Voltar   BateristasPT.com > ENSAIO, APRENDIZAGEM E PARTILHA DE CONHECIMENTOS > Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual")
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") O local para debater aspectos técnicos sobre a bateria e percussão. Uma espécie de sala de aula conjunta online permanente! Rudimentos, Afinação, Exercícios, Postura, Prática, Truques, Esclarecimento de Dúvidas, Dicas e Partilha de Conhecimento! O verdadeiro Workshop Virtual!
ATENÇÃO: Não publiques divulgações/anúncios de concertos e/ou workshops nesta secção! Obrigado!


Resposta
Opções
Não lido Dom, 11 de Abril de 2010   #71
Hugo Correia
 
Membro desde: 2-Jul-2007
Local: Cascais
Mensagens: 253
Hugo Correia tem uma aura espectacular à voltaHugo Correia tem uma aura espectacular à voltaHugo Correia tem uma aura espectacular à volta
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de xines Ver Mensagem
reference, não devo ter noção do que é um baterista freelancer em portugal, basta dares um pontapé numa pedra e ves quantos ai há. O problema é mesmo esse, diz me um baterista de carreira internacional portugues com uma banda conhecida sem ser freelancer que cresceu com a sua banda? Mike Gaspar, Kalu e mais?

Sabes porque é que eu não gosto de bandas como Just girls ou dos D´zert? Porque alem de ser musica para vender porque é mais que obvio, foi feito por uma estação de televisão mesmo para fazer render, são tambem bandas que passado 2 a 3 anos acabam e acabam porque é mesmo feito para acabar.

E quer vos custe ouvir ou não, este é o conceito que se vive em Portugal.
E será que é isto que voces querem e tanto defendem?

Isto na minha opinião, alem de ser desonesto no mercado musical e vergonhoso e é por isso que digo que esses musicos que trabalham para essas bandas não são exemplos para "mim".

Em relação ao teu comentario, não pago as minha contas ainda com a bateria/musica " que faço " e axo que é normal que não aconteça ( é por isso que trabalho noutro sitio para ter essas condições), ainda assim posso dizer que tenho coragem e orgulho de investir carradas desse meu dinheiro num trabalho verdadeiro e honesto, para que o meu amanha seja viver daquilo que fiz durante a minha vida toda.
Gostes ou não gostes do meu trabalho, tenho o direito de dizer seja a quem for, que foi feito com dedicação, honestidade e que estão muitos sacrificios por de traz dele.

No que depender de mim vou sempre defender estes valores, pois sou musico e vivo com eles.

Um abraço,
Xines
Foleiro. Muito foleiro.
Nao acho que se devam fazer juizos de valor sobre alguem que nao se conhece. Acho que nao estas mesmo dentro da realidade do mercado em Portugal. O Miguel Casais nao é menos honesto e verdadeiro por tocar com os D'Zrt.

Acho que isto é uma questão da mentalidade portuguesa. Somos sempre super idealistas e pouco racionais.
Nao vejo este tipo de mentalidade la fora. Todo o musico que queira fazer carreira tem de aceitar trabalhos de que gosta menos e nao se faz um caso disso.

Tenho dito.
Hugo Correia não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Dom, 11 de Abril de 2010   #72
LEONEL RODRIGUES
 
Membro desde: 5-Jan-2010
Local: Porto
Mensagens: 1.316
LEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em bruto
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de Hugo Correia Ver Mensagem
Foleiro. Muito foleiro.
Nao acho que se devam fazer juizos de valor sobre alguem que nao se conhece. Acho que nao estas mesmo dentro da realidade do mercado em Portugal. O Miguel Casais nao é menos honesto e verdadeiro por tocar com os D'Zrt.

Acho que isto é uma questão da mentalidade portuguesa. Somos sempre super idealistas e pouco racionais.
Nao vejo este tipo de mentalidade la fora. Todo o musico que queira fazer carreira tem de aceitar trabalhos de que gosta menos e nao se faz um caso disso.

Tenho dito.
Boas
Hugo, todo o baterista que queira fazer carreira, não tem de aceitar esses trabalhos.
Aceita se quiser!
Mas também tens razão nisso! Porque ao aceitá-los, pode eventualmente surgir um "mercado" mais condizente com os seus pergaminhos.
Mas o Xines também tem a razão dele.
Aliás todos têm razão. Por mais paradoxal que seja.
È uma questão de "saber estar".
Não se pode criticar o Xines por ele ter em muito alta a fasquia do "seu" imo musical.
Nem se pode criticar a tua forma de encarar o futuro, tocando de tudo e com toda a gente.
È experiência.
E dá maturidade!
Mas ser idealista como o Xines, também é louvável, e confere-lhe personalidade forte!
Como vês, na minha opinião, todos têm razão.
Dêem um abraço
LEONEL RODRIGUES não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #73
Ads
 
Membro desde: 23-Jun-2009
Local: Braga
Mensagens: 338
Ads é uma quantidade desconhecida por enquanto
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de Hugo Correia Ver Mensagem
Foleiro. Muito foleiro.

Nao vejo este tipo de mentalidade la fora. Todo o musico que queira fazer carreira tem de aceitar trabalhos de que gosta menos e nao se faz um caso disso.
Subscrevo. Aliás, se em Portugal houvesse esta mentalidade de aceitar projectos mais "duvidosos" para se fazer carreira e mesmo assim ter humildade e aprender com estas diferentes experiências, tudo seria bem diferente.

Xines, os "vendidos" aqui não são os bateristas que tocam com esses "grupos" que atraem grandes massas, mas sim os devidos responsáveis por criar essas.
__________________

Ads não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #74
DrummerSide
 
Membro desde: 10-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 21
DrummerSide está no bom caminho
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

No mundo das artes é muito fácil deixarmo-nos levar pela corrente.
Quando damos por nós já estamos lá inseredos nesse meio e deixamo-nos arrastar. É o sentido mais fácil de sobrevivencia no meio artístico.

O mais díficil é termos a consciencia de um bom projecto e de construir boa música, mesmo que isso não nos leve a lado algum. Mas esta sim é a verdadeira paixão pela música. Sim, o Xines tem razão quando diz isto. Não há forma alguma de pagamento quando o nosso trabalho é aquilo que realmente queremos.

As escolhas são feitas por cada músico.Cada um segue o seu trajecto músical e é esta a riqueza do meio artístico.

Somos as nossas escolhas e por isso Xines; apesar de seres novo (carreira), pareces ja saberes exactamente o que queres. Isso é uma atitude forte e de meter as mãos ao céu, porque isso que tu disses-te não se ouve em muito lado.

Cumps.

DrummerSide
DrummerSide não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #75
Ze Costa
 
Membro desde: 28-Nov-2007
Local: BRAGA
Mensagens: 219
Ze Costa tem uma aura espectacular à voltaZe Costa tem uma aura espectacular à volta
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de DrummerSide Ver Mensagem
No mundo das artes é muito fácil deixarmo-nos levar pela corrente.
Quando damos por nós já estamos lá inseredos nesse meio e deixamo-nos arrastar. É o sentido mais fácil de sobrevivencia no meio artístico.

O mais díficil é termos a consciencia de um bom projecto e de construir boa música, mesmo que isso não nos leve a lado algum. Mas esta sim é a verdadeira paixão pela música. Sim, o Xines tem razão quando diz isto. Não há forma alguma de pagamento quando o nosso trabalho é aquilo que realmente queremos.

As escolhas são feitas por cada músico.Cada um segue o seu trajecto músical e é esta a riqueza do meio artístico.

Somos as nossas escolhas e por isso Xines; apesar de seres novo (carreira), pareces ja saberes exactamente o que queres. Isso é uma atitude forte e de meter as mãos ao céu, porque isso que tu disses-te não se ouve em muito lado.

Cumps.

DrummerSide

Pois. Mas para quem vive só da música como foi o caso dos Amigos referidos em cima pelo Bada, tem que ter vários projetos para poder pagar as contas deles e sobreviver... E não é por terem muitos projetos que são uns vendidos... Como é lógico alguns desses projetos não são os que eles mais gostam, mas têm de trabalhar.

Se lhes fores perguntar eles também queriam ter só um projecto com que se identificassem a 100% e lhes desse para viver só disso... Mas isso na realidade de hoje é uma utopia.

Não são menos musicos por tocarem em vários projetos para mim ainda faz deles melhores musicos

Mais, também acho bem o Xines pensar assim, eu também já pensei, mas digo aqui com quase toda a certeza que se ele continuar a pensar assim muito dificilmente ira conseguir viver só da musica.

Por exemplo no caso do Sérgio Silva que já é um amigo de longa data, digo tomara que em Portugal todos os músicos fossem como ele, excelente baterista dos melhores, humilde, trabalhador (ainda não conheci ninguém que estudasse mais que ele), honesto e sempre pronta para a ajudar. Por isso fico triste e irritado quando vejo alguém a duvidar do trabalho e da seriadade dele em relação à musica...

Abraço

Zé Costa
Ze Costa não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #76
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de Ze Costa Ver Mensagem
Mais, também acho bem o Xines pensar assim, eu também já pensei, mas digo aqui com quase toda a certeza que se ele continuar a pensar assim muito dificilmente ira conseguir viver só da musica.
Eu acho que uma grande maioria de nós já pensámos assim. Acho que ter uma ideologia radical e faz parte de uma fase da vida.
Não sei se é positivo ou não perdermos esta postura com o tempo, mas a verdade é que começamos a ser mais flexíveis e o que achávamos ser o mais certo deixa de ser.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #77
Ze Costa
 
Membro desde: 28-Nov-2007
Local: BRAGA
Mensagens: 219
Ze Costa tem uma aura espectacular à voltaZe Costa tem uma aura espectacular à volta
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
Eu acho que uma grande maioria de nós já pensámos assim. Acho que ter uma ideologia radical e faz parte de uma fase da vida.
Não sei se é positivo ou não perdermos esta postura com o tempo, mas a verdade é que começamos a ser mais flexíveis e o que achávamos ser o mais certo deixa de ser.
Boas Miguel,

Eu acho que é positivo, pois faz-nos crescer como homens e como músicos.

Há certas pessoas que faz-lhes confusão tocar numa banda de baile, a mim não me faz nenhuma, sabes porquê. Porque uma banda de baile é uma escola, aprendes a tocar um bocado de tudo desde o rock, pimba, salas, samba entre muitas outras coisas. E fico muito contente quando estou a tocar numa romaria e vejo aquela gente toda aos pulos e a dançar. Isto sim acho que é a funçao principal da musica, fazer com que os ouvintes se sintam felizes.

Se me perguntares se gosto de ouvir pimba, não não gosto, mas há quem goste e tem de haver musica para toda a gente.

Grande Abraço
Ze Costa não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #78
DrummerSide
 
Membro desde: 10-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 21
DrummerSide está no bom caminho
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Ze Costa

"Mais, também acho bem o Xines pensar assim, eu também já pensei, mas digo aqui com quase toda a certeza que se ele continuar a pensar assim muito dificilmente ira conseguir viver só da musica."

Não concordo nada contigo. Dizes qe achas bem o Xines pensar assim, mas que depois dizes que dificilmente viverá da Música, qual é a concordancia?

Faz parte da maturidade, tocar com este e com aquele. Não digo que não, o Xines não tem só um projecto que eu saiba (até porque contribui para a aprendizagem). Mas eu falo de algo mais. Algo que falta a muitos musicos que se movem por dinheiro, nome e não por gosto em fazer música. E dái tenho a certeza que ele não se move por isso.
Atenção não estou a referir nomes. Mas eles existem claro que sim, não podemos por areia nos olhos dos outros.

Mas isto que eu estou a dizer.. não é para todos, nem é para toda a gente. É só para alguns. Aos tem realmente querem isto.

Cumps
DrummerSide não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #79
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Mas vocês acreditam mesmo que basta sermos idealistas para ganharmos a vida da música a tocar originais?!

Numa altura que há uma grande indefinição sobre o futuro da música a nível comercial, vocês teimam em dizer que basta força de vontade para ganharmos a vida a fazer originais?! Ainda por cima de metal?!
Vocês acham mesmo que conseguem ganhar uns 1.000 euros em média por mês à pala do metal?! Ou pensam em viver o resto da vida à custa dos pais e apregoarem que vivem da música?!

É bom termos ideias e valores na nossa vida, mas também convém sermos realistas.


E não me venham novamente com o exemplo de Moonspell. Até nisto convém analisar bem o percurso de Moonspell e o porquê de se terem tornado a banda que são.
Além do mais, quantas bandas de metal há em portugal?! Mil, duas mil, cinco mil?! Quantas ganham a vida do que fazem?! UMA!
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom

Última edição de Miguel Martinho : Seg, 12 de Abril de 2010 às 15:18.
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #80
DrummerSide
 
Membro desde: 10-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 21
DrummerSide está no bom caminho
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Se não existice vontade de fazer originais e se não existisse pessoas com vontade de trabalhar ao serio; a Música estagnava! e voltavamos sempre a ouvir os vinil dos avozinhos.. porque apenas este tem saida. ´

O problema está mesmo aí.. por isso eu digo que isto não é para todos. Não é radical nem idealista, é uma forma de pensar.

O que tem o metal? Se ele gosta de metal, não vai tocar outro estilio só porque tem mais saida comercial. A vida faz-se de escolhas, provavelmente tocava outro estilo e seria infeliz profissionalmente, mas não ao nível financeiro..

Mesmo no metal, mesmo nesta area mais menosprezada, a música tem que ser mais valorizada. Metal não é sinonimo de desmotivação só porque é metal. Principalmente o trabalho destas jovens bandas que tem surgido em Portugal.

Isto é radical? eu penso que não..

Dou apoio com um colega meu que trabalha num estudio e sei o que se lá passa com alguns bateristas que tocam pra este e para aquele. Tocam e bazam... o resto é só euros!! (Mais uma vez não estou a dizer nomes nem refiro o nome do estudio).

Cumps
DrummerSide não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #81
xines
 
Membro desde: 14-Abr-2006
Local: Évora
Mensagens: 751
xines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Eu acredito que se é capaz de viver da musica ( estilo metal ), pode não ser hoje mas com precistencia, coragem e dedicação total acredito que as coisas ainda vão mudar.

O importante é numca desistir,presistir e ter uma atitude correcta para com isso, como por exemplo grandes sacrificios mesmo que muitas das vezes tenha que se gastar do meu proprio bolso e quem diz isto diz outras coisas.

Eu sei que posso numca vir a viver da musica, mas cá estou eu para tentar fazer com que as coisas mudem e mostrar ás pessoas que tudo é possivel desde que se trabalhe com paixão e o mais profissionalismo possivel.

Vou trabalhar seriamente para isso, sei que sou novo e tenho muito ainda para aprender, mas a minha vontade vem desde gaiato e não vou permitir que perca essa embalagem.


Um abraço,
Xines.
xines não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #82
HugoB
 
Membro desde: 19-Jan-2008
Local: Porto
Mensagens: 1.019
HugoB tem uma aura espectacular à voltaHugoB tem uma aura espectacular à voltaHugoB tem uma aura espectacular à volta
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Boas Xines,

Não querendo discordar da tua opnião, até porque somos livres de opniões.

Para ti, o teu estilo será o Metal, para outros o R&B/Hip hop, outros o Pop Rock e por ai fora... Não podes por tudo, dentro do mesmo saco, até porque não sabes se por exemplo, o Miguel Casais tem prazer a tocar com os D'Zrt, ou Sergio Silva com os Expensive Soul.

Para mim o metal e o que tocas, não tem qualquer valor (apesar de achar que tens um exelente desempenho como baterista).

Acima de tudo temos que nos respeitar como bateristas, porque acima de tudo isto é um forum e muitas das vezes falamos de pessoas, que nem as sequer conhecemos.

1 abraço
__________________
Lutamos todos por a mesma arte!
HugoB não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #83
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Eu já tive esse sonho, já fui idealista e até assinei contrato com a Musica Alternativa (altura em que esta estava ligada à grande Century Media).
Com a mesma rapidez que o sonho quase passou a realidade, com a mesma rapidez que se perdeu no ar.

Eu acho bem que se persigam os sonhos e que se tente fazer o máximo para os concretizar, mas uma coisa é certa, não é com atitudes de menosprezar o trabalho dos outros que vamos lá chegar.
Conheço muita malta que também teve o seu sonho, também foi idealista e que dizia que só tocaria metal. Chegou a uma altura da vida que teve de optar, ou vai trabalhar para um escritório ou vai tocar com todos... uns optaram por tocar com todos outros trabalham em escritórios.

Eu trabalho num escritório mas não foi por ter de optar entre tocar com todos ou sair. Foi porque muito cedo decidi que não queria ser músico profissional.

Uma coisa sei: nunca dizer que desta água não beberei porque nunca sabemos o dia de amanhã.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #84
bada
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: V.N. Gaia
Mensagens: 882
bada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Exactamente o Hugo disse uma coisa muito acertada. E se os musicos em questao adorarem tocar musica comercial?? sao menos musicos por isso?? estao a trabalhar menos para a musica??

E se eu gostar imenso de tocar musica pimba?? sou menos baterista e menos honesto perante a musica??

Nao façam confusao por causa dos estilos, la porque tocam estilos mais comerciais nao quer dizer que sao vendidos ou nao sao honestos. simplesmente optaram por estilos que tem mais saida.

Essa postura realmente com o passar do tempo quase de certeza a vao mudar, eu aos 20 anos tudo que nao fosse baterista de metal para mim era uma ***** de bateristas e musica, hj em dia adoro ouvir metal mas nao tenho a minima paciencia para tocar metal, nem quero saber tocar metal na bateria, nao me satisfaz e no entanto ouço e adoro ouvir. Mas nao é o meu gosto, nao e o caminho que quero como bateristas, mas respeito quem goste e quem queira.

Se calhar devia ter estado caladinho em relaçao aos nomes que referi, porque os refieri com um determinado motivo e nao para criar esta confusao sobre a musica em portugal, eu continuo da opiniao que a musica portuguesa esta bem e recomenda-se.

Tanta coisa contra dzrt e outras coisas que tal?? que mal tem aquilo?? so ouve quem quer, so compra quem qer, e so vai a concertos quem quer ou viver demasiado perto dos locais de concertos e tem que levar com aquilo. Eu tocava com Dzrt na boa, com todo o prazer do mundo, e nao me ia achar prostituta musical, ia aprender, evoluir, e curtir imenso. Nao ia comprar o cd deles nem pensar, mas isso ja o faço em cenas que toco actualmente, existe um projecto onde toco que nunca na vida era capaz de comprar o cd, e no entanto da-me um gozo tremendo tocar naquela banda e aquela musica.


Nao critiquem outros estilos so por criticar, se querem que o vosso estilo seja respeitado, respeitem tambem o dos outros.
Dei estes nomes apenas como referencias muito positivas para mim de excelentes bateristas e dos apoios, apesar de volto a dizer nao fui 100% preciso em relaçao aos apoios porque sei que eles tem tipos de apoio, apenas nao tem daquela forma visivel que toda a gente anda a morrer obsecada actualmente.


Para quem nao sabe:

MUSICA - FORMA DE EXPRESSAO ATRAVES DE SONS

Nao se esqueçam disto, nao diz la se é atraves de metal, pop, jazz, comercial,rock, pimba, etc, simplesmente forma de expressao atraves de sons, e enquanto nao se lembrarem disto para mim nunca seram musicos a serio por muito que o queiram.

Eu adorava bateristas malabaristas, ate que passei a gostar de MUSICA.

Mas lá esta esta é a minha visao, existe outras que tenho que respeitar. Entendo muito bem o que o Xines quer dizer com as opinioes dele, mas acho que esta a ser super radical, tem direito a isso mas perde a sua cota parte de razao na forma limitada como esta a ver as coisas, mas admiro a vontade de querer chegar o mais longe possivel no seu genero musical.

abraço
__________________
MISSOM
bada não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #85
LEONEL RODRIGUES
 
Membro desde: 5-Jan-2010
Local: Porto
Mensagens: 1.316
LEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em brutoLEONEL RODRIGUES é uma jóia em bruto
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Boas
Eu devo de ser a maior P:U:T:A daqui do Forum.
Já toquei de tudo e nem sequer sei tocar bateria.
Toquei por dinheiro? E de que maneira.
Ganhar 400€ em 3 horas, quando a tocar fusão nos bares aqui do Porto pagavam 25€ por noite e a passar recibo verde.
Se era capaz de voltar a tocar CATRAPIMBA? Na boa, era o que estava a fazer até me arder o material.

Agora se gosto de tocar ? Muito! Porque quem me conhece, sabe que além de dar o litro, não toco de maneira convencional, mas também não estragava.

Se gostava do género e do "ambiente"? Era de fugir! Mas de todos os intervenientes!
Mas de tudo o que gira á volta daquilo!
Acho utópico, só a existência de música "limpa", mas também nos meandros do ligeiro existe muita gente que ganha muita pasta á custa da "desinformação musical", e repare-se que não são os músicos que ganham esse dinheiro.
São os "produtores de eventos musicais".
Mas apesar de "algo radical", O Xines se calhar sem saber com a mensagem dele, lembrou-me aspectos bem maus nesse meio.
Mas se pudéssemos viver com as "radicalidades" dos Xines, penso eu de que esteja a falar de BOA MUSICA (não importando o género) verdade Xines?, ou fosse imposto por decreto governamental que o nivel musical subisse 1 ou 2 níveis, temos de convir que TODOS GOSTARÍAMOS IMENSO.

Abraço pessoal
LEONEL RODRIGUES não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #86
xines
 
Membro desde: 14-Abr-2006
Local: Évora
Mensagens: 751
xines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixexines é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Mt ao contrario do que voces pensam eu nem sempre toquei metal, e sinceramente ao ler alguns comentarios vejo que voces não perceberam nada do que escrevi.


Eu numca disse que bateristas que tocavam pop, samba, salsa etc etc... que eram piores musicos que eu que toco Metal e só o Metal intereça.
Onde disse isso, alguem me sabe dizer?
Antes pelo contrario admiro mt quem faz as coisas com paixão e honestidade seija que estilo de musica for!


Vou vos dar o meu exemplo.

Desde os meu 11 anos ate mais ou menos 17 que tocava em bailes e casamentos com o meu pai.

Aprendi mta coisa? Sim sem duvida, aquilo é uma grande escola e não tem mal nenhum as pessoas passarem por isso, pois faz crescer em ritmos super variados e estou mt orgulhoso disso.

Aos 17 anos, comecei a procurar pessoas para fazer uma banda de originais onde passei por mtas outras ate chegar aos Switchtense onde actualmente estou.

ULTIMAMENTE ate tenho tocado com bandas de varios estilos como regguei, musica tradicional cabo verdiana, rock etc...

Agora se voces me perguntarem se toco com essas bandas por dinheiro? NÂO, toco com eles porque desde gaiato que gosto de tocar varios estilos de musica e me dá mt gozo voltar ao passado, e os trocos que ganho nem quase para a gazolina dá.

AGORA MT IMPORTANTE: Bandas e projectos á parte, o meu gosto maior é o Metal e é claro que dou o meu esforço todo para a minha banda , pois é dela que quero fazer carreira.

Tem algum mal eu dizer que os d´zert ou just girls não são os exemplos que quero seguir?
Eles em vez de pop ate poderiam tocar Metal e eu não ia gostar na mesma, porque é um PRODUCTO enganozo, e feito para fazer dinheiro.


Resumindo: seja que estilo for desde que seja feito com paixão eu dou o meu apoio total.

E isto não é ser idialista nem radical, é ser verdadeiro, honesto e ter atitude.


Foi mesmo o meu ultimo comentario aqui, acho que já não há mais nada para explicar.

DrummerSide e LMR60 obrigado.

Um abraço,
Xines
xines não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #87
DrummerSide
 
Membro desde: 10-Fev-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 21
DrummerSide está no bom caminho
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Esse mercado que eu me estava a referir não tem nada a ver com pop, rock, metal etc.

Tem a ver com o modo e de como fazemos música! O prepósito de fazermos música. E se queremos ser nós proprios a ser autenticos com o nosso trabalho. Por exemplo, no estúdio qe falo aparecem bateristas e pedem um trabalho tipo o do Xines. E mostram -nos o cd e tudo. Não sou propriamete apreciador de metal (gostos à parte), mas aquilo tem qualidade. No entanto, o que lhes é dito é que não se consegue fazer esse "trabalhos" pk o som de bateria é limpo, pk é ele a tocar. Ele concerteza não é o unico baterista que faz realmente um trabalho "limpo", conheço varios mesmo. Há muitos bons bateristas em portugal nos diversos ramos.

No entanto, vamos a ver e alguns bateristas (as vezes ate mais ou menos conhecidos ) ou fazem das duas uma:

1º nao conseguem gravar as coisas e portanto é outro baterista sem nome que grava, mas que no entanto é relativamente entendido no assunto,

2º o baterista grava sim senhora, mas com um belo de um computador que ajuda em muita coisa!

Sejamos honestos e sinceros.. Eu sei que acontece o mesmo nos outros países e nos outros lados.
Mas este mundo da músico por vezes é muito sujo e demasiado deformado as vezes.
Tendo sempre a valorizar quem pensa mais além disto.

Não conheço o Xines pessoalmente, nunca o vi mais gordo, portanto digo dele como dizia de outros bateristas que conheço e que são muito bons profissionais.

Cumps
DrummerSide não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #88
miguel ralha
 
Membro desde: 12-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 340
miguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Boas de novo. Já aqui disse umas patacuadas a propósipto do assunto dos patrocínios e da relação das marcas com os músicos. Entretanto estive a pensar nisso (eu às vezes penso!) e há um aspecto muito importante que não referi:
É certo que as marcas apoiam os músicos patrocinando, dando descontos, ou de uma data de maneiras que já foram aqui sobejamente faladas. Mas há também o aspecto da mais valia que um músico traz a uma marca: eu aprendi a fazer baquetas e instrumentos com os músicos! Se não fossem os músicos, as marcas não evoluiam. São ele que com as suas ideias e exigências fazem as marcas investigar e encontrar novas soluções, novos modelos e novos produtos. Muitas vezes, ao produzir uma boa ideia de um músico, uma marca cria um produto que a distingue das outras, e fica sem dúvida a dever isso ao músico. Se depois lhe der as baquetas que ele quizer para toda a vida, não está a fazer nada de especial: apenas a gradecer um favor.
Acho que este aspecto é fundamental como desenvolvimento de uma relação que é mais do que um apoio ou patrocínio; é uma parceria, muito mais frutuosa para ambas as partes, e quanto mais aberta e receptiva a novas experiências estiver uma marca, e atenção porque isso dá muito trabalho, melhor será a sua relação com os músicos e mais evoluirá como marca.
No fundo é uma quetão de postura: Uma marca pode encarar os músicos apenas como clientes ou entender que a sua missão é trabalhar para e com os músicos.Vai notar-se a diferença.
Desculpem mais esta achega que já vai longa, mas achei que esta prespectiva também é importante ao caso.
miguel ralha não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #89
Ads
 
Membro desde: 23-Jun-2009
Local: Braga
Mensagens: 338
Ads é uma quantidade desconhecida por enquanto
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Isto está a ficar é um grande off-topic, apesar de estar a ser interessante.
__________________

Ads não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #90
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Sim, há marcas que evoluíram numa direcção porque souberam trabalhar e retirar dos músicos com quem trabalham o conhecimento prático do instrumento.
Ninguém melhor para explicar o que quer e o que o mercado precisa se não quem usa os produtos desse mercado.

Mas penso que são uma minoria aqueles que realmente contribuem para a evolução de uma marca.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #91
miguel ralha
 
Membro desde: 12-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 340
miguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

É verdade, mas acho que na perpectiva da marca, e sendo o assunto os apoios e parocínios das marcas, se um músico fizer uma abordagem expondo uma ideia para ser trabalhada em conjunto, é muito mais interessante do que simplesmente pedir à marca que lhe dê qualquer coisa. É que aí a marca legitimemente pergunta: e tu? que me dás em troca? E então lá vamos nós outra vez aos critérios exclusivamente comerciais.
Isto responsabiliza o músico, permite-lhe ver concretizada a sua ideia, ter nas mãos o maeterial que realmente procura, e para a marca, que melhor contrapartida do que uma boa ideia?
Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
Sim, há marcas que evoluíram numa direcção porque souberam trabalhar e retirar dos músicos com quem trabalham o conhecimento prático do instrumento.
Ninguém melhor para explicar o que quer e o que o mercado precisa se não quem usa os produtos desse mercado.

Mas penso que são uma minoria aqueles que realmente contribuem para a evolução de uma marca.
miguel ralha não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #92
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Não sei até que ponto essa troca de ideias entre o construtor/marca e o patrocinado é possível quando existe no meio um representante/importador da marca que foi quem contratou o músico.
Daí, a meu ver, haver a tal diferença entre os assinaram o contrato com a casa mãe e o que assinaram contrato com um representante de um país.

Depois, até que ponto é que a marca irá ouvir alguém que não tem grande projecção no meio ou que tem pouco conhecimento técnico do material.

Eu vi recentemente um video da DW a explicar como é que o kit do Neil Peart R30 tinha nascido e onde era visível uma grande troca de conhecimento entre o técnico da DW e o Neil Peart. Eles estudaram em conjunto como é que poderiam criar aquela bateria de acordo com o plano inicial do N. Peart.
Depois deste projecto, a DW começou a incorporar algumas ideias do kit R30 nos kits mais recentes.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #93
miguel ralha
 
Membro desde: 12-Mar-2007
Local: Porto
Mensagens: 340
miguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixemiguel ralha é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Claro que tens razão. Eu é que falo assim porque sou "casa mãe".
miguel ralha não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #94
Alex Soares
 
Membro desde: 21-Out-2007
Local: Alentejo
Mensagens: 1.777
Alex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luzAlex Soares é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

É também através dessas partilhas de conhecimentos entre baterista e marca que muitas vezes entra os tais "rendimentos" para os bateristas em questão...dificilmente um baterista reconhecido partilha as suas experiências sem receber nada ou apenas equipamento em troca e por exemplo essa questão foi uma das razões porque Weckl deixou a zildjian para a Sabian...simplesmente chegou a conclusão que a marca não o estava a compensar devidamente, tendo em conta o lucro que tinha com os produtos lanaçados para o mercado com o "selo" da sua experiência...
Alex Soares não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #95
bada
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: V.N. Gaia
Mensagens: 882
bada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luzbada é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Essa visao de cooperaçao e aprendizagem é o mais importante e interessante numa parceria musico/fabricante. Mas realmente e dificil na maior parte dos casos existir essa possibilidade,mas falaste bastante bem, as marcas tambem so evoluem a comecer e ouvir as opinioes dos musicos em si. E um bom ponto de vista, e isso sim é uma parceria vantajosa para ambas as partes.

E acho mesmo mesmo nos outros patrocinios "normais" existe aspectos muito interessantes, mas ou sou muito burrinho ou nao vejo assim tantas vantagens quanto isso em muitas parcerias. Vejo sem duvida alguma vantagens, mas nao muitas, mas isto na minha opiniao e visao do tema.

Se o nosso mercado fosse outro ainda achava que podia ser uma coisa de outro mundo e uma muito mais valia o tal patrocinio. Em Portugal so existem umas 3 ou 4 marcas de materiais que faziam com que eu vestisse a camisola, e no entanto existe muito mais marcas que gosto para alem das 3 ou 4, o problema e que essas 3 ou 4 sao inatingiveis para mim.
__________________
MISSOM
bada não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #96
Artur Jorge
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Porto
Mensagens: 77
Artur Jorge será famoso em breveArtur Jorge será famoso em breve
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Se me permitem, gostaria de partilhar o meu ponto de vista sobre este assunto. :-)

Já aqui se aflorou as nuances que distinguem o mercado generalista mundial do mercado peculiar português. Mas de facto há que concluir o seguinte:

A música é uma indústria.
Uma máquina orgânica e organizada, estruturada piramidalmente e com todos os agentes bem encaixados entre si. Editoras, Publishers, Promotores, Media, Agentes, Bookers, Advogados especializados em "copyright", Marcas de instrumentos e acessórios, empresas de som e luz, lojas de discos (físicas e online), roadies, caterers, motoristas, empresas de aluguer de veículos, empresas de merchandising, street team e fan club managers, enfim... uma lista enorme.
E estas pessoas envolvidas nesta indústria "comem e bebem" porque no fim da pirâmide está o "consumidor", esse alvo único de cujos euros/dólares interessam à indústria.

Sobre endorsements e apoios: NINGUÉM DÁ NADA A NINGUÉM, seja ele o Vinnie Colaiuta ou o "Manel".
Toda a marca que não leve em conta um estudo preciso e rigoroso à volta daquilo e em quem investe, arrisca-se a desaparecer rapidamente.

Quando uma marca decide investir num músico, fá-lo na certeza (ou convicção) de ter retorno. Por investir num endorsee, obtem um retorno em imagem de marca (valor importante e muitas vezes negligenciado) e em mais consumidores dos seus produtos. Se eu "oferecer" material grátis a "A" ou "B", faço-o porque obtenho com isso mais alguns milhares de vendas e porque esses "A" ou "B" também estão a contribuir com o seu capital de prestígio, adquirido à custa de enormes esforços e de provas dadas ao longo de uma carreira sólida.
Se a tática pode variar, o princípio é o mesmo. Uma marca dá por um lado aquilo que lhe permite ir buscar em dobro ou mais por outro.

O mecenato e a simpatia e consideração por amigos leais e honestos tem muito pouco a haver com esta indústria, pois quando chegar a minha vez de pagar as compras no Continente, a menina da caixa quer é euros. Estatutos e isso não servem para pagar...
;-)

Já vou muito extenso e ficou ainda muito por dizer, mas acho bem ficar por aqui.

Abraços!
Artur.
Artur Jorge não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 12 de Abril de 2010   #97
kosh
 
Membro desde: 11-Nov-2008
Local: Braga
Mensagens: 393
kosh será famoso em breve
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Ora, aqui vai o meu bitaite!

Estes patrocínios têm dois sentidos e, regra geral e num plano mais abrangente, beneficiam mais as marcas. Eu até gostava que se fizesse um inquérito a quem compra, por exemplo, uma Tama e lhe perguntassem porque a comprava... O Lars Ulrich, à quantidade de baterias que já 'vendeu'`pela Tama, bem que podia receber uma bateria nova todos os dias, continuava a saír barato à Tama.

Há artistas, como o Lars Ulrich, Joey Jordison, Travis Barker, Mike Portnoy, que movimentam imensos fans e são a melhor publicidade possível para as marcas.

Agora, parece-me muito mais díficil, em Portugal, arranjar um apoio da Sonor ou Yamaha do que Ddrum ou Mapex. Porquê? Gostaria que alguém me conseguisse responder a esta pergunta... Tem a ver com a postura da casa mãe ou presença do importador?

As marcas também têm interesse em angariar bateristas que não sejam 'superstars', por várias razões. São artistas, digamos, de maior proximidade, que actuam em bares e festas que não são para milhares de pessoas e, por exemplo, conseguem dar duas de treta e vender uma bateria a alguém que tenha assistido ao concerto. Por outro lado, ter muitos artistas pode ser entendido como uma garantia da qualidade da marca. Uma pessoa pensa "Se tantos artistas exigentes escolhem esta marca, é porque ela é boa!". Em suma, artistas adaptados à esmagadora realidade dos praticantes...

Olhai, eu ainda sou um puto, mas sei que paixão não põe comida na mesa, pelo menos em Portugal. Eu sei que nestas discussões são frequentemente puxados as excepções, que artista x ou y faz dinheiro com a sua paixão, mas a regra, infelizmente, é esta.

Acho admirável que haja pessoas que lutem assim, como o xines, pelos seus ideias. Caramba, o mundo seria bem melhor se houvesse mais pessoas assim como ele, e não tão hipócritas e calculistas como eu! Mas chega a uma altura em que temos de fazer um compromisso... Oxalá xines a vida te corra bem e não tenhas de renunciar a esses teus ideais, era mesmo espectacular! E luta até não mais puderes! Mas e quando tiveres família? Quando tiveres outros a depender de ti?

A vida muda imenso e há muitas 'nuances'. Acho que devemos adoptar uma posição de equilíbrio e tentar estabelecer um compromisso entre a nossa paixão e o ganha-pão. Às vezes teremos de fazer umas concessões... Mas que interessa perdermos umas batalhas, quando no fim ganhamos a guerra? E somos felizes?

Xines, a minha pergunta foi retórica, já disseste que não dirias mais sobre o tema e, como tal, não espero que o faças. Conto, no entanto, que leias o que disse e que penses um bocado no tema. Sem ressentimentos, não era essa a minha intenção!

Grande Abraço
kosh não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Seg, 23 de Agosto de 2010   #98
warlike
 
Membro desde: 5-Mai-2006
Local: Lisboa
Mensagens: 1.527
warlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixewarlike é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Isso do trabalhar para fazer dinheiro até nas obras. Agora vai lá e pergunta a quem quiseres se gostam de lá andar.

Tocar ao vivo é para ganhar dinheiro, quer gostes, quer não gostes. Todo o estilo pode ser passado para o papel, todo o estilo é mesurável. Dão-te umas pautas, umas notas dos outros instrumentos e voz, e preparas-te para o sábado à noite. Por isso, a partir do momento em que pisas um palco com gente a assistir lá em baixo, é porque estás a ser pago, ou pelo menos estás a gerar lucro.

Levas os autocolantes que quiseres, no bombo, e siga.

Última edição de warlike : Seg, 23 de Agosto de 2010 às 18:52.
warlike não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 13 de Junho de 2013   #99
nunobaiao
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Brasil
Mensagens: 755
nunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Eu prefiro a expressão PARCEIRO!!

É uma questão de markting.
É uma troca: O fabricante/importador ajuda o baterista e o baterista ajuda o fabricante/importador.


Errado é o baterista querer a qualquer custo e aceitar parcerias/patrocinios só para ter material bom gratuitamente, com grande desconto ou simplesmente se promover com isso mesmo sem estudar e tocar o suficiente. Usar isso como atalho...

Atualmente sou parceiro de duas excelentes marcas (Aquarian: que já usava desde 2003, e Odery: que testei minunciosamente e gostei bastante da Eyedentity maple),
mas já rejeitei parceria de algumas marcas conceituadas por não "ser fã" dos produtos que me ofereceriam e saber que não me atenderiam da mesma forma que os produtos que eu já possuo.

Deixo aqui um artigo que escrevi para um blog bateristico aqui no Brasil:

Endossos (endorsement):
Bateristas estão constantemente em busca de publicidade e divulgação de seus trabalhos e o método mais comum de conseguir publicidade hoje é através de endosso de produtos de bateria. Nos dias de hoje endossos são mais facilmente disponíveis do que nunca. Em comparação com anos atrás, há muito mais empresas de bateria e produtos de bateria. Isso significa uma concorrência mais intensa e mais publicidade, o que, hoje em dia, toma principalmente a forma de endossos a artistas.
Há dois pontos de vista sobre esta situação. Uma delas é que é uma coisa boa, uma vez que dá a mais merecedores bateristas jovens uma oportunidade de publicidade e reconhecimento. O ponto antiquado de vista é que essa publicidade deve ser reservada para pesos pesados que se provaram ano após ano.
Mas há um outro lado da história que os bateristas devem estar conscientes e que pertence ao custo dos equipamentos hoje em dia. Kits de bateria são maiores, mais complexos e mais caros do que nunca. Obviamente, um endosso pode ajudar a manter os custos do equipamento para baixo, o que é muito bom para o endossante. Por outro lado, poucas empresas nos dias de hoje podem se dar ao luxo de dar livre-mercadoria, em parte, pela simples razão de que os seus apoiantes são tão numerosos. Como resultado, muitas empresas, especialmente as menores, agora oferecem a seus endossantes descontos "artista" em seus produtos.
Perante este cenário sobre a situação endosso, você ainda pode considerar a aplicação de um acordo com uma marca de equipamento. Aqui estão algumas sugestões:
Certifique-se de que você tem alguns créditos reais. Com sorte, você vai estar com um grupo que tem um álbum no mercado. Mesmo se é uma gravadora pequena, ter um disco no mercado é importante. Se você pedir um aval antes de você ter alguns créditos, você pode ser recusado. Isto pode, por sua vez, prejudicar suas chances no futuro.
Compilar um “press release” com informações sobre si mesmo e sobre o grupo ou artista com quem trabalhou no disco. Lista de outros grupos ou artistas com quem trabalha, quer tenham ou não as gravações. Isto irá mostrar, em algum grau, a extensão de suas atividades profissionais.
Se você estudou em particular, ou frequentou escola de música ou faculdade, incluir esta informação também. Ele vai ajudar a empresa em questão para formar uma imagem precisa de você e de seu potencial.
Nunca endossar um produto, a menos que você realmente goste e pretenda usá-lo. Se o seu nome está ligado a um determinado produto e as pessoas vêem você usando outra coisa, você irá manchar a sua credibilidade para endossos futuros. Você irá fazer a si mesmo e à empresa ficar mal.
Não endossar um produto só porque ele é livre ou só para ver a sua imagem em um anúncio. Tente descobrir o que as políticas da empresa realmente são. Confira outros endossantes. Tente descobrir, se possível, se outros endossantes estão felizes com a relação com a empresa. Você quer endossar um produto bom e você quer estar com outros endossantes bons.
Evite saltar de empresa para empresa. Além disso, evite endossar produtos que podem estar em competição uns com os outros. Um bom exemplo é um baterista conhecido que subscreve um certo produto e ainda apoia também um produto de alto preço feito por outro fabricante. Isso é muito próximo de um conflito de interesses.
Livre-se da idéia de que as empresas estão nadando em dinheiro. Na verdade, com os altos preços afetando fabricantes, bem como dos consumidores e com tantas empresas concorrentes para o mesmo mercado, o negócio é difícil. As empresas vão trabalhar com você se você ganhou essa consideração. Contratos em que as empresas pagam um artista para endossar um produto são muito raros hoje em dia. A maioria das empresas simplesmente não podem pagar.
Se possível, ficar a conhecer as pessoas na empresa. Visite a fábrica se você puder e converse com as pessoas envolvidas. Se você estiver indo para endossar um produto, é importante que você se dê bem com as pessoas que os fazem.
Uma vez que você se tornou um endossante, deve se comunicar com a empresa regularmente. Se você está caracterizado em uma revista, enviar uma cópia para o seu contato na empresa. Se o seu novo álbum está fazendo sucesso ou você está saindo em uma grande turnê, ligue para a empresa para que eles saibam das novidades de seu trabalho.
Por último, mas não menos importante, não seja muito exigente. Trabalhe os detalhes de seu contrato de patrocínio no início e depois mantenha o acordo. Lembre-se, eles têm outros endossante para lidar também. Além disso, se o seu contrato é claramente entendido por ambas as partes, você tem uma melhor chance de desfrutar de uma boa relação de trabalho a longo prazo.
Se você precisa deixar uma empresa, por qualquer motivo, notificá-los. Envie uma simples carta, informando que você não irá mais endossar seu produto depois de uma determinada data. Lembre-se, as empresas também se comunicam entre si. Se você "queimar" uma empresa, a palavra vai ficar em torno da indústria. Isso pode facilmente afetar sua carreira.
Lembre-se, a publicidade funciona de duas formas: a boa e a má. Mantenha seus acordos e lide com as empresas de uma maneira profissional. Se você fizer isso, a publicidade que você ganha através de qualquer endosso você terá a certeza de beneficiar a sua carreira musical.


Querem ser endorsers?? Trabalhem para merecer!!...
Gratificante mesmo é ser contatado pelo fabricante/importador/loja com a oferta de apoio/patrocinio!!

Pensem nisso

Última edição de nunobaiao : Qui, 13 de Junho de 2013 às 20:30. Razão: Mensagem automaticamente fundida/mesclada pelo sistema.
nunobaiao não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 26 de Junho de 2013   #100
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Bom artigo Nuno!
Foi um "desenterranço" de tópico com valor este!
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 27 de Junho de 2013   #101
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Gosto Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

Muito bom mesmo!

Uma breve simplificação seria: Querem colher? Semeiem primeiro!

(não há colheitas sem semeaduras, eheh...)
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 29 de Junho de 2013   #102
nunobaiao
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Brasil
Mensagens: 755
nunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixenunobaiao é mesmo fixe
Re: [DEBATE] Os apoios das marcas, os patrocinios, e os 'endorsements'

É isso aí!!

Citação:
Mensagem Original de Madeira Ver Mensagem
Muito bom mesmo!

Uma breve simplificação seria: Querem colher? Semeiem primeiro!

(não há colheitas sem semeaduras, eheh...)
nunobaiao não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum

Assuntos Semelhantes
Assunto Autor do Assunto Fórum Respostas Última Mensagem
PRATOS – Dicas para uma correcta Escolha e Teste João Timbalão Pratos (Cymbals) 43 Sex, 29 de Agosto de 2014 13:13
Anedotas ! Bora lá rir e descontrair ! David Calhau Esplanada dos Batucadores (Off Topic) 229 Dom, 23 de Outubro de 2011 11:29
Uma aula de Dennis Chambers em 3 lições: Treino de Resistência (artigo traduzido) Baronesa Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") 21 Sáb, 25 de Setembro de 2010 17:51
REPORTAGEM: Festival Tam Tam Percussion Drum-Fest 2007 (dia 11/11 em Sevilha - Espanha) Madeira Concertos, Exposições e Eventos (geral) 20 Sáb, 6 de Março de 2010 21:33
TESE: Contribuiçao do estudo de bateria para o desenvolvimento de habilidades psicomotoras andre_vg Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") 7 Dom, 12 de Julho de 2009 03:46



São agora 06:19. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2019, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2019, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it