BateristasPT.com

BateristasPT.com (http://www.bateristaspt.com/forum//forum/forum.php)
-   Som, Acústica, Software e Sites de internet (http://www.bateristaspt.com/forum/forumdisplay.php?f=31)
-   -   ESTUDO: O som e o isolamento acústico (http://www.bateristaspt.com/forum/showthread.php?t=8)

seis_e_meia Seg, 3 de Abril de 2006 10:39

ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
conforme "postado" no forum anterior:



O som pode definir-se como um movimento ondulatório no ar ou outro meio elástico que provoca excitação no nosso aparelho auditivo.

Esse movimento ondulatório no ar tem origem numa fonte sonora que produz o som pela sua vibração. (a vibração faz deslocar o ar, e por sua vez produz o “som”).

O som é esse movimento ondulatório no ar gerado pela fonte sonora, tal como quando mandamos uma pedra à água, o impacte da pedra cria uma ondulação que se propaga em todas as direcções (provocando aquela imagem que temos em mente de umas circunferências a propagarem-se a partir do local onde caiu a pedra).

Do mesmo modo o som também se propaga em todas as direcções à mesma velocidade, sob a forma de ondas sonoras que podem assumir 4 (quarto) características: intensidade – dimensão física do fenómeno (Som ALTO ou BAIXO); altura – “qualidade do som” que nos dá a sensação de grave ou agudo; timbre – permite distinguir sons com a mesma intensidade e altura (exemplo, um piano e uma viola a darem a mesma nota, com a mesma intensidade, mesmo assim diferenciam-se pelo timbre) e duração (difícil de explicar, mas fácil de perceber por isso não vou explicar).

Para a acústica o mais importante a considerar é a altura do som, pois estas ondas conforme a sua altura vão ter comportamentos diferentes. É a característica que mais afecta a maneira como devemos tratar o som.

Isto porque a altura é no fundo traduzida por uma onda.

Tal como a pedra ao bater na água provoca ondas que se propagam no tempo e no espaço, o som também se propaga por forma de ondas chamadas sinusóides. No som, se essa sinusoide (movimento ondulatório) se repetir duas vezes, diz-se que a sinusoide ou onda cumpriu 2 (dois) ciclos. Se se repetir 20 (vinte) vezes terá cumprido 20 (vinte) ciclos e por ai fora....

No som, a medida usada foi o HERTZ (hz) que é o número de vezes que a sinusoide/onda se repete num segundo (numero de ciclos por segundo=Hertz)

Tal como se em KM/H a velocidade percorrida, no som recorre-se ao HZ (ciclos por segundo)

É sabido que os sons mais graves cumprem menos ciclos por segundo que os sons mais agudos.

Também se sabe que o aparelho auditivo só é exitado (só reage) por sons com ciclos na ordem dos 20 HZ (mais grave) aos 20.000 HZ (mais agudo).

O facto de num segundo a onda sonora percorrer menos ciclos, faz com que a distância de um pico da onda ao pico seguinte seja maior do que se a onda percorrer mais ciclos por segundo.

(pico=ponto máximo em que a onda chega, começando posteriormente a descer)

Deste modo diz-se que os sons graves têm maior comprimento de onda (devido à menor repetição de ciclos por segundo) e os agudos têm menor comprimento de onda.

Aqui Temos um ponto importante para tratar acusticamente um espaço; mas, já lá vamos.

Falei do comportamento do som em espaço aberto, no ar.

Mas quando a onda sonora encontra um obstáculo físico, esta vai assumir um comportamento; ou melhor 3 (três);

A Reflecção; que consiste no obstáculo reflectir o som na direcção oposta à que lhe foi transmitido (se tivermos a falar de uma superfície plana) tal como um espelho reflecte a imagem de uma pessoa.

A Absorção; que comporta a transmição do som dentro do obstáculo (o impacte da onda sonora faz o obstáculo vibrar e transmitir essas vibrações DENTRO do obstáculo, com caracteristicas e intensidades diferentes, dependendo da capacidade absorvente do obstáculo face ao som)

A Difracção; capacidade do som ter de contornar o obstáculo mediante o seu tamanho ser inferior ao tamanho do comprimento de onda do som. (ou seja; sons mais graves, como têm grandes comprimentos de onda, contornam melhor os obstáculos que os agudos, como tal são mais dificilmente absorvidos pelos obstáculos)


Sabendo estas 3 (três) características principais da onda sonora no seu aspecto FISICO estamos em condições de fazer tratamento e/ou isolamento acústico, sendo que o tratamento acústico trata mais do aspecto referente à Reflecção do som e o isoalemnto diz mais respeito à Transmissão/Absorção do som.

A Reflecção dános a noção de Reverberação ou Eco

Ou seja o som ouve-se uma vez directyamente, proveniente da fonte sonora, e uma segunda vez ao ser reflectido, embora com caracteristicas diferentes pois o som já perdeu alguma “potência” ao bater no obstáculo (dependendo do obstáculo que encontre) Em zonas bastante reverberantes a reflecção vai por sua vez ser reflectida e ouvimos o mesmo som repetido “n” vezes até se extinguir por completo.

A reverberação e o eco destinguem-se por sensações fisiológicas diferentes (interpretação do cérebro)

Quando a sala é pequena, (inferior a 17m) a reflexção do som dá-se num tempo interior a 0.10 segundos. É o sufeciente para o cérebro não conseguir distinguir a diferenciação dos sons, e remete a reflecção (com menor intensidade) para o som original (com maior intensidade) com um aspecto de “maior duração” (oohhhhh aaaannnnnaaaaa!!!). Em distâncias maiores a 17 metros entre a fonte sonora e o obstáculo, o cérebro consegue diferênciar o som e dá-nos a sensação de repetição do som (oh ana ana ana ana ana....)

Isto não se quer pois; além de dar uma indefinição ao som (parece um som ciclico, e não um som “seco” essas reflecções vão fazer vibrar o instrumento acústico outra vez (virbação do ar provoca vibração da pele de bateria por exemplo e esta por sua vez provoca uma onda sonora que vai ser reflectida etc etc etc....) é tipico isto quando o snare começa a vibrar sp que estamos a tocar num timbalão por exemplo. (é mais ou menos isto que se chama a ressonância – quando o som de uma fonte sonora faz outra superficie vibrar e provocar som)

Desse modo, para eliminar essas reflecções (que embelezam o som mas podem ser irritantes para a captação/treino de um instrumento como a bateria) podemos usar superficies concavas (que concentram o som num ponto) e convexas (que dispersam o som para varios pontos) de modo a que com este jogo concentra/dispersa o som perca toda a sua intensidade e não haja reflexões audiveis.


ATENÇÂO: Apesar de se poder dizer que o que cumpre o objectivo do tratamento acústico (anulação da reverberação) também cumpre em parte o objectivo do isolamento (absorção da vibração), não se deve confundir a capacidade de certos materiais (como as caixas de ovos) têm de fazer redução da reverberação com isolar o som para propagações exteriores. Ajuda mas não tem essa função.

Para absorver o som (o que se pretende ao isolar uma sala de modo a não incomodar ninguém), isto é, evitar que ele se Transmita pelas paredes (obstáculos) deve-se “forrar” ou usar na própria construção da sala materiais absorventes, ou seja, que além de terem a capacidade de evitar reflexões que criem labirintos acusticos, com várias porosidades, de modo a que o som se propage no maior trajecto possivel de modo a assim ir perdendo intensidade e velocidade de propagação (exemplo, se o sum se propagar em linha recta ---------à perde menos força que se tiver de cumprir um monte de SSSSSS impostos pelas porosidades do material. Implica que o som tenha de andar aos S’s e asim perde intensidade. Regra geral, quanto mais porosidade melhor absorção. Usar caixas de ar também ajuda, pois o som ao mudar de meio fisico (obstáculo, ar, obstáculo, provoca ser difundido de intensidade cada vez menor, como uma travagem progressiva imobiliza melhor um carro que uma travagem a fundo.principio do ABS)

De ter em conta que os graves como têm um comprimento de onda maior, contornam melhor os obstáculos, como tal precisam de um isolamento total da sala para não sairem, ao pace que se a ideia for isolar apenas os agudos basta isolar as zonas onde eles têm mais tendência de propagação, em altura parta cima, face os graves que têm a tendência de se propagarem mais para baixo.

Como os agudos, devido ao seu menor compriemnto de onda são mais fáceis de isolar, é preferivel, morando numa casa com mais que um andar, ter o estudio numa cave.


Bem, eu não me quis debruçar sobre técnicas de tratar/isolar o som porque disso não conheço muito, apenas tenho algumas noções sobre os principios básicos do som, como tal decidi expô-los de maneira a que, se tiverem paciência para lerem isto tudo, possam (quem já não sabe) ter uma ideia melhor de como se poderá isolar melhor e perceberem o que estão a fazer, mais que comprar e forrar a sala com caixas de ovos ou cortiça.


Gibraltar Seg, 3 de Abril de 2006 20:10

Boa leitura ;)

psilva Sex, 7 de Abril de 2006 14:13

Nice! :icon_razz:

dmonteiro Qua, 23 de Julho de 2008 12:46

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Estou a desenterrar isto, mas acho que está interessante!

Over_drummer Qua, 23 de Julho de 2008 13:46

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Citação:

Mensagem Original de dmonteiro (Mensagem 72806)
Estou a desenterrar isto, mas acho que está interessante!

E fizeste tu muito bem!!

Danny170 Qua, 23 de Julho de 2008 14:08

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Citação:

Mensagem Original de dmonteiro (Mensagem 72806)
Estou a desenterrar isto, mas acho que está interessante!

Extremamente interessante, muito bom desenterro lolol

andreb Seg, 25 de Agosto de 2008 23:38

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Citação:

No som, a medida usada foi o HERTZ (hz) que é o número de vezes que a sinusoide/onda se repete num segundo (numero de ciclos por segundo=Hertz)


Tal como se em KM/H a velocidade percorrida, no som recorre-se ao HZ (ciclos por segundo)


A abreviatura é Hz

Citação:

A Reflecção; que consiste no obstáculo reflectir o som na direcção oposta à que lhe foi transmitido (se tivermos a falar de uma superfície plana) tal como um espelho reflecte a imagem de uma pessoa.
É reflexão e não reflecção


Citação:

Sabendo estas 3 (três) características principais da onda sonora no seu aspecto FISICO estamos em condições de fazer tratamento e/ou isolamento acústico, sendo que o tratamento acústico trata mais do aspecto referente à Reflecção do som e o isoalemnto diz mais respeito à Transmissão/Absorção do som.
Tratamento Acústico tem a ver com reflexão/absorção e difusão do som

Isolamento com transmissão de sons e vibrações

Citação:

A reverberação e o eco destinguem-se por sensações fisiológicas diferentes (interpretação do cérebro)
Reveberação e eco são fenómenos fisicos que depois têm as suas consequências fisiológicos. Eco é uma repetição do som, distinguivel, devido a uma superfície rigida. Reverberação é o decaimento do som numa sala, fruto das sucessvivas reflexões na sala. Ambos sao mensuráveis.


Citação:

Quando a sala é pequena, (inferior a 17m) a reflexção do som dá-se num tempo interior a 0.10 segundos. É o sufeciente para o cérebro não conseguir distinguir a diferenciação dos sons, e remete a reflecção (com menor intensidade) para o som original (com maior intensidade) com um aspecto de “maior duração” (oohhhhh aaaannnnnaaaaa!!!). Em distâncias maiores a 17 metros entre a fonte sonora e o obstáculo, o cérebro consegue diferênciar o som e dá-nos a sensação de repetição do som (oh ana ana ana ana ana....)
Existe um tipo de eco, em ingles flutter eco que se ouve bem em salas pequenas. É um eco muito rápido, geralmente fruto do batimento do som entre o chao e o tecto e perfeitamente audivel.

Citação:

Desse modo, para eliminar essas reflecções (que embelezam o som mas podem ser irritantes para a captação/treino de um instrumento como a bateria) podemos usar superficies concavas (que concentram o som num ponto) e convexas (que dispersam o som para varios pontos) de modo a que com este jogo concentra/dispersa o som perca toda a sua intensidade e não haja reflexões audiveis.
Esse tipo de superficies chamam-se difusores acústicos. Espalham o som pela sala e corrigem defeitos acústicos. Mais informação em http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=perguntas-frequentes


FAZER SCROLL ATÈ A PARTE DE DIFUSÃO ACÚSTICA
Citação:

Para absorver o som (o que se pretende ao isolar uma sala de modo a não incomodar ninguém), isto é, evitar que ele se Transmita pelas paredes (obstáculos) deve-se “forrar” ou usar na própria construção da sala materiais absorventes, ou seja, que além de terem a capacidade de evitar reflexões que criem labirintos acusticos, com várias porosidades, de modo a que o som se propage no maior trajecto possivel de modo a assim ir perdendo intensidade e velocidade de propagação (exemplo, se o sum se propagar em linha recta ---------à perde menos força que se tiver de cumprir um monte de SSSSSS impostos pelas porosidades do material. Implica que o som tenha de andar aos S’s e asim perde intensidade. Regra geral, quanto mais porosidade melhor absorção. Usar caixas de ar também ajuda, pois o som ao mudar de meio fisico (obstáculo, ar, obstáculo, provoca ser difundido de intensidade cada vez menor, como uma travagem progressiva imobiliza melhor um carro que uma travagem a fundo.principio do ABS)
Absorção nao tem nada a ver com isolamento acústico. Absorção serve para controlar a acústica DENTRO da sala. Isolamento impede que o som passe para o exterior e vice-versa. Podes ter uma sala sem absorção e esta ser completamente isolada ou teres uma sala cheia de absorção sem isolamento acústico.

Nota 2 - forrar uma sala com espumas acústicas resulta numa sala extremamente seca. Deve ser usado absorção e difusão em salas de prática musical.

Citação:

De ter em conta que os graves como têm um comprimento de onda maior, contornam melhor os obstáculos, como tal precisam de um isolamento total da sala para não sairem, ao pace que se a ideia for isolar apenas os agudos basta isolar as zonas onde eles têm mais tendência de propagação, em altura parta cima, face os graves que têm a tendência de se propagarem mais para baixo.
Nao sei onde é que ouviste isto mas o som não é tipo ar quente e ar frio.

Citação:

Bem, eu não me quis debruçar sobre técnicas de tratar/isolar o som porque disso não conheço muito, apenas tenho algumas noções sobre os principios básicos do som, como tal decidi expô-los de maneira a que, se tiverem paciência para lerem isto tudo, possam (quem já não sabe) ter uma ideia melhor de como se poderá isolar melhor e perceberem o que estão a fazer, mais que comprar e forrar a sala com caixas de ovos ou cortiça.
Isso concordo em absoluto, caixas de ovo e cortiça sao inadequadas. Isolar um espaço custa muito € por isso o meu conselho é encontrarem um espaço AFASTADO de vizinhos e investir num bom tratamento acústico.

0_axquerda Ter, 26 de Agosto de 2008 05:25

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
boas....não podia concordar mais com o andreb...sebem que um aspecto mais especifico q aí referiste não conhecia...o flutter.
enfim mas o objectivo dele foi mesmo dar um B A BA a quem tem apenas algumas noçoes e se interessaria por ganhar alguma noção mais vincada acerca de grandezas como frequencia e amplitude de onda, etc.
Nesse aspecto acho q está bastante porreiro e util. E deixo os meus sinceros parabens.

engraçado q tirei engenharia electrotécnica no isel e uma das fisicas foi justamente Vibrações de ondas e termodinamica.e foi uma cadeira q (não sei se por ser baterista) adorei fazer e onde estes conceitos foram aplicados inumeras vezes como bases já pré adquiridas de secundario.isto interessa para que? para dizer q estes conceitos base de propagação de ondas acabam por servir para traduzir uma data de fenomenos que não
sao só o ruido (audivel= propagação no ar) como tambem o que este implica dentro de objectos, superficies, estruturas, comunicações ate de fibra optica.
sabiam que ruido (ondas propagadas pelo ar) podem produzir efeitos numa maquina electrica ou electronica próxima? (efeito a ter em conta na conceção de equipamentos a laborar em palcos por exemplo...robótica.....onde a pressão acustico pode ser elevada)

abraço

Fernando Delca Qua, 13 de Janeiro de 2010 01:26

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Será assim tão linear ?:icon_drummer:

antoniofe Ter, 19 de Janeiro de 2010 22:43

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Boas, quem tem caixas de ovos nas paredes como as colou?

é que queria uma maneira de colar que desse no futuro para tirar as caixas de ovos se for preciso...


obrigado,

JPDBC Ter, 7 de Dezembro de 2010 13:57

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Muito boa correcção Andreb.
Há sempre grande confusão entre isolamento e condicionamento acústico.

zezito Qua, 8 de Dezembro de 2010 00:01

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Nice

Tiago Novo Ter, 2 de Outubro de 2012 23:12

Re: ESTUDO: O som e o isolamento acústico
 
Boas, estive a ler e gostei ate porque me interessa e decidi vir dar a minha opinião uma vez que estou também a fazer uma sala de ensaios, quando puder coloco fotos mas para ja digo que coloquei um painel de caixas de ovos mais por causa de ficar bonito por se parecer com os painéis caríssimos para estúdios profissionais, toda a gente diz que absorvem o som e tal mas há um método melhor pois esse não e tão eficaz e se ocorre algum curto circuito da-se um incêndio muito rapidamente. Para mim a melhor maneira e lã de rocha, fiz uns quadros em madeira e e coloquei painéis de lã de rocha e coloquei na parede pendurados com correntes (lembrei-me e gostei da ideia das correntes), ainda alguns quadros no tecto mais na zona da bateria, em frente a bateria e ao lado de modo a isola-la, alcatifa no chão e tapetes e estou a pensar num painel difractivo também em madeira, e talvez também alcatifa na parede!
E claro que isto tudo não vai cortar o som que passa para fora mas nisso tenho sorte com os vizinhos que tenho, mas ajuda para o eco pois a minha garagem era pequena mas mesmo assim fazia um bocado de eco, mas aquele eco que so quase um musico se apercebe! Ficou boa agora e adoro passar la o tempo!
Mais tarde dedico-me a colocar fotos da sala aqui no forum!


São agora 17:56. (horário GMT +1)

Copyright ©2001 - 2022, Fórum BateristasPT.com
Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2022, Jelsoft Enterprises Ltd.