigado!


Resposta
Opções
Não lido Sáb, 12 de Maio de 2007   #1
woodrummer
 
Membro desde: 17-Jan-2007
Local: Funchal
Mensagens: 98
woodrummer está no bom caminho
Afinação: Qual a afinação básica da tarola? Existe uma norma? Como esticar as peles?

Esta questão que ponho sei que pode dar muitas respostas mas... aqui vai, pois parto do princípio que uma tarola afinada mesmo que seja num estilo que não o nosso é sempre melhor que uma "betoneira desafinada" a trabalhar.
- Para um iniciante, qual a melhor maneira (fácil) de afinar uma tarola para ter um som minimamente decente?
- Eu sei que deve depender do tipo de música que tocamos, o tipo de material, dimensões, etc, etc,.... mas só para ter um ponto de partida o que acham que é melhor fazer???
- A pele "de baixo" (de resposta???) deve estar mais "esticada" que a de cima (ataque???)?
- E a "rede" até quanto é que devemos apertar?
- Sei que pode parecer ridículo da minha parte mas se apertar demais algum parafuso (da pele de ataque ou resposta) não corro o risco de danificar a pele ou mesmo a tarola??
- Para mudar de peles, as duas são do mesmo tipo?
São algumas dúvidas que tenho que gostava de tirar. Tenho uma digital e comprei uma tarola, que vem a caminho, e quero começar a dar os primeiros passos em afinações.
Já vi aqui muita informação, mas em minha opinião, prá malta ignorante como eu é muita confusão.
Abraços pessoal

Última edição de woodrummer : Sáb, 12 de Maio de 2007 às 00:21.
woodrummer não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 12 de Maio de 2007   #2
xano
 
Membro desde: 22-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 859
xano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em brutoxano é uma jóia em bruto
Citação:
Mensagem Original de woodrummer
Esta questão que ponho sei que pode dar muitas respostas mas... aqui vai, pois parto do princípio que uma tarola afinada mesmo que seja num estilo que não o nosso é sempre melhor que uma "betoneira desafinada" a trabalhar.
- Para um iniciante, qual a melhor maneira (fácil) de afinar uma tarola para ter um som minimamente decente?
- Eu sei que deve depender do tipo de música que tocamos, o tipo de material, dimensões, etc, etc,.... mas só para ter um ponto de partida o que acham que é melhor fazer???
- A pele "de baixo" (de resposta???) deve estar mais "esticada" que a de cima (ataque???)?
- E a "rede" até quanto é que devemos apertar?
- Sei que pode parecer ridículo da minha parte mas se apertar demais algum parafuso (da pele de ataque ou resposta) não corro o risco de danificar a pele ou mesmo a tarola??
São algumas dúvidas que tenho que gostava de tirar. Tenho uma digital e comprei uma tarola, que vem a caminho, e quero começar a dar os primeiros passos em afinações.
Já vi aqui muita informação, mas em minha opinião, prá malta ignorante como eu é muita confusão.
Abraços pessoal
Ora viva!
Bom, deixa cá ver se consigo partilhar a minha (pouca) experiência contigo.
Ando também á relativamente pouco tempo nestas andanças, mas essa questão da afinação foi desde o início uma preocupação minha. (defeito de ser guitarrista também, lol)
Para começar o som da tarola. Bom, quanto a isto nada mais a dizer do que: Peles!
Eu tenho uma tarola Premier que vinha com o set. Peles de origem ****osas de todo. Resultado? Som plástico e desinteressante (embora tivesse bastante volume). Pra já coloquei uma Evans Hd Dry no ataque e a diferença é abismal. (Estou á espera da pele de ressonância, também Evans modelo Hazy 300)
Quanto á afinação algumas considerações. Em primeiro lugar a afinação é uma cena muito pessoal. Não há por assim dizer a formula exacta para o fazer. Essa cena de esticar mais ou menos as peles (comparando entre aas de ataque e ressonância) não é nem de longe nem de perto uma regra matemática. As 3 situações possíveis são admitidas e, lá está, depende do gosto de cada um.
Afinar uma tarola (ou tom) é antes de mais uma tarefa que se deve cumprir com alguma paciência. Eu perco bastante tempo com isso, tento ser perfeito, de forma a que o som fique homogéneo de parafuso para parafuso. Com isso consigo reduzir alguns harmónicos indesejados, embora goste do som dos harmónicos. Não acho muita graça ao som sequinho, mas lá está, é o meu gosto...
Para mim afinar a pele de resposta da tarola é a cena mais dificil. Passei muitos dias a tentar eliminar as vibrações da esteira quando tocava nos toms, por exemplo. Fiz n experiências, ora apertava mais, ora soltava mais.. quer a pele quer a esteira e acabei por encontrar a afinação ideal.
Em termos da esteira a lógica é: Mais aperto menos som de esteira, menos aperto mais som de esteira. Once again depende de gostos não havendo qualquer regra de lógica nisso.
Importante: Seja com que tensão for, todos os parafusos devem estar apertados por igual e aí sim existe regra! Apertas os parafusos aos poucos e numa sequência semelhante á roda de um carro. Apertando sempre um e a seguir o seu oposto. Ao não fazer isso corres principalmente o risco de empenar o hoop o que é má onda.
De qualquer modo encontras por aqui e pela net muita informação sobre isto... embora nada melhor do que ir exprimentando e perceber a dinamica da coisa.
Espero ter ajudado.

Abraço e sorry pelo testamento
__________________
myspace.com/alexandre.fonseca

think triplet!

Última edição de xano : Sáb, 12 de Maio de 2007 às 00:38.
xano não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 12 de Maio de 2007   #3
Cutlas
 
Membro desde: 5-Abr-2006
Local: Barreiro
Mensagens: 1.244
Cutlas será famoso em breve
bem! é assim, eu ainda(e infelizmente) utilizo peles de origem mas consigo sacar +/- o som que quero... o meu processo de afinação foi apertar as 2 peles ao máximo para conseguir mandar aquele estalo seco mais à metal!
Apertei o registo o maximo que pude para ele nao ficar a vibrar a cada pancada, mas mesmo assim ainda vibra com o som das guitarras, por isso vou seguir o exemplo do Hammer e vou por uma fita a colar.
Convem ter as tensões todas iguais: http://www.youtube.com/results?searc...&search=Search
Vê todos os capitulos das lições desse senhor... vai-te ajudar em relação às tensões entre parafusos!
Eu para não correr riscos de ter tensões diferentes e empenar o aro, fui mais radical e utilizei um afinador

Epah! isto são as minhas opiniões e é a afinação que eu utilizo!
Espero ter ajudado! fica bem
__________________

Cutlas não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 12 de Maio de 2007   #4
Jorge Cardoso
 
Membro desde: 16-Jan-2007
Local: Leiria
Mensagens: 1.054
Jorge Cardoso é mesmo fixeJorge Cardoso é mesmo fixeJorge Cardoso é mesmo fixeJorge Cardoso é mesmo fixeJorge Cardoso é mesmo fixeJorge Cardoso é mesmo fixe
Básicamente, a afinação da tarola, é idêntica ao modo de afinação dos timbalões. A única coisa que difere, reside na tensão da bordoeira, ou esteira, como lhe quiserem chamar. Há até quem lhe chame rede.
Dependendo dos gosto de cada um ou até do estado de espírito, estica-se mais ou menos a pele de ataque ou de ressonância. Os três tipos de afinação podem-se aplicar, ou seja: pele de ataque mais tensa que a pele de ressonância, pele de ressonância mais tensa que a de ataque, ou ambas com a mesma tensão. Eu uso sempre ambas as peles com a mesma tensão, o mais aproximadamente e humanamente possível, de efectuar, sem o auxílio de afinadores. Há que ter em conta, as nossas preferências e o próprio carácter da bateria que vamos afinar. Mas para isso há que ter já uma certa experiência, que se adquire com o tempo e também conhecermos a nossa bateria. A minha já a conheço tão bem, que a consigo afinar muito rápidamente, eliminando os harmónicos indesejáveis e mantendo aqueles que dão o brilho de cada peça.
Mas no que respeita à tarola, o método que uso, é o básico rough tunning inicialmente e depois para complementar e sacar "aquele" som que quero, aplico o fine tunning, ou seja, acabar a afinação com pequenos ajustes de tensão, de 1/16, 1/8 de volta no máximo. Neste momento uso a pele de ressonância bastante esticada, o que quer dizer que se uso ambas a peles com a mesma tensão, a pele de ataque está também bem esticada. Resultado, um som projectado e alto, com aqueles harmónicos que se obtêm quando tocados nas extremidades da tarola e o punch seco do centro. No entanto não tenho harmónicos a mais, porque a minha tarola é em maple e nunca dá aquele som "latoso", bem como a pele que uso, também ajuda imenso, uma Remo Coated Power Stroke, que tem uma camada extra, interior, em toda a volta. Afinação sempre em cruzado, rough tunning e depois fine tunning. Quanto à tensão da esteira, se quiseres mais presença dela, tens que a ligar mais tensa. Menos presença, menos tensa. Posso estar errado, mas não concordo com o que o Xano disse, desculpa lá oh Xano. No meu caso uso-a bem tensa, para deste modo se poderem notar as ghost notes e os floreados.
Espero ter ajudado.
__________________
"...água fura em dura mole, tanto dá até que pedra..."

Última edição de Jorge Cardoso : Sáb, 12 de Maio de 2007 às 22:31.
Jorge Cardoso não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum

Assuntos Semelhantes
Assunto Autor do Assunto Fórum Respostas Última Mensagem
PRATOS – Dicas para uma correcta Escolha e Teste João Timbalão Pratos (Cymbals) 43 Sex, 29 de Agosto de 2014 12:13
ESTUDO: O som e o isolamento acústico seis_e_meia Som, Acústica, Software e Sites de internet 12 Ter, 2 de Outubro de 2012 23:12
Peles para tarola - Como colocar o som parecido ao da pele da tarola neste video? JP_ Baterias Acústicas 7 Dom, 24 de Fevereiro de 2008 12:36
Divulgação: Festival Juvefest - Maio 2006 - Vila da Feira bada Concertos, Exposições e Eventos (geral) 13 Qua, 26 de Julho de 2006 10:03



São agora 04:02. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2019, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2019, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it