Voltar   BateristasPT.com > MATERIAL E EQUIPAMENTOS > Aconselhamento para a compra de material
Página Principal Registar FAQ Membros Calendário Pesquisar Mensagens de Hoje Marcar Fóruns como Lidos

Aconselhamento para a compra de material Peçam ajuda aqui para decidirem sobre o material que querem comprar


Resposta
Opções
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #1
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Exorcismo às Fames

Saudações, colegas moçes.

Como o nome indica, estou considerando comprar uma Fame. Uma destas duas:

http://www.musicstore.de/pt_PT/PTE/B...DRU0021943-000
http://www.musicstore.de/pt_PT/PTE/F...DRU0019917-000

Antes que me venham todos dizer que a marca está possuída e não vale nada, recomendando antes Sonors, Tamas e Pearls de 500€ (que são manifestamente MUITO inferiores em tudo exceto no fabricante), justifico-vos porquê:

1 - Quero ter uma bateria que todos dizem que não presta e pôr a tirar melhor som que algumas baterias de 1500€ que por aí andam;

2 - É porreiro ser do contra;

3 - Não conheço nenhuma bateria que com 410 para o Birch e 620€ para o Maple ofereça cinco peças sem furos, com aros reforçados e lacradas;

4 - Porque soube à dias que os cascos usados nestas baterias saem da mesma fábrica que produz os cascos das Sonor, mesma madeira e mesmo processo;

5 - Porque são baterias para usar na rua e não estou para rebentar uma fortuna em material que vai apanhar cacetada três em pipa. E no caso da segunda, adoro roxo <3.


Volta e meia dá-me a bebedeira e compro as duas. Mas não sei bem no que me meta. Estava para comprar uma Delight no próximo ano, mas foram descontinuadas. A Prolite não me interessa tanto já. Resta-me então a Reference e se for o caso, irei para a de Birch. Mas por outro lado, a segunda é roxa <3.

Ah, questions.

Mas enfim, deu-me na cabeça para experimentar o material da Fame. Depois de ver alguns amigos que têm baterias destas e que são ridiculamente boas para o preço (uma Birch Premium destas chegou a dar show a uma Stage Custom da Yamaha, que é a melhor bateria de Birch abaixo dos 1000€ e bate muitas que andam nos 1500... O hardware é que me deixa mais reticente, mas como é vendido à parte permite-me maior flexibilidade.


Queria era ver saber quais as vossas experiências com Fame. Se, por empirismo, têm mesmo algo negativo a apontar à marca, ou se tudo se resume ao senso comum. E, a ser esse o caso, aproveito e pico algum do pessoal que vive obsecado com as marcas de topo e depois compra latas como a Imperialstar que é das piores baterias que vi nos últimos anos :D
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #2
Francisco Dias
 
Membro desde: 8-Ago-2010
Local: Lisboa
Mensagens: 99
Francisco Dias está no bom caminho
Re: Exorcismo às Fames

Tu não me compres uma bateria só para ser do contra... por amor de deus
__________________
Aka TheGumBallonDrummer
Francisco Dias não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #3
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Isso da bateria x dar uma abada a uma Y é assim tipo conversa de mesa de café que não tem qualquer fundamento.

A "abada" quem poderá dar é quem toca as baterias. A mesma bateria tocada por dois bateristas diferentes podem soar diferente, mesmo sem levarem alterações a nível de afinação.


Quanto aos cascos serem feitos na mesma fábrica da Sonor, epá... para as gamas de entrada até pode ser, afinal aquilo é tudo produzido em série e tanto fazem cascos para a Sonor, como para a Pearl, como para a Fame. Os cascos das topo de gama não são feitos na China.

Existem componentes da Fiat que são feitos na mesma fábrica que fazem para a Ferrari, mas é mais que óbvio que há ali diferenças e não me parece que se limitem ao tom vermelho.

Se vais comprar uma Fame e a achas a melhor bateria do mundo... então força. Depois mete aí uma review para que outros bateristas possam ter ideias concretas dessas Fame.


EDIT
Se as Fame valem ou não a pena?
Pelas opiniões que tenho ouvido, e algumas de pessoas que eu considero credíveis, sim, que as Fame são uma boa aposta a ter em conta para o valor e que custam.

Experiência só tenho com o hardware que não me fascina.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom

Última edição de Miguel Martinho : Ter, 15 de Janeiro de 2013 às 15:24.
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #4
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Essa parte era mais sarcasmo que outra coisa.

Vou ser franco: a questão das marcas a mim não me aquece nem me arrefece. Andei anos a tocar em coisas que envergonhariam latas de tinta e sempre me desenrasquei bem com elas. Desde que pudessem ser afinadas, a coisa marchava.

O meu principal critério para escolher uma bateria para tocar na rua é a solidez. Aros die-cast, cascos sem furos, Birch ou Maple (a última soa melhor ao vivo) e àquele preço.. Nenhuma marca oferece isto num orçamento tão baixo. 620€ por cinco peças de Maple com estes detalhes e um lacrado lindíssimo (roxo <3).

É que isto anda acima das MCX, das Select Force e de quase qualquer coisa que a Mapex faça. Temos que ir para as Renowns, Oak Custom e SC Performer para encontrar baterias com esta madeira e este acabamento. E isso surpreende-me imenso, ao ponto de querer testar.


Conheci este verão um dieb que trabalhava numa fábrica destas na Alemanha. Eles vendiam cascos à Sonor, Mapex, Premier, Fame, Millenium e uma carrada de marcas custom made. A partir do momento que ele me disse que a única diferença entre a as Meridian e as Fame era o lacrado, fiquei chocado.

Mas a coisa faz sentido se pensarmos bem. O preço final de qualquer produto reflete sempre uma série de fatores: a investigação, os custos de manutenção da empresa, a distribuição, os investimentos, custos de produção, etc.

Os custos de produção são iguais para todas estas baterias que são feitas com as mesmas madeiras. A investigação para marcas como a Fame e Millenium é zero. Os custos da empresa são baixíssimos. A distribuição não tem custos, pois é feita pela Music Store e Thomman respetivamente.

Claro que no final, o que a Pearl e a Sonor fazem com 1500€, estas empresas fazem com 600. E digo mais: um casco de 16x16 em Maple de seis camadas e com 7mm de espessura custa numa indústria de fabrico de cascos uns 40€. Depois são vendidos a 150€.

O que a Fame e a Thomman pagam pelas madeiras é o mesmo que as outras pagam. A grande diferença é que estas empresas depois não têm grandes custos para além disto, enquanto as outras têm. Até parece-me que o hardware que usam custa mais que os cascos em si. O lacrado, os triple flanged e die-cast e os logs sem contato com a madeira (mais suportes para timbalões e bombos sem furos).


E finalmente, vi uma FBP há uns meses que me deixou babado. A bateria tem mesmo um som lindo. O gajo soube quitá-la mesmo bem. Metia a Birch Custom a um canto. E aqui entre nós, eu considero as Yamaha as melhores baterias que existem, pelo simples facto de tudo nelas ser controlado pela empresa mãe, desde os cascos às ferragens. Se é Yamaha, é bom. Ponto final. É assim com as baterias, com os baixos, com os PAs, com as motos, com os motores e com tudo o raio que eles fazem.

Os nipónicos são bons a fazer três coisas: porno, anime e equipamentos tecnológicos especializados.

Última edição de Loseless : Ter, 15 de Janeiro de 2013 às 15:28.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #5
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Os cascos até tu podes comprar ao metro!!
Agora pega tu nos cascos iguais aos da Sonor e monta tu a bateria. Será que fica igual a uma Sonor?!

Bem, de qualquer maneira isto é irrelevante. Uma bateria não se resume aos cascos, tens ali muito ferro no meio que interfere em tudo.
E aqui concordo contigo acerca da Yamaha. Eu sou fã do hardware da Yamaha.


Mas repito o que coloquei depois no post de cima:
Pelas opiniões que tenho ouvido, e algumas de pessoas que eu considero credíveis, sim, que as Fame são uma boa aposta a ter em conta para o valor e que custam.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #6
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
Isso da bateria x dar uma abada a uma Y é assim tipo conversa de mesa de café que não tem qualquer fundamento.

A "abada" quem poderá dar é quem toca as baterias. A mesma bateria tocada por dois bateristas diferentes podem soar diferente, mesmo sem levarem alterações a nível de afinação.


Quanto aos cascos serem feitos na mesma fábrica da Sonor, epá... para as gamas de entrada até pode ser, afinal aquilo é tudo produzido em série e tanto fazem cascos para a Sonor, como para a Pearl, como para a Fame. Os cascos das topo de gama não são feitos na China.

Existem componentes da Fiat que são feitos na mesma fábrica que fazem para a Ferrari, mas é mais que óbvio que há ali diferenças e não me parece que se limitem ao tom vermelho.

Se vais comprar uma Fame e a achas a melhor bateria do mundo... então força. Depois mete aí uma review para que outros bateristas possam ter ideias concretas dessas Fame.


EDIT
Se as Fame valem ou não a pena?
Pelas opiniões que tenho ouvido, e algumas de pessoas que eu considero credíveis, sim, que as Fame são uma boa aposta a ter em conta para o valor e que custam.

Experiência só tenho com o hardware que não me fascina.
Miguel, quando comparo baterias, não o faço à parva. Não sou daqueles que se põe a comparar madeiras diferentes e depois dizem que uma é melhor que a outra, nada disso. Foram ambas tocadas pelo mesmo baterista e com peles de qualidade. Ambas tinham meses.

Se me perguntares qual é melhor, não hesito: uma Stage Custom é melhor que uma FBP. Mas a FBP tem um som mais agradável. A ser esse o único critério, a Fame ganharia. Mas a Stage Custom tem melhor acabamento, melhor hardware e sobretudo melhor produção. A diferença é que uma custa 410€ sem hardware e a outra custa 920€ com hardware. Se incluirmos o hardware na Fame, fica por 650€. Uma diferença de 270€.

No final, o que as separa é o preço. O que uma ganha em som perde no controlo de qualidade final. Mas nisso todas as gamas baixas e médias perdem com a Yamaha. É esse o charme da marca.


PS: Já tinha posta antes de ter dado pelo teu post. Creio ter-me explicado melhor sobre a questão dos cascos. Mas se não o fiz: é óbvio que os cascos das médias altas e altas gamas são feitos no país de origem com elevados padrões de qualidade. É isso que faz delas gamas altas. Mas para as gamas baixas, quase todas as marcas são iguais. Salvam-se a PDP e a Yamaha que têm outros controlos de qualidade (mesmo que as PDP sejam produzidas no México).

Loseless adicionou o seguinte texto, 4 minutos e 27 segundos depois:

Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
Os cascos até tu podes comprar ao metro!!
Agora pega tu nos cascos iguais aos da Sonor e monta tu a bateria. Será que fica igual a uma Sonor?!

Bem, de qualquer maneira isto é irrelevante. Uma bateria não se resume aos cascos, tens ali muito ferro no meio que interfere em tudo.
E aqui concordo contigo acerca da Yamaha. Eu sou fã do hardware da Yamaha.


Mas repito o que coloquei depois no post de cima:
Pelas opiniões que tenho ouvido, e algumas de pessoas que eu considero credíveis, sim, que as Fame são uma boa aposta a ter em conta para o valor e que custam.
Epa, já pensei seriamente nisso. Se conseguisse encontrar um bom site de venda de cascos, fazia-a eu mesmo. O problema é que não sei lacrar baterias :P Teria que ir para acabamento natural envernizado e isso não ficaria grande coisa.

Estás correto na afirmação que fazes sobre a diferença entre as marcas se resumir a mais do que os cascos. Concedo-te toda a razão nisso. Mas mete dois cascos iguais de duas gamas equivalentes e o mesmo hardware e mesmas peles. Soaram quase ao mesmo (o processo de acabamento, quer seja natural ou lacrado, confere sempre uma pequena diferença à sonoridade, mas é mínima).

Agora, também é preciso ter em atenção as gamas da Fame. As premium são muito boas para o preço. As standard são boas. As restantes são aquilo que pagamos. A mesma treta que as CB, Powerbeats e outras equivalentes.

Última edição de Loseless : Ter, 15 de Janeiro de 2013 às 15:43. Razão: Mensagem automaticamente fundida/mesclada pelo sistema.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #7
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
A diferença é que uma custa 410€ sem hardware e a outra custa 920€ com hardware. Se incluirmos o hardware na Fame, fica por 650€. Uma diferença de 270€.
Então a diferença de preço nem é assim tanto como isso, porque o hardware da Fame nem se compara com o da Yamaha.
Portanto, se pegares numa Fame sem hardware, comprares hardware Yamaha para ela, se calhar a diferença final nem é assim tanto que te compense a Fame!! Ou estou errado?!
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #8
Pipó
 
Membro desde: 25-Jan-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 1.973
Pipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Eilá!!

A ver se consigo ajudar:

Fame tem do bonzito ao muito mau.. tem do bom ao mediano e do mau ao péssimo.. tal como muitas marcas de venda exacerbada e às quantidades.

De facto as gamas baixas e médias da Sonor são feitas pela Mapex.

Quanto à yamaha só as Maple Custom, Birch Custom e PHX são feitas no japão. Oak é feita em Taiwan e todo o resto é china incluindo a stage.

A PDP já não é feita no México, a fábrica fechou e é a DrumCraft que está a fazer toda a gama PDP.

Errado dizer se que a Stage Custom Birch é a melhor bateria em birch abaixo do 1000€!! Erradíssimo.. tens uma DrumCraft Series 6 em Birch com todo o hardware para 880€ que é uma fantástica bateria para o preço.

Quereres tirar som de uma bateria dessas melhor som do que uma de 1500€ só se meteres um gajo que não sabe sacar o minimo som da de 1500€, porque se puseres o mesmo gajo as duas claro que ele vai sacar melhor som da mais cara..

Mas pergunto eu.. tudo é som??? E a qualidade dos materiais empregues? E a bateria perder a afinação com 3 marretadas? A madeira é o mais barato de uma bateria e o que faz uma bateria cara é a qualidade dos lugs, aros, parafusos, etc e a qualidade do bearing edge.
Decerto também reparaste que uma bateria a partir dos 1500€ vem com o casco todo polido, bearing edges envernizados, boas peles, boa cromagem das peças, etc e uma Fame não. Quando tiras da caixa tudo bem, depois começa a fazer estrada e olá ferrugem, olá parafusos a desapertar a tocar..

E eu sou daqueles que acha que se é para andar na estrada é que se deve ter uma boa bateria para aguentar.. agora se é para ter em casa para que serve ter uma DW ou uma SQ2? para tirar fotos e meter no facebook??
Um baterista que anda na estrada quer ter confiança no material que usa e saber que nada lhe vai acontecer. Tudo bem anda à porrada? então não escolhemos acabamento lacado.. escolhemos wrapping que aguenta pancada e nao risca e que podemos mudar para outro quando quisermos. Temos o som lá todo, a qualidade lá toda, e temos um acabamento que nos permite estar um pouco mais descansados com riscos e pancadas.

Das Delite ainda te arranjo umas duas novas a estrear apesar da Prolite estar no activo.

Do caso dos aros die-cast pelo visto continua o mito que por "ter aros die-cast é melhor"...ERRO... e mais erro é ter aros die-cast numa bateria barata, isto porque um die-cast não tem flexibilidade e não acompanha e "dobra" perante um bearing edge que nao esteja perfeito..a pele não encosta convenientemente e a afinação tá quieto..

Um Pressed dobra e permite que a bateria respire mais, com mais ressonância e a acompanhar o aro da pele a dobrar em cima do bearing edge e a encostar convenientemente..
Para além de que nem se compara um aro die-cast da Fame com um aro die-cast da yamaha ou outra marca boa.. só a cromagem, qualidade do aço, etc. Se fôr preciso o da fame é soldado..

Olhamos para marcas como a DW, Craviotto, Brady, Canopus, etc e nunca vemos baterias com Die-Cast..
Já nas tarolas acho que faz sentido porque são afinações bem mais apertadas e permite ter um rimshot mais agressivo e com um grande crack.

Acho também que se o orçamento é até 1500€ nunca se deve ir para marcas muito conhecidas.. porque pelo mesmo valor temos mais por menos, nas marcas menos conhecidas.. exemplos da Drumcraft, Odery, Natal, etc.

Agora não queiram sacar o mesmo som e qualidade de uma bateria de 600 para uma de 2000 ou 3000€, é que nem é comparável.. só a qualidade de construção não tem nada a ver.. daí que quando vêm aqui à loja e tocam na SQ2, numa Canopus ou DW vêem logo a diferença no som e qualidade para qualquer outra bateria..

No fundo é uma questão de dinheiro e de sermos cagões das marcas ou não.. se tivesse 1000€ para gastar nunca iria para uma tama, pearl, yamaha, etc nunca.. agora se é para comprar uma starclassic, uma masters ou uma maple custom muito bem, apoio!! agora as gamas baixas/médias destas marcas nunca.. levam menos por mais só pelo logotipo..

Agora claro está estamos em Portugal, o país das vaidades.. se diz YAMAHA na pele já dá outro status, nem que seja uma bateria feita na mesma fábrica que uma fame..

Abraços
Pipó não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #9
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

´
Citação:
Mensagem Original de Miguel Martinho Ver Mensagem
Então a diferença de preço nem é assim tanto como isso, porque o hardware da Fame nem se compara com o da Yamaha.
Portanto, se pegares numa Fame sem hardware, comprares hardware Yamaha para ela, se calhar a diferença final nem é assim tanto que te compense a Fame!! Ou estou errado?!
Quando me refira ao hardware, referia-me aos lugs, aros e pernas. Não aos suportes e pedais (esses sim, são fraquinhos. Para tocar em casa são muito bons, ou até em estúdio e sala de ensaio. Mas não recomendo usarem hardware da Fame na rua durante muito tempo).


Pipó, obrigado pelo comentário.

Esta bateria será para usar na rua, mas em concertos baratos. Não irá para palcos. Voltei a tocar bateria recentemente depois de um interregno de três anos (escusado será dizer que a técnica foi-se toda p'ó galheiro) e irá demorar até tocar novamente alguma coisa que justifique ter uma boa bateria. No próximo ano, se for mesmo necessário, comprarei uma coisa mais porreira (ainda choro por causa da Delight ter sido descontinuada, mas pronto, volta e meia daqui a um ano ainda tens uma na loja :P)


Apenas quero desmistificar uma ou duas coisinhas. A Yamaha tem fábricas offseas, certo. Mas eles controlam a produção nessas fábricas. Continua a ser uma fábrica da Yamaha e não uma fábrica que produz cascos em massa que depois são comprados pelas marcas e montadas num sítio qualquer, resumindo-se os testes de qualidade a medições de lote e a olho nú peça-a-peça. A Yamaha não é a única que o faz, verdade seja dita. A PDP, a Ludwig e a Dixon também o fazem (esta última nem tenho muita certeza, posso estar errado).

As marcas mais comuns preocupam-se com a qualidade a partir dos 2000€. Até lá, a difereça resume-se ao hardware da bateria (lugs, aros e pernas). E aí concedo-te toda a razão. Apesar das ferragens que a Fame usa nestas baterias serem as mesmas que se usam nas marcas baixas da Sonor, Mapex, Premier e outras tantas (ou seja, tudo mau), é bom o suficiente para aguentar bem estimada. E dou-vos o caso da minha primeira Sonor 500 e qualquer coisa, que tem uns 13 anos (give or take), já está no seu quarto dono (comprei-a em segunda mão, vendia-a a um dieb que agora vendeu a outro) e continua em bom estado. Apesar do hardware ser fraquinho. E a desgraçada conta com mais de 300 atuações em cima. Eu usei-a em praí 100, o terceiro dono não parou durante três anos com ela e o novo ainda mal tocou.

Eu sou o tipo de gajo que tem tanta paneleirice com o material que os meus colegas de banda quase me enfiavam um tútú pela cabeça. Nunca tive um problema de hardware maior que ter perdido uma rosca (e mesmo assim sou bicha ao ponto de ter quatro ou cinco roscas suplentes :P)

E os die-cast para mim são um must porque numa bateria baixa não procuro tanto qualidade de som como procuro solidez. Tenho plena noção que triple-flanged é melhor que die-cast em qualidade de som (tirando na tarola por causa dos rimshots) mas neste caso dá-me mais jeito (e recomendo a todos os amadores que queiram uma primeira bateria).

Quanto ao que dizes sobre os vernizes e as edges, pelo que vi da FBP de um amigo meu, são melhor tratadas do que pensamos. As edges foram polidas à mão (diz ele que é carpinteiro :P) e tinham um produto qualquer de tratamento. Não era verniz, mas presumo que o efeito seja o mesmo.


Para terminar, não quero contradizer-se, mas há gamas bem caras que não reconheço qualidade nelas que justifique aqueles preços. É o caso da MCX. Já fiz som a meia dúzia delas e estive para comprar uma. São boas. Se custassem 1500 com hardware seria um bom negócio. Mas 1700 sem hardware é demasiado.


Mas repito e afirmo, no caso da FMP, a desgraçada consegue ter melhor som micada que uma MCX. Também fiquei estupefacto. Sabia que as FMP eram boas para o preço, mas nunca imaginei que fossem comparáveis a uma MCX. Está bem, perde no hardware. Mas eu não irei usá-la ao ponto dos lugs e aros começarem a dar o berro. E falando nisso, as Referece têm tido mais problemas de hardware que o caraças. E são uma bateria de alta gama (ou média alta, conforme os critérios). Lugs partidos são aos pontapés. Até vi no outro dia um aro da tarola partido. Um aro partido ao meio, sem mossas. Até me caíram as frutas ao chão.


Estava indeciso entre a X7 e a FMP. No final, a FMP até fica ligeiramente mais cara. Para ter cinco timbalões na FMP tenho que gastar 850€. Mais os suportes para estes. Mas o bombo não tem furo, a tarola é MUITO melhor (digo-vos que a melhor coisa da bateria é mesmo a tarola. A minha tarola da Delight era melhor, mas não muito melhor que esta) e tenho mais flexibilidade no material. Claro que a FMP tem uma desvantagem: os lugs não têm o sistema de precisão das PDP, mas isso é o menos.

Quanto à DrumCraft, conheço a marca, mas não muito bem. Não recordo ter-me cruzado com uma.


Mas também vos digo isto: se comprar esta coisa e vir algum problema (e acreditem que sou mesmo bicha com esta coisas), vai recambiada para a Alemanha no mesmo dia. Quando chegar já tenho as peles à espera. Se soar mal, goodbye. Mando vir uma PDP CM7 que me lixo (outra das razões que me fazem comprar esta e não uma X7 ou CM7 é ter apenas um timbalão de chão. DETESTO timbalões de chão).


PS: Não sabia que as PDP tinham saído do México :O

PPS: O facto de ser da Yamaha não faz uma bateria valer mais automaticamente. Mas é das poucas marcas de bateria que oferece um controlo de qualidade nas baixas gamas que nenhuma outra marca oferece. E não o fazem apenas nas baterias, mas em todos os instrumentos. E mais: um amigo meu tem endorsment deles e quando foi escolher um brinquedo novo o representante da Yamaha ia-se passando com ele quando o moço começou a fazer rudimentos e acentuações. "Yamaha é para bater com força! As nossas baterias não servem apenas para fazer festinhas." E isto diz tudo. Quando encontrar outra marca que ofereça nas gamas baixas o que eles oferecem, aí sim, passarem a dar-lhes tanto crédito como dou à Yamaha. E aqui entre nós, ainda hoje não sei porque descontinuaram a YD. A bateria tinha um som fantástico para aquele preço. Eu quase que pagava para fazer-lhes som.

Última edição de Loseless : Ter, 15 de Janeiro de 2013 às 20:04.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #10
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
´

Quando me refira ao hardware, referia-me aos lugs, aros e pernas. Não aos suportes e pedais (esses sim, são fraquinhos. Para tocar em casa são muito bons, ou até em estúdio e sala de ensaio. Mas não recomendo usarem hardware da Fame na rua durante muito tempo).
Ah, ok. Pensei que estavas a incluir o hardware todo além das ferragens da bateria.
E sim, o hardware Fame é o que é, mas claro que dá para ensaios/aplicações fixas (o grande mal deste harware é que ganha folgas rapidamente e em utilizações intensivas de monta/desmonta aparecem os problemas).
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Ter, 15 de Janeiro de 2013   #11
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Esteve a ver a DrumCraft e fiquei deveras impressionado. Só gostava de saber quanto é que um set particular custa.

Devo também acrescentar algo sobre a minha escolha:


Estava inclinado para comprar a Stage Custom. Um amigo recentemente adquiriu uma e parece que com o passar dos anos estão cada vez melhores. Admito que são muito poucas as baterias em Birch que me deliciaram tanto como esta (mesmo nas altas gamas). A Yamaha tem mesmo um dom para trabalhar Birch.

Infelizmente, a bateria é mais cara do que gostaria de gastar. Cinco timbalões + hardware ficariam por uns 1300€. Por outro lado, a FBP (que soa quase tão bem como esta) custa 900€ com o mesmo set up (mas sem furo no bombo).

Mas como até prefiro Maple, irei para a FMP que fica bem mais barata. Encontrei este set à venda na semana passada e fiquei sem dúvidas possíveis: http://www.musicstore.de/pt_PT/PTE/_...-HW/art-DRU033


Podem dizer que o pedal não é grande coisa, o que será verdade. Mas ainda assim parece-me ser bastante robusto e é apenas isso que peço. Os pratos são fraquitos, mas eu iria sempre comprar uns ZBT de qualquer forma, pois existem várias ocasiões em que tenho que deixar outros bateristas tocar e alguns deles são mais pedreiros que os maçons. Os suportes poderiam ser melhorzitos, mas pronto, é o que há e se me der a pancada logo compro a rack que irei utilizar com a minha próxima bateria.

Com mais dois timbalões e os respetivos suportes, esta bateria fica por 1350€. O que permite gastar mais 200€ em forras para safar a coisa. E é só tocar.

Para ter o mesmo equipamento com a Stage Custom, teria que rebentar uns 1900€.


E É ROXAAAAAA <3
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #12
enes

 
Membro desde: 8-Fev-2008
Local: esposende/ caracas VEN
Mensagens: 3.911
enes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luzenes é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

peco desculpa, aterrei de para quedas....

andar na rua com uma bateria de 5 toms ?? ferragens ect ???

se for para andar na rua era so com tarola, bombo, hihat e um splash...

agora vou ler o post todo...
__________________
nop... nada... rien... niente... napa de assinatura.
enes não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #13
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Exclamação Re: Exorcismo às Fames

Pipó, a Yamaha faz todas as Stage Custom na Indonésia! Podes ver nas etiquetas:











E em relação ao hardware, sei eu que as peças são todas fabricadas na fábrica de motos (também na Indonésia). Agora se os tripés e os pedais são montados fora da Indonésia, isso já não sei dizer.

Mas não poderia estar mais de acordo em relação ao facto da Yamaha ter um dos melhores controlos de qualidade sobre o hardware. (sem desfazer as outras marcas, obviamente)
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #14
Pipó
 
Membro desde: 25-Jan-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 1.973
Pipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
Esteve a ver a DrumCraft e fiquei deveras impressionado. Só gostava de saber quanto é que um set particular custa.

Devo também acrescentar algo sobre a minha escolha:


Estava inclinado para comprar a Stage Custom. Um amigo recentemente adquiriu uma e parece que com o passar dos anos estão cada vez melhores. Admito que são muito poucas as baterias em Birch que me deliciaram tanto como esta (mesmo nas altas gamas). A Yamaha tem mesmo um dom para trabalhar Birch.

Infelizmente, a bateria é mais cara do que gostaria de gastar. Cinco timbalões + hardware ficariam por uns 1300€. Por outro lado, a FBP (que soa quase tão bem como esta) custa 900€ com o mesmo set up (mas sem furo no bombo).

Mas como até prefiro Maple, irei para a FMP que fica bem mais barata. Encontrei este set à venda na semana passada e fiquei sem dúvidas possíveis: http://www.musicstore.de/pt_PT/PTE/_...-HW/art-DRU033


Podem dizer que o pedal não é grande coisa, o que será verdade. Mas ainda assim parece-me ser bastante robusto e é apenas isso que peço. Os pratos são fraquitos, mas eu iria sempre comprar uns ZBT de qualquer forma, pois existem várias ocasiões em que tenho que deixar outros bateristas tocar e alguns deles são mais pedreiros que os maçons. Os suportes poderiam ser melhorzitos, mas pronto, é o que há e se me der a pancada logo compro a rack que irei utilizar com a minha próxima bateria.

Com mais dois timbalões e os respetivos suportes, esta bateria fica por 1350€. O que permite gastar mais 200€ em forras para safar a coisa. E é só tocar.

Para ter o mesmo equipamento com a Stage Custom, teria que rebentar uns 1900€.


E É ROXAAAAAA <3
Se tens amigos pedreiros os ZBT vão embora num ensaio... depois lá vais comprar outro set e vais gastar mais dinheiro... se tiveres amigos pedreiros compra logo um set em B20 porque pratos em latão vai tudo ao ar.. se a malta a tocar fosse calminha, mesmo os ZBT soando mal, ainda se íam aguentando..agora com malta da pedrada vão ao ar rapidamente..
Daí eu nao compreender porque é que salas de ensaio preferem ter pratos em latão a pratos em bronze.. se é para rebentar pelo menos os bronze duram um bocadão mais.. basta eles terem cuidado ( que não têm ) com os feltros, hastes centrais, etc e nem que seja dar umas dicazinhas a quem lá vai ensaiar e pode não ter tanta experiência.

A reference é a bateria mais dificil de afinar que já pus as mãos em cima.. e é unânime entre vários bateristas que as têm com quem falei.. a mistura de madeiras, espessuras e diferentes construções tornam aquilo anti-afinação fácil.. já uma pearl estilo masters é muito mais fácil de afinar e soam muito bem.

Da yamaha e das stage custom fiquei de pé atrás quando tive uma Stage Custom, bateria nova que usava para estudar, e a bateria vinha com os bearing edges completamente tortos.. levei ao Alexandre Zuk e ele ficou também impressionado como era possivel aquilo estar assim, refez os bearing edges todos e a bateria passou a soar bem e a ser de fácil afinação.

Madeira, dás me de facto um novidade e agradeço-te.. como tive uma que nada dizia quanto à origem de fabrico e a qualidade era meia duvidosa julguei que de facto era China.. Não sabia que as recentes seriam Indonésia.. vá lá..também china ou indonésia não difere muito

Eu só acho que a malta compra muito a marca e pouco o produto propriamente dito.. o exemplo mais crasso são as catalinas que de Gretsch só tem mesmo o logotipo.. porque o verdadeiro som fantástico Gretsch é tudo o que é EUA.

Hardware Yamaha sem dúvida muito bom mesmo.

Abraços!
Pipó não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #15
Madeira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Portimão
Mensagens: 7.606
Madeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luzMadeira é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Pipó Ver Mensagem
Madeira, dás me de facto um novidade e agradeço-te.. como tive uma que nada dizia quanto à origem de fabrico e a qualidade era meia duvidosa julguei que de facto era China.. Não sabia que as recentes seriam Indonésia.. vá lá..também china ou indonésia não difere muito

Eu só acho que a malta compra muito a marca e pouco o produto propriamente dito.. o exemplo mais crasso são as catalinas que de Gretsch só tem mesmo o logotipo.. porque o verdadeiro som fantástico Gretsch é tudo o que é EUA.
Pipó, desde que a TAMA mudou a sua fábrica do Japão para a China, eu diria que as regras passaram a escrever-se de outra forma... China deixa de ser definitivamente sinónimo de baixa qualidade... (e isto mesmo CONCORDANDO plenamente sobre o que dizes quanto às Gretsch catalinas...)

É que a TAMA agora fabrica as STARCLASSIC na CHINA!

E 'juram' a pés juntos que os 'standards' de qualidade da fábrica na China já chegaram onde eram suposto terem chegado, e por isso, a produção das Starclassic passou integralmente para lá... (excepto nas 100% bubingas)


Citação:
Mensagem Original de Pipó Ver Mensagem
Hardware Yamaha sem dúvida muito bom mesmo.
Actualmente é o meu hardware de eleição. Há muito hardware equivalente de outras marcas, mas a questão do hardware Yamaha é que é mesmo TODO ele coerente com os mesmos níveis de qualidade (seja no de entrada de gama, seja no de topo de gama)
__________________
- Se precisares de contactar um Membro da Equipa de Gestão, clica aqui.
- Antes de abrires um assunto novo, usa o sistema de pesquisas.
> Queres apoiar este fórum? Clica aqui e participa! <
Madeira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #16
joaocadete
 
Membro desde: 4-Jul-2009
Local: mafra
Mensagens: 382
joaocadete será famoso em breve
Re: Exorcismo às Fames

boas eu ja comprei material fame, o banco passado 2 anos partiu na soldadura e era rijo pa cacete, custou 40 eur mais ou menos, o pedal toquei com ele 2 anos e meio sempre e partiu uma peça junto ao rolamento mas tambem custou cerca de 40 eur, é o que tem a pranxa vermelha. o pedal nao era nada mau mesmo.

Ainda hoje tenho os tripes de pratos e tarola e ja la vao cerca de 3 anos e tal e estao para durar, mas tambem nao os aperto e desaperto muito.

O tripe de choque por culpa minha dobrei o ferro que prede aos pratos mas trabalha na boa e eram bem bons.

Ja ouvi falar bem das tarolas que sao bem porreiras para o preço.

Eu nao comprava uma bateria fame porque depois passado uns tempos se for vender ninguem compra. Mas pelo preço parace me bem bom.
joaocadete não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #17
Isidro Paixao
 
Membro desde: 14-Mar-2010
Local: Bratislava
Mensagens: 392
Isidro Paixao é uma jóia em brutoIsidro Paixao é uma jóia em brutoIsidro Paixao é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

mosso atão má que geitos , tu que gostas tanto da yamanha dá um vista de olhos neste anuncio ,

concerteza ficarias mais bem servido , depois era só acrescentares os toms que queres ,


http://www.bateristaspt.com/forum/sh...ad.php?t=31371
__________________
"Another day Another dollar"
Isidro Paixao não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #18
JoãoCampos
 
Membro desde: 11-Fev-2008
Local: Aveiro
Mensagens: 1.300
JoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luzJoãoCampos é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Há alguns pontos que gostava de salientar:

- Como disse o Pipó, Die Cast não é sinónimo de qualidade. Eu sou dos que prefiro não usar. Batalhei e procurei muito até encontrar o kit que tenho hoje porque as novas versões para além de terem aligeirado as camadas de madeira mudaram o sistema de ferragens (falo das MPA ao invés das MP). Die cast mandam uma prensa maior e na minha opinião cortam o leque de afinação .

- Principio da qualidade paga existe, nem tudo é overpriced. Antes de chegar à marca com que toco hoje passei por algumas outras entre elas marcas menos conceituadas e o baixo preço reflectiu-se em live stage cairem parafusos e baterias desafinarem em 15 minutos . Prefiro dar mais dinheiro e ter material no qual eu confio o meu trabalho, seja em baterias, pratos ou mesmo hardware. Algumas marcas como é mais que sabido têm processos exigentes de envelhecimento de madeiras que lhes dão o carácter final, outras simplesmente usam os mesmos cascos que outras 300 e temos um som standart.

- Baterias boas são para se usar. Dar 3000 euros por um grande kit para ter em museu e andar com um de 600 na estrada é mau investimento. Com o grande investimento aumenta também a nossa responsabilidade sobre o nosso material, nunca deixei que ninguém me montasse as baterias .

- Grande parte de nós como bateristas / músicos está no nosso som . A expressão de "um bom baterista até com mau material soa" é falsa. Ter um grande som é parte integrante do nosso espectáculo, devemos carregar connosco um pack completo de performance e som.

- Usar Yamaha não é sinal de cagança (desculpa amigo Pipó). Já passei por uma Oak Custom e agora a Maple Custom e nunca lhes meti um logo à frente porque não lhes devo nada, ainda assim uso porque secretamente amo a marca pelo rigor e performance do seu material, robustez e porque em todo o tempo que usei em momento algum me falhou (ao invés de outros kits e tarolas que já tive). É como usar macintosh, sou utilizador à 7 anos e agora como virou moda sofro discriminação por toda a gente desejar pelas razões erradas. Yamaha é a mesma coisa, há muita gente que usa cegamente (não era a stage custom que tinha um caso de lugs partidos? )

- Chega ao fim e somos todos livres de fazermos as nossas escolhas e apesar da qualidade explícita há factores como o peso da marca que nos auxiliam se um dia nos quisermos desfazer do material. Uma DW, uma yamaha quase não desvaloriza, uma fame para além de teres que praticar preços ridiculamente baixos em segunda mão tens sorte se conseguires vender.


Marcas boas há muitas, e marcas más também. Se elas estão nesses patamares é porque algo as conduziu lá .

By the way, excelente texto por parte do pipó. Assim vale a pena.

Abraço !
__________________
MISSOM
JoãoCampos não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #19
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de JoãoCampos Ver Mensagem
Yamaha é a mesma coisa, há muita gente que usa cegamente (não era a stage custom que tinha um caso de lugs partidos? )
Sim, a Yamaha com o sistema rápido para troca de peles teve problemas de durabilidade - a versão em liga plástica que tinham partiam com facilidade (muito bom sistema mas a nível de fabrico era fraco).
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qua, 16 de Janeiro de 2013   #20
Diogo Pereira
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Porto
Mensagens: 254
Diogo Pereira é uma jóia em brutoDiogo Pereira é uma jóia em brutoDiogo Pereira é uma jóia em brutoDiogo Pereira é uma jóia em brutoDiogo Pereira é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Pah, Loseless, tu gostas mesmo de fazer render o peixe. Muito bem

Eu tive uma tarola Fame que vendi aqui no fórum (o comprador que se manifeste já agora), uma Birch Custom ou lá o que era, já não me lembro. Em termos de som, sim, era uma tarola muito boa (especialmente para o preço a que são vendidas). Construção? A parte da madeira tem um bom acabamento. Os lugs são relativamente standard. O que menos gostei: o throw-off, achei-o fraco, o bordão e o que não gostava era mesmo os aros die-cast.

Eram aros die-cast na forma, na construção, confesso que a qualidade do cromado e aro no geral deixa a desejar (por falar nisso, como se encontra a tarola?), quando comparado com baixas gamas Pearl, Sonor e afins. Isto são factos. A tarola com as peles apropriadas soava nas horas, deu uma série de concertos sem desiludir e gravou o último álbum de Holocausto Canibal.

Agora, tive de comprar um bordão decente (um Puresound), umas peles decentes (Evans) e tive sempre muito cuidado a transportá-la e afinar. Ao todo, em peles e bordão gastei quase tanto quanto o preço da tarola. Compensou? Sim, compensou, mas não me encheu as medidas.

A estória de kit barato para a estrada e kit bom em casa é treta pegada. Como já se disse, se vais investir e queres ter qualidade, tens de puxar dos cordões à bolsa. A bateria é bonita sim, fica bem em roxo. Os tripés concordo que são bons, utilizo há uns anos um tripé de hi-hat que nunca me deixou ficar mal. Pedais de bombo desconheço, mas a mim não me vendiam um certamente.

Yamaha? Marca excelente até há uns anos atrás, pelo menos na MINHA experiência. Os kits Maple Custom, as Recording Custom e afins dessa gama são baterias monumentais, sempre quis ter um Recording Custom (e ainda vou ter ehehe), toquei com várias. No caso dos tripés, sim senhor. Pedais? Bem, entre o meu FP720 de 1900 e carqueja e o meu DFP9415 (aka Flying Dragon) de 2003 a etiqueta do "Made in" fez toda a diferença. Made in Japan? Material confiável, de qualidade equiparável ao porno japonês (sim, não estás sozinho nessa área) . Made in Indonesia ou lá o que é? Duvidoso, tipo filmes dos Bang Bros.

Gostos são gostos e podem ser discutidos. Se queres comprar a Fame, força nisso, creio que neste tópico já foi feito e refeito o exorcismo Às Fame, não vejo é sentido em continuar esta discussão do quem fabrica e do quem ****, vai tudo dar no mesmo. O que é bom e seguro paga-se bem, o resto ou são raras excepções - Drumcraft, tenho uma série 8 em Birch e é um monumento de bateria, de som, de qualidade de construção, de design, de tudo, uma Bateria com B grande, bem ao nível de uma Recording Custom (porque já toquei ao vivo e já gravei com mais que uma dessas) e a metade do preço o shell set - ou então material com o qual podes vir a ter dissabores mais tarde.

Vai pelo Pipó nas Drumcraft (e por mim, o fórum está populado de vídeos do meu maquinão a bombar - aqui por exemplo http://www.bateristaspt.com/forum/sh...ad.php?t=31299 - e há um tópico com fotos de autêntica pornografia baterística aqui - http://www.bateristaspt.com/forum/sh...ad.php?t=27228). Comprei há pouco um tarolão Odery Eyedentity em Bubinga e se não me engano, a Odery também pratica preços bem generosos para a soberba qualidade que apresenta.

Conselho pessoal: investiga bem a secção de classificados aqui do fórum, podes construir um bom kit com material bem superior e provavelmente a um preço semelhante ou aproximado aos preços que mostraste por aqui.

Fica a minha posta de pescada
__________________
[ex D-Ogre]
Diogo Pereira não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #21
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Um gajo passa um dia sem vir cá e isto está mais animado que a praça ao sábado de manhã :P Entretanto isto virou uma discussão filosófica sobre compra de baterias (e está bastante interessante, confesso).


Acerca do local de fabrico dao equipamento, o país não interessa. Interessa sim a forma como são produzidos e controlados. As gamas de topo produzem-se no próprio país porque estão-se nas tintas para o preço. As peças são inspecionadas uma a uma para certificar a qualidade e se não passarem são derretidas para fazerem novas. Tão simples quanto into. E este processo pode realizar-se em todos os países do mundo. Não é a posição geográfica do fabrico do equipamento que lhe confere propriedades supra normais.

Depois chamo-vos a atenção para outro facto de extrema importância: A Pearl, Tama, Sonor, Mapex, Premier e mais uma dúzia de marcas, não produzem o hardware das baterias de média gama para baixo (salvo raras exceções). Eles compram-no a fábricas que produzem toneladas de equipamento para tudo quanto é marcas. Tal igual como os cascos. A marca que fabrica os aros e lugs para marca A pode fabricar para marca B. A úncia diferença é o tipo de hardware que cada gama utiliza. Die Cast, Triple Flanged, Low Mass Lugs, etc. É por aí que eu corro riscos com marcas brancas. Elas perdem no controlo de qualidade, mas eu ao desempacotar a bicha sei apalpá-la de alto a baixo (isto tem um som tãaao pervertido...)

Para quem nunca abrium uma bateria e não tem experiências com aros e lugs, sim, é complicado comprar uma bateria de uma gama sem controlo de qualidade apertado, pois dificilmente detetará as falhas, como as edges desalinhadas que o Pipó apanhou. (Nesse caso a Yamaha ficaria mais que feliz em trocar-ta. Eles são mais chatos com essas coisas que nós. Parece que é blasfémia para os Japoneses venderem material defeituoso).

E Madeira, as Starclassic serem produzidas na China, no Gabão ou na Bratislávia é tudo o mesmo. Eles continuam a ter técnicos altamente especializados no final da linha de montagem (e no início também) com ultrasons, paquímetros e tudo quanto é aparelho para medir e aferir a qualidade final do produto. Se não estiver bom, vai de volta. E estes técnicos volta e meia até são os mesmos que trabalhavam no Japão que tiveram que ir recambiados para a China de modo a não serem despedidos...

E concordo contigo sobre o hardware da Yamaha. A DW tem ferro do melhor, mas também pagas do mais caro. A Yamaha oferece por 100€ um suporte que a DW oferece por 170€. Eventualmente o da DW será melhor, mas ao ponto de custar mais 70€? Duvido que seja assim TÃO melhor...


Aproveito também para explicar-me melhor acerca de duas saídas minhas que podem dar azo a interpretações menos fies: a bateria é para andar na rua, mas em concertos baratos, metade deles à borla. Eu não me importo de fazer borlas de vez em quando, mas não me vão ver levar A-Customs nem AAX para tocar à pala... E ainda por cima com gajos caceteiros a tocar duas ou três músicas por noite. Confesso que não sabia que os B20 eram mais sólidos que os ZBT. Presumia o contrário até, mas neste caso o set trás ZBT e para comprar outros prefiro comprar logo AAX ou A-Custom.

Diogo Pereira, eu sou o primeiro a admitir que esta Fame não será para durar muitos anos. Daí que até tenciono usá-la por uns dois anos na estrada e depois enfiá-la em casa para ficar em estúdio ou simplesmente para ensaio. O problema é que não quero gastar mais que 1300€ numa bateria para este efeito. Se fosse só para a estrada e não precisasse de nenhuma para ter em casa ou na sala de ensaio, tudo ótimo. Comprava uma Delight ou uma Maple Custom e estava safo. Mas como não se trata disso, com estes 1300€ tenho tudo, mas mesmo tudo. Enquanto se fosse para a Stage Custom (e acreditem que eu mais que muitos tenho um fascínio por elas) teria que gastar mais umas centenas pelo menos. Claro que duraria mais, mas esta em casa aguenta uma vida.


Eu tenho um carro para comprar, uma carta de condução para pagar, 1000€ em propinas para gastar e quase isso em despesas médicas. Tudo isto até junho. Se vou pôr-me em aventuras com Yamahas, volta e meia vou tocar com a bateria às costas lol. E outra coisa, eu não sou um baterista propriamente dotado. Tenho alguma capacidade de execussão, ao ponto de tocar coisas complexas, mas não sou técnicamente dotado (confesso que também foi muito pouco o meu investimento na técnica, pelo que honestamente não sei se até poderei ter algum potencial na área). Pelo que comprar algo que esteja acima da minha fasquia parece-me... Desadequado? Daí não comprar logo uma bateria de 3000€. Deixem lá tocar durante um ano para ver se se justifica. Não quero ser daqueles gajos que mal sabem pegar nos paus e já têm DWs.

Não me tentem, por favor, não me tentem :P


PS: Eu vi essa YD e conheço-a muito bem. É das minhas baterias preferidas. Se estivesse disposto a comprar uma bateria em segunda mão, comprava essa já ontem. Mas todo o material que tive até hoje foi em segunda mão e está na altura de comprar algo novo.


Agora, se alguém me conseguisse dizer quanto uma DrumCraft serie 8 em Maple custaria com 10 12 14 e 16 + bombo de 22, ficaria extremamente agradecido. Ainda que por estimativa.


Acho que respondi a tudo. Caso me tenha esquecido de algo apitem.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #22
DumDumDa!
 
Membro desde: 30-Out-2008
Local: Vila Nova de Gaia
Mensagens: 327
DumDumDa! será famoso em breve
Re: Exorcismo às Fames

o preço das drumcraft tens aqui:
http://www.grooveitup.pt/

De qualquer forma podes perguntar ao pipó que ele diz-te...
DumDumDa! não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #23
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Agora que as Delight foram descontinuadas, as Reference pesam muito e as Maple Custom são caras com'ó "pénis muito grande", creio que estas DrumCraft me interessem.

Esta chamou-me à atenção: http://www.grooveitup.pt/produtos/ba...-22-maple.aspx

O problema é que é ligeiramente cara para o que queria gastar neste momento. Até porque adicionando um quatro timbalão a coisa facilmente passa dos 1600 e tal e isso é muito pesado para mim neste momento. Mais as forras e pratos, ficava a bater nos 2000+

Parece-me uma ótima escolha para daqui a um ou dois anos, mas por agora é demasiado para a minha carruagem.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #24
Tomcat
 
Membro desde: 20-Fev-2008
Local: Ilhavo/Lisboa
Mensagens: 520
Tomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixe
Re: Exorcismo às Fames

Ora boas!
Deixa-me comentar uma coisa ou outra:

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
Acerca do local de fabrico dao equipamento, o país não interessa. Interessa sim a forma como são produzidos e controlados. As gamas de topo produzem-se no próprio país porque estão-se nas tintas para o preço. As peças são inspecionadas uma a uma para certificar a qualidade e se não passarem são derretidas para fazerem novas. Tão simples quanto into. E este processo pode realizar-se em todos os países do mundo. Não é a posição geográfica do fabrico do equipamento que lhe confere propriedades supra normais.
Concordo, contudo o preço é relevante mesmo nas gamas de topo. Fazendo a analogia ao mundo automóvel, sendo, digamos, um audi a8 montado na alemanha, tem do melhor que a audi sabe fazer mas tem sempre que justificar o seu preço face a um bmw 7 e mercedes S, senão não vende, ninguém compra e não rende. No entanto, concordo que não é por um VW scirocco ser montado em Portugal que é de qualidade inferior no que quer que seja a um VW golf, carro de qualidade semelhante, montado na Alemanha. Portanto parece-me que a história dos topo de gama decrescerem na qualidade porque serem feitos na china parece-me pouco coerente. Tal como referiste, mesmo mudando a produção para países "low-cost", têm que manter os controlos de qualidade e mantê-los competitivos em qualidade e custo face à concorrência directa.

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
E concordo contigo sobre o hardware da Yamaha. A DW tem ferro do melhor, mas também pagas do mais caro. A Yamaha oferece por 100€ um suporte que a DW oferece por 170€. Eventualmente o da DW será melhor, mas ao ponto de custar mais 70€? Duvido que seja assim TÃO melhor...
Concordo!!! É pá, DW é excelente. Aliás, é MESMO EXCELENTE!! Mas a diferença de preço justificar-se-á? Por exemplo, um pedal duplo DW 9000: Há uns dias, antes de ter experimentado e comprado o Speed cobra, tive a oportunidade de experimentar este pedalão...! EXCELENTE PEDAL....OHHHHH!! ...mas cá para nós... 180EUR de diferença não justifica. Ponto final.

Respondendo agora ao resto, em relação ao set que pretendes adquirir;

- A fame será uma compra excelente para o que HOJE queres. Não duvido, face ao preço é o melhor que compras, a menos que haja algum achado nos classificados que, acredita em mim, tens lá baterias a bem menos de 50% do preço delas novas... (a minha já não que vou tira-la dos classificados. Fartei-me de a tentar vender a 39% do preço dela nova )

- Contudo, relembro: Hoje serve-te, mas amanha, ao viveres toda esta intensidade, emoção e sensações fortes do fórum, vais querer mais porque dentro de alguns meses vais evoluir, vais ser melhor, vais querer melhor. Conclusão: provavelmente (e isto acontece com 95% dos casos) vais-te querer livrar dela e comprar outra melhor, a médio prazo. Nesse dia, chegas à conclusão que deitaste dinheiro fora. Dou o exemplo dos meus pais, que compraram um apartamento espectacular e a um preço fixe no inicio de vida, quando nasceu o meu irmão, e 4 anos depois venderam-no para comprar uma casa porque cheguei eu e estraguei o esquema todo! ou seja, podiam ter comprado logo a casa, no entanto, o apartamento serviu-lhes para a altura, mas não previram as necessidades dali para a frente.

Assim, e depois desta salgalhada toda, sugeria-te as drumcraft 7 ou 8. Ficas impecavelmente bem servido, garantes qualidade e tão cedo não te chateias!

Fica a minha opinião.
Um abraço.
__________________

Última edição de Tomcat : Qui, 17 de Janeiro de 2013 às 22:00.
Tomcat não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #25
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Tomcat, conheço várias pessoas que têm DWs e nenhuma delas comprou a sua por ser mais barata que a PHX ou a SQ2. Foi mesmo pela marca.

O argumento que apresentas é bastante sólido. Se eu fosse o tipo de pessoa que vende o material quando compra melhor, seria certamente um fator dissuasor. Mas no entanto, eu precisarei sempre de uma bateria mais fraca para ter em casa/sala de ensaio e usar nos locais onde é arriscado demais usar a minha bateria principal. Louco seria eu se levasse uma bateria de 2500€ para levar com cerveja, humidade e para ser tocada por gajos que nunca vi na vida... É por isso que terei sempre que comprar uma bateria mais modesta antes de comprar uma bem bom. Até podia ter 10.000€ no banco neste momento que ainda sim compraria uma bateria fraquita ao mesmo tempo que comprava uma bateria de média alta gama.

Pode parecer um argumento algo invulgar, mas pelo menos como a música funciona no circuito onde ando, é impossível ter apenas uma bateria. E mesmo tendo duas, uma tem de ser bateria de pancada.

É por isso que este set me interessa particularmente. Tem pedal, tem suportes e tem pratos de combate. Material que posso queimar sem ter grande prejuízo. Ainda me lembro de um amigo que ficou sem um DW9000 à conta de noites malucas... Isso não é para mim.

Daqui a um ou dois anos irei certamente ver a DrumCraft e aí poderei rebentar 2500€ se for necessário. Mas isso implica que esteja a tocar com alguma frequência. Tenho por princípio comprar apenas material que se pague a si próprio e gastar 2500€ neste momento sem saber se daqui a dois anos continuarei sequer em Portugal é um risco tremendo. É por isso que impus a mim mesmo um orçamento que fosse até aos 1200€ (esta vai até aos 1300, mas dada a qualidade do material compensa).
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Qui, 17 de Janeiro de 2013   #26
Tomcat
 
Membro desde: 20-Fev-2008
Local: Ilhavo/Lisboa
Mensagens: 520
Tomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixeTomcat é mesmo fixe
Re: Exorcismo às Fames

Nesse caso, a tua escolha parece-me coerente... e sinceramente, tal como disseste no inicio do tópico, independentemente da robustez e qualidade de construção, estou curioso para "ver" o som que aquilo manda face a outras mais caras...
__________________
Tomcat não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #27
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Não digas a ninguém, mas essa é outra das minhas razões.

Quando comprar o bicho farei questão de filmar o desempacotar da coisa e de vos mostrar todos os pormenores (até porque há sempre malta interessada em ver como é que chegam os instrumentos comprados na music store e nessas lojas).
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #28
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
Não digas a ninguém, mas essa é outra das minhas razões.

Quando comprar o bicho farei questão de filmar o desempacotar da coisa e de vos mostrar todos os pormenores (até porque há sempre malta interessada em ver como é que chegam os instrumentos comprados na music store e nessas lojas).
Sim, eu sou dos que estou curioso por saber do teu veredicto.
Já eeu para perceber que tens bons conhecimentos para que a tua opinião seja válida, portanto, cá estarei à espera da tua review.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #29
Sixxen
 
Membro desde: 19-Set-2010
Local: Lisboa e Castelo Branco
Mensagens: 728
Sixxen é uma jóia em brutoSixxen é uma jóia em brutoSixxen é uma jóia em brutoSixxen é uma jóia em bruto
Gosto Re: Exorcismo às Fames

Já tanto foi dito aqui que não vejo como possa contribuir. Isto apenas para dizer que este tópico é de se lhe tirar o chapéu.
Grandes contribuições sim senhor!

Abraço a todos e continuação de excelentes batucadas
__________________
Sabendo-se sonhar com Música, acorda-se como Músico.
Sixxen não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #30
Pipó
 
Membro desde: 25-Jan-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 1.973
Pipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de JoãoCampos Ver Mensagem
Há alguns pontos que gostava de salientar:

- Como disse o Pipó, Die Cast não é sinónimo de qualidade. Eu sou dos que prefiro não usar. Batalhei e procurei muito até encontrar o kit que tenho hoje porque as novas versões para além de terem aligeirado as camadas de madeira mudaram o sistema de ferragens (falo das MPA ao invés das MP). Die cast mandam uma prensa maior e na minha opinião cortam o leque de afinação .

- Principio da qualidade paga existe, nem tudo é overpriced. Antes de chegar à marca com que toco hoje passei por algumas outras entre elas marcas menos conceituadas e o baixo preço reflectiu-se em live stage cairem parafusos e baterias desafinarem em 15 minutos . Prefiro dar mais dinheiro e ter material no qual eu confio o meu trabalho, seja em baterias, pratos ou mesmo hardware. Algumas marcas como é mais que sabido têm processos exigentes de envelhecimento de madeiras que lhes dão o carácter final, outras simplesmente usam os mesmos cascos que outras 300 e temos um som standart.

- Baterias boas são para se usar. Dar 3000 euros por um grande kit para ter em museu e andar com um de 600 na estrada é mau investimento. Com o grande investimento aumenta também a nossa responsabilidade sobre o nosso material, nunca deixei que ninguém me montasse as baterias .

- Grande parte de nós como bateristas / músicos está no nosso som . A expressão de "um bom baterista até com mau material soa" é falsa. Ter um grande som é parte integrante do nosso espectáculo, devemos carregar connosco um pack completo de performance e som.

- Usar Yamaha não é sinal de cagança (desculpa amigo Pipó). Já passei por uma Oak Custom e agora a Maple Custom e nunca lhes meti um logo à frente porque não lhes devo nada, ainda assim uso porque secretamente amo a marca pelo rigor e performance do seu material, robustez e porque em todo o tempo que usei em momento algum me falhou (ao invés de outros kits e tarolas que já tive). É como usar macintosh, sou utilizador à 7 anos e agora como virou moda sofro discriminação por toda a gente desejar pelas razões erradas. Yamaha é a mesma coisa, há muita gente que usa cegamente (não era a stage custom que tinha um caso de lugs partidos? )

- Chega ao fim e somos todos livres de fazermos as nossas escolhas e apesar da qualidade explícita há factores como o peso da marca que nos auxiliam se um dia nos quisermos desfazer do material. Uma DW, uma yamaha quase não desvaloriza, uma fame para além de teres que praticar preços ridiculamente baixos em segunda mão tens sorte se conseguires vender.


Marcas boas há muitas, e marcas más também. Se elas estão nesses patamares é porque algo as conduziu lá .

By the way, excelente texto por parte do pipó. Assim vale a pena.

Abraço !
Amigão,

Não disse que usar essas marcas era cagança!! Até porque fui claro e disse que acho que comprar as baterias de gama alta das marcas mais conceituadas é excelente!!
Agora acho que não se justifica comprar gamas médias e baixas das marcas mais conhecidas porque há em marcas menos conhecidas mais qualidade nesse leque de preços.

Tu sabes bem e muita gente sabe que a bateria que eu considero, obviamente na minha opinião e só, a melhor bateria do mercado é a Yamaha PHX. Já toquei em duas pelos menos e sempre na Alemanha quando lá vou e é a melhor bateria de sempre, desde construção, acabamentos, som, tudo incrível.. E olha que eu já meti várias vezes as mãos em kits brady e craviotto..

Mesmo a Canopus, que como sabes é a minha marca com orgulho, não chega bem ao que uma PHX pode oferecer em termos da sensação e som que aquilo manda.

O preço... proibitivo.. MESMO PARA A MINHA LOJA!.. Para tu veres comprando uma PHX para a loja comprava duas SQ2.. agora vê.. E uma SQ2 já tenho na loja e chega

Aquele abraço
Pipó não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #31
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

Porra, por acaso não tinha ideia que a PHX era duas vezes mais cara que a SQ2...

Uma SQ2 de cinco peças chega facilmente perto dos 7.000€ Pagar 14.000€ por uma bateria... Só mesmo para o Weckl e aquela malta que ganha fortunas (ou tem endorsment da Yamaha).

Uma SQ2 com seis timbalões, dois bombos e uma tarola custa 12.000€. Sem hardware... É um absurdo de preço. Uma PHX custar o dobro disto é uma insanidade. Com pratos, hardware e hardcases reforçadas (não acredito que alguém gaste quase 10.000€ numa bateria para depois usar forras) a coisa custaria uns 30.000€.

Já vi BMWs mais baratos :P
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #32
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

A DW R30 do Neil Peart custa 30.000 euros - modelo exclusivo e de colecção.
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sex, 18 de Janeiro de 2013   #33
Loseless
 
Membro desde: 12-Jan-2013
Local: Algarve
Mensagens: 71
Loseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em brutoLoseless é uma jóia em bruto
Re: Exorcismo às Fames

A DW do Peart tem uns seis ou sete timbalões, dois bombos (presumo que a TD-20 venha incluída) duas tarolas e uma porrada de suportes até nunca mais (nunca percebi o porquê d'ele não usar rack). Para além de dois DWs 9000 e o hardware é todo gold plated...

Custom made pela DW para colecionadores. E com um som do caraças (apesar de não gostar daquele tom).

Sim, acho que este caso justifica o preço. Uma PHX com os mesmos componentes custaria o mesmo ou mais até.


Não seria a minha primeira escolha. Se fosse rico comprava-a para pôr num museu, mas não para tocar.

Btw, já viste os paragon que ele usou nesta última tour? Com os motif steampunk? Estão lindo, para lá de maravilhosos. São de chorar. Não fazia ideia que era possível fazer aquilo a pratos.
Loseless não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 19 de Janeiro de 2013   #34
Pipó
 
Membro desde: 25-Jan-2007
Local: Lisboa
Mensagens: 1.973
Pipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luzPipó é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
Porra, por acaso não tinha ideia que a PHX era duas vezes mais cara que a SQ2...

Uma SQ2 de cinco peças chega facilmente perto dos 7.000€ Pagar 14.000€ por uma bateria... Só mesmo para o Weckl e aquela malta que ganha fortunas (ou tem endorsment da Yamaha).

Uma SQ2 com seis timbalões, dois bombos e uma tarola custa 12.000€. Sem hardware... É um absurdo de preço. Uma PHX custar o dobro disto é uma insanidade. Com pratos, hardware e hardcases reforçadas (não acredito que alguém gaste quase 10.000€ numa bateria para depois usar forras) a coisa custaria uns 30.000€.

Já vi BMWs mais baratos :P
Looseless,

Calma

A SQ2 como sabes é custom e quanto mais "extras" lhe puseres mais cara fica, agora para chegar aos 7000€ tem de ser maple, 5 a 7 peças, com acabamentos mais caros estilo bubinga,etc e Gloss, e Hardware por exemplo em dourado ou preto cromado..

Acho que isso já é mariquice a mais e uma SQ2 em Beech ( madeira usada por exemplo pelo Benny Greb ) por exemplo com acabamento satinado comum e hardware em cromado com 4 a 5 peças não passa os 3500€.
A SQ2 que tenho na loja é Beech Stratawood 4 peças com hardware cromado e estou a vender por 3000€.

Olha fiz há pouco a mesma bateria que tenho na loja exactamente igual mas em vez de hardware cromado pedi hardware dourado, eu tenho a bateria a 3000€ agora vê quanto deu só por mudar o hardware dourado:

Recommended retail price inclusive 23% IVA
Total 4.545,31 EUR *


São só mais 1545,31€....

A PHX um kit de 5 peças manda-se para os 6000€ e tais largos. E depois lá está se escolheres acabamentos "flat" é mais barato, se fores para os Ash exótico já são outros.

Abraço!
Pipó não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Não lido Sáb, 19 de Janeiro de 2013   #35
Miguel Martinho
 
Membro desde: 3-Abr-2006
Local: Bobadela/Lisboa
Mensagens: 7.215
Miguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luzMiguel Martinho é um glorioso foco de luz
Re: Exorcismo às Fames

Citação:
Mensagem Original de Loseless Ver Mensagem
A DW do Peart tem uns seis ou sete timbalões, dois bombos (presumo que a TD-20 venha incluída) duas tarolas e uma porrada de suportes até nunca mais (nunca percebi o porquê d'ele não usar rack). Para além de dois DWs 9000 e o hardware é todo gold plated...

Custom made pela DW para colecionadores. E com um som do caraças (apesar de não gostar daquele tom).

Sim, acho que este caso justifica o preço. Uma PHX com os mesmos componentes custaria o mesmo ou mais até.


Não seria a minha primeira escolha. Se fosse rico comprava-a para pôr num museu, mas não para tocar.

Btw, já viste os paragon que ele usou nesta última tour? Com os motif steampunk? Estão lindo, para lá de maravilhosos. São de chorar. Não fazia ideia que era possível fazer aquilo a pratos.
Não, a DW R30 não traz isso tudo!
Só trás a parte acústica (a TD20 não vem), é só 1 bombo e o hardware não é aquele todo.

Ele não usa rack por motivos estéticos, e no cso dele a própria estrutura funciona como uma rack, porque pelo que percebi em alguns comentários, a bateria não é desmotada e os tripés não saem do local porque estão presos ao chão/estrado. A bateria viaja assim meia montada.
Como podes ver (e deves saber, mas para quem não reparou ainda), os tripés não têm base, são "espetados" no estrado:




Os pratos com da última tour são qualquer coisa de obra de arte!




A DW R30 comercializada foi esta:
__________________
Baquetas BateristasPT-Missom

Última edição de Miguel Martinho : Sáb, 19 de Janeiro de 2013 às 12:57.
Miguel Martinho não está cá agora...   Citar esta Mensagem
Resposta



Opções

Regras
Aqui não podes criar novos assuntos
Aqui não podes responder a mensagens
Aqui não podes colocar anexos
Aqui não podes editar as tuas mensagens

Código vB está Ligado
Smilies estão Ligados
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Escolher Fórum

Assuntos Semelhantes
Assunto Autor do Assunto Fórum Respostas Última Mensagem
Divulgação: Aula em direto na net (streaming) sobre Pedal Duplo - Qui, 3 Nov 2011 às 22h20 Gerson Lima Filho Concertos, Espectáculos, Rádio e TV (dos membros!) 5 Qui, 3 de Novembro de 2011 15:05
Às compras com Bobby Jarzombek splash Pratos (Cymbals) 11 Sáb, 25 de Setembro de 2010 21:32
(Lições) Download Grátis de Aulas Até Amanhã (28/2/2010) às 9 da Noite Janado Debates técnicos (Workshop, Clínica e Masterclasse "virtual") 0 Sáb, 27 de Fevereiro de 2010 23:48
Apreciação: Pearl Vision. O novo modelo que substitui as Export EXR e ELX. (Jul 2007) np_gorminus Baterias Acústicas 20 Seg, 18 de Agosto de 2008 14:59



São agora 00:14. (horário GMT +1)


Design by: vithorius
Copyright ©2001 - 2020, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2020, Jelsoft Enterprises Ltd.
Gravatar as Default Avatar by 1e2.it